Home / Curiosidades / Quais as Cores de Pulgão Existem?

Quais as Cores de Pulgão Existem?

O pulgão, também conhecido como afídeo, piolho, piolho-das-plantas é um inseto sugador capaz de se reproduzir de forma muito rápida, o que acaba gerando grande prejuízo para agricultores, por exemplo. 

Se você acha que está sofrendo com o ataque desse bicho, fique atento as suas cores. Ele pode ser visto em diversas tonalidades, como verde, marrom, vermelho, amarelo, cinza e preto. Isso vai depender da sua espécie. 

Ao todo, existem cerca de 4 mil dessas conhecidas. Sendo que pelo menos 250 ataquem plantações. 

Ele é famoso por se alimentar da seiva das plantas, para isso fura os vasos condutores com sua boca em forma de agulha de seringa, chamada de estilete. 

O pulgão pode atacar caule, broto, colmo, folga, botão e ramo dos morangos, algodão, roseiras, couves e brócolos. 

Além dos estragos óbvios, o bicho é um transmissor de doenças entre plantas, sendo assim ele pode favorecer o aparecimento de fungos na plantação. 

Quando atacam outros sinais podem ser visto, como o amarelamento das folhas, galhos secos, frutos diminuem de tamanho e perdem nutrientes.

Sua reprodução é bem interessante. Nas estações quentes do ano, a fêmea se reproduz sem precisar de um macho, sem necessitar de fecundação, fazendo isso de forma vivípara. Neste período, elas apenas produzem outras fêmeas. Já no frio acontece o acasalamento com um parceiro, com o processo virando ovíparo. Ou seja, a fêmea escolhe se quer ter um parceiro ou não. 

Pulgão
Pulgão 

Alguns machos também podem aparecer quando existe uma superpopulação em uma única planta, que está prestes a morrer e levar os pulgões com ela. 

Outro fato muito interessante é que as fêmeas já nascem com um embrião dentro dela. Esse fenômeno é chamado de “gerações telescópicas”. Ocorrendo uma grande criação desses insetos em pouco tempo. 

Ao contrário da relação que tem com as plantas, eles se dão bem com outros bichos, como as formigas, que inclusive protege estes. Isso acontece devido a uma substância adocicado expelida pelo piolho-das-plantas chamado de honeydew. Essa proteção ocorre porque o inseto está oferecendo comida a formiga. Essas chegam até a estimular esses indivíduos, fazendo “cócegas” em suas antenas. 

E não para por aí, em algumas ocasiões esse parasita é tratado como uma ovelha, sendo direcionado para outras partes da planta onde ele pode ser melhor protegido. Com esse outro inseto podendo carregar o afídeo em sua boca e até levá-lo para dentro do formigueiro no fim do dia. 

Assim como qualquer outro animal, tem predadores naturais, são eles: joaninhas – o maior deles -, besouros, vespas e moscas-das-flores. 

Com isso, existem diversas maneiras de eliminar a criatura de forma natural, podendo-se utilizar caçadores, parasitas, calda de fumo e óleo mineral.

Caso queira utilizar formas químicas, faça isso quando a planta não mais tiver flores ou frutos, isso porque esses produtos acabam matando outros insetos benéficos para a folhagem, como as abelhas. 

Tipos de pulgões

Pulgão preto 

De cor escura, esse inseto afeta os brotos, flores e frutos de plantas cítricas. Seu ataque provoca deformações, além de causar o aparecimento de fungos na folhagem. 

É conhecido por transmitir o chamado  “vírus da tristeza dos citros”, muito comum no Brasil. 

O animal ataca principalmente plantas jovens, no campo ou em viveiros. Também aparece em brotos terminais, botões de flores e folhas em desenvolvimento. 

Nas brotações novas costuma aparecer em grande número. 

Pulgão Preto
Pulgão Preto

Pulgão verde 

Este aparece principalmente em plantas jovens e na fase vegetativa da folhagem. Este se alimenta da seiva e, ao mesmo tempo, injeta diversas substâncias tóxicas que acabam por prejudicar o crescimento da árvore, fazendo com que ela tenha uma estatura menor do que deveria. 

Pulgão verde
Pulgão verde

As principais pragas de plantações 

1 – Cochonilhas 

Depois dos pulgões, as cochonilhas são os maiores vilões das plantações. São insetos de cor amarela ou marrom. 

Recebeu esse nome por se parecer com uma concha. 

Ela ataca sugando a região inferior das folhas, assim como as fendas. Assim como os pulgões, ela abre espaço para o aparecimento de fungos na planta. 

A comida favorita da cochonilha é a rosa. 

Cochonilhas
Cochonilhas

2 – Ácaros 

Quem acha que ácaro só se aloja em colchões e travesseiros, está muito encanado. O tipo mais comum neste caso é a espécie vermelha, que gosta de flores. 

Ele se acomoda nos brotos, folhas e pétalas. Opta por regiões secas e quentes para fazer isso. 

Ácaros
Ácaros

3 – Lagartas 

É uma das pragas mais populares das plantações, sem dúvida alguma. Ela consome folhas, brotos e flores. Também mastiga vegetais. A melhor forma de eliminá-la é utilizando pesticidas que não prejudicam a planta.

Lagartas
Lagartas

4 – Nematóides 

Este indivíduo é um verme que se alastra nas raízes das plantações. Seu alvo preferido é a dália. Para se prevenir contra ele, não esqueça de tratar bem a terra antes de plantar as sementes da flor. 

Nematóides
Nematóides

Curiosidades 

  • O pulgão é capaz de sintetizar pigmentos fotossintéticos, por isso ele pode adquirir uma coloração vermelha e amarela. Seria como se alimentar de luz. 
  • As vespas têm o hábito de depositar seus ovos dentro desse inseto. A maioria dos afídeos morrem em decorrência disso. Esse fato acontece porque a praga oferece boas condições de desenvolvimento para os bebês. Aqueles que sobrevivem sofrem com a degeneração dos ovários, o que impede o pulgão de se reproduzir. 
  • Pode nascer sem boca. 
  • Certas espécies, como a Aphis nerii são capazes de consumir plantas tóxicas, como a invasora Asclepias curassavica e a espirradeira Nerium oleander. O mais impressionante é que ele transforma esse veneno em mecanismo de defesa para usar contra seus inimigos. 
  • O Brevicoryne brassicae desativa as toxinas presente na couve, nabo, rabanete e repolho, alimentos que consome. 
  • Algumas espécies criaram certa resistência contra os pesticidas, como Myzus persicae e Aphis gossypii. 
  • É uma praga tanto em plantações como em jardins e florestas. 
  • São mais comuns em regiões temperadas. 
  • Pode migrar, sendo carregadas pelo vento. Acredita-se que o piolho-de-alface percorreu uma distância da Nova Zelândia para a Tasmânia desta maneira. O transporte também pode ser feito por humanos.
  • Mede de 1 a 10 milímetros de comprimento. 
  • Seu corpo é longo e mole. Podendo ter asas ou não em ambos os sexos. 
  • Exibe um olho composto de 3 lentes. 

Esta realmente é uma criatura bem interessante. Não esqueça de compartilhar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *