Home / Curiosidades / Quais Animais Vivem No Polo Norte?

Quais Animais Vivem No Polo Norte?

Quando pensamos em Polo Norte a primeira coisa que inegavelmente vem a nossa cabeça são os ursos polares, muito gelo e uma região totalmente branca em níveis congelantes, literalmente. Mas será que é exatamente assim mesmo? E se for, quem vive no Polo Norte? Os ursos polares? Só eles? É sobre isso que falaremos hoje, sobre as maravilhosas do Polo Norte e um pouco dos animais que lá habitam.

Não poderíamos começar de outra forma se não apresentando um pouco da região e as suas características para posteriormente falarmos um pouco sobre os animais que podemos encontrar por lá.

O Polo Norte De Matthew Henson E Os Quatro Esquimós

A primeira ida do homem ao Polo Norte está datada de mil novecentos e seis, em seis de abril, quando Matthew Henson, seu assistente Robert Edwin Peary e quatro esquimós chegaram as terras frias do Polo Norte. Atualmente se questionam seriamente este marco histórico com controversas de que não teria ocorrido e que a primeira chegada do homem ao local teria sido feita do Ralph Plaisted em mil novecentos e sessenta e oito.

Animais Polo Norte
Animais Polo Norte

Independente de quem tenha chegado primeiro ao polo, o que sabemos até então é que o local é o extremo norte do planeta Terra. Em janeiro, período de inverno temos uma temperatura que fica entre negativos quarenta e três graus e negativos vinte e seis graus, sendo a média de aproximadamente trinta e quatro graus negativos. Em julho, período em que no Polo Norte temos o verão, a temperatura fica em torno de zero graus. Apesar das baixas temperaturas, ao que tudo indica a temperatura no Polo Norte é ainda superior à temperatura de quem está, por exemplo, no Polo Sul. Isso acontece porque no Polo Norte temos um tipo de oceano que circula o polo e atua como uma fonte ou reservatório de calor.

Ao que tudo indica, os paredões de gelo no Polo Norte possuem mais de três metros de espessura, mas que com o passar dos anos devido ao aquecimento global e os efeitos da radiação solar, estão drasticamente diminuindo. De acordo com pesquisadores o Polo Norte pode desaparecer, ou melhor, derreter entre dois mil e trinta e dois mil e cinquenta. Esperamos que não, não é mesmo?

O Polo Norte não é posse de nenhum país, mas muitos possuem interesse em sua posse uma vez que se estima que há na região mais de noventa milhões de barris de petróleo e aproximadamente quarenta e quatro milhões de barris de gás natural. Bom, agora que você já conhece um pouco mais sobre esta fria região do planeta deve estar se perguntando sobre os seus amigáveis habitantes e vamos direto ao ponto.

Muitos Habitantes: O Mais Emblemático

O mais emblemático habitante do Polo Norte sem dúvida alguma é o urso polar, além de mais emblemático é sem dúvida o mais popular também. Consideramos mais emblemático porque o urso polar vive unicamente no Polo Norte e está totalmente adaptado as baixas condições de seu habitat.

A pele branca ajuda-o a manter-se camuflado em meio a tanta neve e gelo e a sua pele caracteristicamente preta o auxilia a manter o calor. As suas patas cobertas de pelo também auxiliam na manutenção do calor no corpo deste animal e as patas com garras longas e bem afiadas são para evitar que o mesmo escorregue ao se locomover sobre o gelo.

Durante o verão, os ursos polares migram para o Polo Sul porque há a falta de alimentos e no Sul realizam o seu processo de hibernação. Os ursos polares se alimentam basicamente de focas e com o degelo a caça acaba sendo comprometida. Quando o inverno retorna, estes animais migram novamente para o Polo Norte para o período de caça.

Outros Habitantes: Fulmar Glacial

Outro habitante que também podemos encontrar no Polo Norte é o Fulmar Glacial. Também conhecida como pardela do Ártico e pardela branca, esta ave robusta e corpulenta está presente no Hemisfério Norte do planeta e habita com o urso polar o Polo Norte.

Podem ser facilmente confundidas com as gaivotas, animais com os quais realmente se assemelham muito. Sua cabeça, corpo e pescoço são brancos. Seu dorso, cauda e asas são em um tom de cinza-claro. Assim como outras pardelas voam e planam sobre as águas, a sua grande diferença, entretanto, é o batimento de suas asas que acaba sendo mais frequente. Ainda sobre suas características físicas, possui o bico curto e amarelo e se alimenta de folhas de árvores, frutos e possivelmente de peixes também.

Apesar de não ser um animal ameaçado de extinção as informações que se encontram disponíveis sobre o fulmar glacial são extremamente escassas e este animal demanda de mais pesquisas quanto a suas características e particularidades.

Mais Um Deles: Vamos De Morsa

A morsa é um animal de grande porte que habita as águas do Ártico. A fêmea de morsa pode chegar a medir mais de dois metros e meio de comprimento e a pesar entre quatrocentos e mil e duzentos quilos. Com o comum dimorfismo sexual entre os sexos o macho é ainda maior e pode atingir os incríveis quatro metros de comprimento, com peso médio próximo dos dois mil quilos. São subdivididas em três grupos distintos a depender da região em que habitam e atualmente encontram-se ameaçadas de extinção.

Temos a morsa do Atlântico que habita o oceano Atlântico, a morsa do Pacífico que como o nome dá a entender habita o oceano Pacífico e a rosmarus laptevi que habita o mar Laptevi que fica localizado no Ártico. A alimentação das morsas é bem versátil, por assim dizer, se alimentam de ouriços, caranguejos e outros animais marinhos que consegue capturar.

Outros Animais

Ainda podemos encontrar no Polo Norte os leões marinhos e também as focas. Os leões marinhos recebem este nome porque os machos da espécie possuem um tipo de juba que lembra bem o famosos felinos. Estes animais podem chegar a pesar mais de mil quilos e passar dos três metros de comprimento. Os leões marinhos se alimentam de crustáceos e peixes que conseguem caçar. O porte das focas, depende da sua espécie, enquanto algumas podem chegar a pesar duzentos quilos e atingir quase dois metros de comprimento, outras podem passar dos seis metros e pesar mais de três mil quilos. A sua alimentação é similar a dos leões, se alimentam principalmente de peixes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *