Home / Curiosidades / Quais as Diferenças Entre os Siris e Caranguejos?

Quais as Diferenças Entre os Siris e Caranguejos?

Confundir alguns animais é normal, ainda mais se eles possuem uma aparência muito parecida. Além dos mais, não temos conhecimentos tão aprofundados para saber identificá-los só de dar uma olhada rápida. Para isso, é preciso prestar atenção em alguns detalhes para saber qual indivíduo você está olhando. Por exemplo, você sabe a diferença entre um siri e um caranguejo? Não, né?! Bom, agora você vai saber se continuar lendo este texto. 

Siris e Caranguejos
Siris e Caranguejos

A diferença entre siri e caranguejo

Na verdade, todo siri é um caranguejo. Como assim? Simples! É que a denominação siri é usada para falar sobre todas as espécies que fazem parte do grupo Portunidae, uma das várias famílias de caranguejos. E ambos pertencem a um conjunto maior de crustáceos, os decápodes – filo destinado aqueles indivíduos que possuem dez patas. O que quer dizer que este dois estão na mesma turma que as lagostas e os camarões. 

Quanto às suas diferenças, é possível observá-las se você souber para onde olhar. A mais evidente no siri se comparada às outras espécies de caranguejos está no formato das duas patas traseiras. No primeiro elas não são pontiagudas, como no segundo. Elas detêm um formato amplo e achatado. Devido a isso, este indivíduo é um dos poucos do grupo dos caranguejos que têm a habilidade de nadar. Seu tamanho varia de acordo com a espécie, mas ela gira em torno de 50 centímetros. 

Outras diferenças podem ser observadas quando falamos de seus habitats. O siri é um indivíduo marinho, enquanto os outros são terrestres. Este não vive em água doce, mas pode ser encontrado em manguezais. Um outro traço forte é o seu andar, que é de lado. Inclusive, os caranguejos costumam imitá-lo quando se sentem ameaçados. 

Alguns detalhes distintos observados no siri é a lateral do seu torso que é pontiagudo, e as patas traseiras funcionam como nadadeiras. 

O caranguejo não tem saliências em seu corpo e todas as patas são pontudas. 

Siris e Caranguejos
Siris e Caranguejos

Sobre o siri 

Como dito anteriormente, o siri é um tipo de crustáceo semelhante ao camarão e a lagosta. Existem mais de 6.700 espécies deste indivíduo nas águas ao redor do mundo, e eles são divididos em 93 grupos de caranguejos. 

A maioria é encontrada em águas rasas, onde habita em pequenas piscinas com rochas ou recifes de corais. Porém, é possível achar alguns desses animais morando em água doce dos rios e lagos. E até algumas espécies tropicais que passam grande parte da vida em terra. 

Mede em torno de 40 centímetros de comprimento e possui uma proteção contra seus predadores: uma carapaça dura feita de carbonato de cálcio. Detém duas garras que são usadas para capturar sua presa. Ele caça dentro de buracos escuros, aguardando as caças em potencial passarem por este local. O que é bem esperto, já que ele consegue comer sem ficar a vista e ainda se protege de seus predadores. Gosta de comer crustáceos pequenos, moluscos, e outras espécies, preferencialmente mortas ou com a carne já em estágio de decomposição. 

Reprodução

Gera cerca de 1.5 milhões de ovos. Estes ficam grudados em seu corpo, na parte externa, logo abaixo do abdômen. A fêmea carrega cerca de 2 milhões de ovos. Seu período de incubação varia de 10 a 17 dias.

Após isso, o siri muda da fase final da zoea para megalopa. Nos próximos 8 dias chega a primeira fase como animal de água salgada. Seu período larval dura de 20 a 24 dias. 

Sobre o Caranguejo 

Pertence a classe malacostracas. É conhecido também como auçá, uaçá e guaiá. Dispõe de uma carapaça que serve como proteção, como a maioria dos crustáceos, este é feito de quitina mineralizada. Dotado de 5 pares de patas, sendo uma delas adaptada para a captura da presa, chamada de pereópodes. Essas garras, devido a essa função, perderam a função de locomoção. 

Existem cerca de 4500 espécies de caranguejos. 

Detêm dimorfismo sexual. Os machos apresentam garras grandes, enquanto as fêmeas têm estas menores e abdome mais arredondado para fertilização dos ovos. 

Como existem diversos espécies, seu tamanho pode variar, por isso é possível encontrar indivíduos com alguns milímetros de comprimento e alguns até com 4 metros. 

Para crescer, precisa mudar o exoesqueleto. Isso acontece com uma casca mole crescendo abaixo da externa, e quando esta está pronta, a dura cai e da lugar a mais flexível, que endurecerá. É normalmente nesta fase que o caranguejo fica mais vulnerável à caça. 

Ele está presente em todas as águas do mundo, que varia desde locais profundos, assim como no litoral. Sendo visto principalmente em regiões subtropicais e tropicais. Vive em águas doces, salgadas, sendo semiaquáticos ou totalmente terrestres. Também migra de um ambiente para o outro para se reproduzir. 

Alimentação

Animal onívoro, ele consome principalmente algas, mas também come moluscos, fungos, bactérias e crustáceos pequenos. Como tem uma dieta completa, comendo tudo citado acima, isso contribui para seu crescimento saudável. 

Reprodução 

Atrai um ao outro, no caso dos aquáticos, liberando hormônios sexuais, os feromônios. O terrestre costuma usar certos movimentos para atrair sua parceira. Algumas espécies chegam a ficar dias grudado um no outro. 

O macho transfere seu esperma para a fêmea, que guarda até decidir fertilizar os ovos produzidos. Depois que isso acontece, os ovos de soltam do abdômen da fêmea e permanecem protegidos por um tempo. Quando as larvas crescem dentro deste ambiente, ela os coloca na água.

Algumas curiosidades 

  • O siri anda de lado e isso lhe proporciona uma grande defesa contra predadores. 
  • Seu olho se localiza na lateral de seu corpo.
  • Tem duas antenas. 
  • Existe um grupo de caranguejo chamado de “elenco”. 
  • Nem todos vivem no mar, cerca de 850 vivem na terra ou em água doce. 
  • O sangue do caranguejo é azul pela alta presença de cobre. 
  • Possui pelos no corpo, eles são minúsculos e são chamados de setas. Eles detectam movimentos e toques. 
  • O maior da espécie é o caranguejo-aranha-japonês, com 3.7 metros de diâmetro. O menor é o Pea crab, com apenas alguns milímetros de comprimento. 
  • Quando agitam suas garras, estão se comunicando entre si. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *