Home / Curiosidades / Quais os Sintomas de Quem Tem Alergia a Ácaros?

Quais os Sintomas de Quem Tem Alergia a Ácaros?

Do nada o nariz começa a coçar, uma sucessão de espirros acontecem, coriza, etc. Esses são os sintomas clássicos de uma reação alérgica, mas ao que? Bom, pode ser a muitas coisas, e uma delas é o ácaro. 

Os ácaros são seres microscópicos que podem provocar essas sintomas em um grande grupo de pessoas, inclusive aqueles que envolvem o sistema respiratório. 

E com certeza passar dias assim não é nada agradável. A boa notícia é que é possível tomar algumas precauções para evitar essas situações. Podemos reduzir a exposição aos ácaros, assim como os incômodos causados por esses bichinhos. 

Grupos pré-dispostos a ter alergia formam anticorpos do tipo IgE contra um grande número de proteínas presentes em um ambiente, em especial aquelas que estão dentro de casas e edifícios. O que atualmente, acaba sendo uma situação comum, já que passamos boa parte do nosso tempo em locais fechados, sem contato com o ar livre. 

Sem dúvida alguma o pó de casa é a principal fonte de alérgenos – ácaros -. Este é composto de pedaços descamados de pele humana e animal, esporos de fungos, fibras, vírus, insetos, restos de plantas e alimentos e ácaros. O que pode resultar a alergia a este indivíduo. Quando falamos alergia a pó na verdade estamos nos referindo a ele, que está presente no “pacote”. 

Mas como saber se você é alérgico a criatura? 

Ácaros
Ácaros 

Sintomas de alérgicos ao ácaro 

Bom, o primeiro passo para saber se você sofre com esse animal é ficar atento aos sintomas. A maioria deles se apresentam por meio de problemas respiratórios, rinite ou asma, ou ambos. Ele é, inclusive, responsável pela maior número de casos de asma. 

No caso da rinite alérgica, o paciente vai sofrer com reações principalmente na parte da manhã, com crises de espirro ao levantar da cama. Assim como coceira no nariz e congestão nasal. O mesmo pode acontecer a noite, causando aquela sensação de nariz entupido, fazendo com que o indivíduo respire pela boca, dando uma impressão de secura e sede ao acordar. 

Normalmente estes melhoram durante o dia e voltam na parte da noite, quando se retorna para casa. Em alguns casos, porém, estes permanecem ao decorrer do dia. 

Os alérgicos também demonstram reações quando fazem arrumações ou entram em locais com poeira. 

Ácaros
Ácaros

Aqui, além do nariz escorrendo ou entupido, o alérgico pode apresentar irritação ocular, como coceira ou vermelhidão, que é caracterizado como conjuntivite alérgica. 

Porém, estes também podem aparecer em pessoas que não tem rinite, sendo a única manifestação alérgica apresentada. 

Já a asma causa falta de ar, chiado no peito, tosse e sensação de aperto no peito que pioram na parte da noite, principalmente durante exercícios físicos ou quando a pessoa ri. 

Muitas vezes o paciente exibe tosse isolada, que também pode ser sinais de alergia a ácaro. 

Nós últimos tempos acredita-se que esses bichos também tem causado alergias na pele, com dermatite ou eczema atópico. Fazendo com que apareça áreas com vermelhidão, manchas e prurido no tecido. 

O tempo de duração de cada uma dependendo muito, mas quando se trata de irritação aos ácaros, estes são crônicos, com os sintomas se instalando progressivamente no hospedeiro com a piora destes em algumas épocas do ano, como no outono e na primavera. O que muitas vezes dificulta a identificação da mazela pelos doentes, que não conseguem relacionar uma coisa com a outra. 

O que são os ácaros? 

Os ácaros pertencem ao mesmo grupo do das aranhas, a subclasse aracnídeos. Existem cerca de 50 mil espécies registradas. Mas acredita-se que 100 a 500 mil espécimes ainda são desconhecidas. 

A grande maioria, como já dito, são microscópicas, ou seja, não são visíveis a olhos nu. O ácaro doméstico mede de 0,2 a 0,5 milímetros de comprimento. 

Eles são divididos em várias famílias, gêneros e espécies, que se encontram principalmente em alimentos armazenados, como cereais, farinhas, fenos e também em celeiros. Mas eles estão igualmente presentes no pó doméstico, como já citado, o que facilita o nosso contato com eles. 

Um fato interessante é que não é o próprio ácaro em si a “ameaça” aos seres humanos, mas sim seus resíduos fecais, que são os responsáveis em causar alergias. 

Estes se alimentam de pedaços de pele morta, tanto humana quanto animal. Assim como de fungos e produtos orgânicos. Na verdade, o que o bicho procura é a camada de queratina presente no tecido, que sai junto com a pele morta. 

E eles estão presentes na casa de todo mundo, principalmente em objetos com o maior quantidade de tecido humano, como travesseiros, tapetes, almofadas, carpetes, cobertores, sofás, cortinas, lençóis, etc. Mas sem dúvida alguma que o seu local preferido são os colchões. 

Uma curiosidade referente a isso é que depois de dois anos, tempo de uso desse item, cerca de 10% do seu peso é composta de ácaros. Ou seja, nós estamos basicamente deitados numa cama composta desses animais. Notícia bem agradável. É por isso que especialistas recomendam a troca de ambos após esse períodos de 24 meses, ou a limpeza destes em locais especializados. É possível também diminuir a incidência da criatura colocando esses itens no sol. Isso porque o bicho gosta de viver em locais úmidos, e ao colocar colchão e travesseiro no sol, você torna esses itens inóspitos para ele. 

Ele vive cerca de 3 meses, se reproduzindo duas vezes durante esse período, botando de 20 a 40 ovos. 

Tipos de ácaros 

Como dito, existe um grande número de espécies de ácaros, sendo assim, eles podem viver em todos os habitats do planeta. Por exemplo, ele pode se multiplicar num número bem amplo de temperatura, de 5°a 30°, mas preferem fazer isso aos 20 graus. 

Pyroglyphoide

Nesta família encontra-se os ácaros presentes nos Estados Unidos e Europa, sendo os maiores causadores de alergias nestes locais. 

Glycyphagidae 

Lepidoglyphus destructor e Blomia tropicalis são os residentes de Portugal continental e nas ilhas, respectivamente. 

Acaroidae 

Acarus siro e Tyrophagus putrescentiae são os responsáveis pelas crises alérgicas dentro desse grupo. 

Basicamente, nós estamos dormindo com o inimigo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *