Home / Curiosidades / Por que O Polvo É Um “Gênio” Dos Oceanos?

Por que O Polvo É Um “Gênio” Dos Oceanos?

Se você fosse definir os polvos usaria a palavra gênio? Certamente não. Mas por incrível que pareça este animal realmente pode ser considerado um verdadeiro gênio dos oceanos e hoje vamos explicar porque. Mas antes, como não poderia ser diferente vamos apresentar para você um pouco mais sobre o polvo, que como sabemos não é um animal assim tão familiar para todos nós.

Conhecendo De Perto Um Polvo

Os polvos são moluscos marinhos e estão classificado como na Cephalopoda, ordem octopoda. Com estas poucas informações quem domina um pouco de biologia já sabe algumas coisa sobre este animal. Como cefalópode que é, os polvos não apresentam esqueleto nem interno nem tão pouco externo e como tal possui o corpo totalmente mole. Como octópodes possui oito braços, também chamados de tentáculos que o auxiliam em sua locomoção, caça e reprodução.

Polvo
Polvo

Os polvos são animais marinhos que podem viver em praticamente qualquer profundidade preferindo o fundo do mar. E pasmem, há cerca de mais de cem espécies diferentes de polvos ao redor do mundo.

Ainda sobre suas características físicas, os tentáculos dos polvos possuem uma série de ventosas e a sua cabeça lembra um saco como pequenos olhos alinhados próximos a um bico córneo.

Quanto ao seu tamanho isso varia e muito a depender da espécie sob a qual estamos nos referindo. O octopus vulgaris, por exemplo, ou polvo comum, pode atingir até um metro e meio e pesar dez quilos. Mas não se engane, há registros de polvos que ficaram muito acima disso. Como o maior polvo já registrado na história que possuía seus incríveis nove metros.

Bom se você é curioso é já não se aguenta sobre porque então os polvos são tidos como gênios dos oceanos vamos revelar a você.

Um Gênio Este Polvo

Utilizamos a palavra gênio quando queremos mencionar alguém extremamente inteligente e quem diria, o polvo pode ser considerado um verdadeiro sinônimo de inteligência. Isso devido aos seus diversos mecanismos de defesa que este animal possui para se livrar de seus predadores. E se você está pensando que este conceito de gênio é algo nosso, você está totalmente enganado. O polvo é tido por pesquisadores e biólogos como o animal invertebrado mais inteligente do mundo sendo até mesmo capaz de utilizar ferramentas como nós seres humanos.

Tudo isso se dá por conta de seu sistema nervoso central altamente desenvolvido e consequentemente por seus habilidosos mecanismos de defesa contra seus predadores.

Os mecanismos de defesa dos polvos consiste em três ações diferentes. São elas: a capacidade de camuflagem, de autotomia e também a sua capacidade de liberar tinta para dispersar seus predadores.

O polvo pode se camuflar de maneira tão perfeita que pode chegar a confundir seus predadores se passando engenhosamente por rochas e pedras. Quanto ao jato de tinta que liberam, ele é composto por melanina, a mesma substância que dá cor aos nossos olhos e ao nosso cabelo. Além da cor que pode dificultar e muito com que seus predadores o veja, a tinta liberada pelo polvo tem cheiro o que pode confundir aqueles animais que dependem do olfato para a caça, como por exemplo os tubarões.

Polvo
Polvo

Outro motivo que faz do polvo um gênio é a capacidade de nadar extremamente rápido por meio de um jato de água que libera que o impulsiona cada vez mais rápido. Deixamos por último a característica mais interessante que faz os polvos se livrarem de seus predadores e está presente em todas as espécies, é a autotomia.

A autotomia é a capacidade que alguns animais possuem de desprender partes de seu corpo ou realizar a automutilação a fiz de distrair seus predadores enquanto estes estão fugindo. Com o tempo alguns animais podem conseguir até mesmo regenerar o membro em questão.

Mas calma que ainda não acabou, o polvo Thaumoctopus mimicus possui um quarto mecanismo de defesa. Este animal consegue mudar sua coloração e o seu comportamento imitando outros animais que podem colocar medo em seus predadores. Este polvo pode conseguir imitar cobras do mar e também o peixe leão.

Como falamos tanto dos predadores, são predadores dos polvos os tubarões, peixes grandes, mamíferos marinhos, moreias e nós seres humanos.

Alimentação Do Polvo

Os tentáculos do polvo o auxiliam em sua caça. Sua alimentação é fundamentada principalmente de crustáceos, mas também podem consumir caranguejos, lagostas, camarões e outros moluscos de porte menor. Os polvos são animais carnívoros ao longo de toda a sua vida, consumindo em fase larval plânctons.

Falamos fase larval porque assim que eclodem os ovos os filhotes de polvo nascem como pequenas larvas que somente com o passar do tempo se assentará e passará a ganhar peso, forma e tamanho.

E já que falamos de reprodução…

Polvo
Polvo

A Reprodução Do Polvo

Até mesmo a reprodução do polvo é curiosa, mas não poderia ser diferente visto que este animal é totalmente particular, pertinente e com seu interessante universo. A reprodução do polvo é sexuada e ocorre por meio da fecundação da fêmea pelo macho durante a cópula que pode levar horas e até mesmo dias.

O polvo macho tem inclusive o hectocótilo que é um tipo de braço que serve para garantir que os espermatozoides sejam colocam dentro da fêmea. Durante o período fértil da fêmea, ela pode cruzar com mais de um macho. Após a cópula ela procurará por um local abrigado para a postura de seus ovos que serão incubados por cerca de sessenta dias.

Ao longo deste período a mamãe polvo é pura dedicação e nem mesmo se alimenta enquanto cuida dos seus ovos. Ela inclusive interfere na corrente das águas para que o seu curso favoreça a oxigenação dos ovos. Justamente por este comportamento a grande maioria das fêmeas acaba morrendo assim que os filhotes eclodem dos ovos.

Curiosamente há registro de um polvo do sexo feminino que durante cerca de quatro anos e meio durante suas reproduções não permitia que lhe oferecessem nenhum tipo de alimento. Como se esta já não fosse uma característica curiosa dos polvos eles tem o hábito do canibalismo extremamente comum em algumas espécies. Para se ter uma ideia, durante o seu período fértil a fêmea produz um tipo de feromônio que além de atrair o macho evita que ele a coma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *