Home / Curiosidades / Por que Fazer Selfie Com Bicho-preguiça É Uma Crueldade?

Por que Fazer Selfie Com Bicho-preguiça É Uma Crueldade?

No mundo, o desejo de registrar tudo se tornou algo comum. Um registro de um show, de um prato de comida, daquela confraternização entre amigos ou família, daquela viagem de fim de ano. Até aí, tudo bem, o problema é quando esses registro interfere

 no bem-estar e na expectativa de vida de animais. Estamos falando das selfies com bichinhos, que infelizmente é mais comum do que se imagina. Você mesmo já deve ter se deparado com alguma foto de um conhecido ou mesmo um famoso desse tipo. Acontece que registros assim, como as imagens com bicho-preguiça prejudicam o indivíduo. Pode parecer nada demais, mas uma atitude dessas, que pode parecer nada para você ou seu amigo durante aquela viagem, faz toda diferença, de forma negativa, para a espécie. 

Selfie com Bicho Preguiça
Selfie com Bicho Preguiça

Diga não as selfies com animais 

Um dos principais motivos para ser contra a atitudes como essa é o tempo de vida do bicho. Para começar, o bicho-preguiça vive entre 20 a 30 anos na natureza. Esse tempo de vida cai drasticamente para um ano quando este passa a viver em cativeiro. E o que isso tem a ver com as fotos? Bom, quando você viaja e paga por imagens como essa, você está incentivando, direta e indiretamente, para que mais animais sejam presos e, posteriormente, tenham uma morte precoce.

Se você não acredita, existem vídeos aos montes na internet que registram o nível de crueldade com que esses indivíduos são retirados de seu habitat natural para servirem de atração turística para os turistas. Além de ser retirado a força do seu ambiente, o destino desse animal é somente um: viver enjaulado e acorrentado para posar para fotos de viajantes. E não para por aí, está é uma situação extremamente estressante para o bicho-preguiça, ele odeia ser pego para posar para selfies. 

Selfie com Bicho Preguiça
Selfie com Bicho Preguiça

Quando são capturados, esses bichos passam por situações como isolamento social, condições desumanas quanto ao acesso a comida e água, são colocados em locais muitos escuros ou que bata muito sol, além sofrerem com altos níveis de estresse. No caso da comida, o animal chega a sofrer com desnutrição, já que ele tem uma alimentação muito específica e obviamente isso não será respeitado quando o animal não passa de um lucro para quem os caçou. 

É normal querer fazer registros, mas não é legal quando isso custa a vida e o bem-estar da espécie. Se deseja ficar próximo de algum bicho-preguiça ou qualquer outro indivíduo, prefira fazer isso em seu habitat natural, se for possível. Desta forma você consegue estar em contato com ele sem estressá-lo ou condená-lo a uma vida horrível e curta em troca de alguns likes nas redes sociais. 

Abaixo, mais algumas crueldades que estão relacionadas ao turismo e que você deve evitar. 

Selfie com Bicho Preguiça
Selfie com Bicho Preguiça

Crueldades com animais em troca de selfies 

Apesar de parecer óbvio, vamos ressaltar que tirar o animal de seu habitat natural para servir de atração para turistas não é legal, nem bonitinho e não tem graça. Por isso, não incentive atitudes como essa. Abaixo, separamos algumas situações que você deve evitar para não contribuir com o sofrimento desses indivíduos.

Selfie com Bicho Preguiça
Selfie com Bicho Preguiça

1 – Montar em elefantes

Os elefantes são animais majestosos e estar perto deles é uma sensação incomparável, mas não pague para tirar foto com eles. Isto porque além de terem sido tirados do seu habitat natural, o bicho passou por muita coisa desumana para estar ali tirando selfies com você. Começando pela separação da sua mãe, que acontece com ele ainda bebê. Depois disso, ele passa por um tipo de “treinamento” que está mais para tortura para poder ser “amansado”. Levando pancadas dos “treinadores, além de ficarem acorrentados ou presos a cordas por dias, até ficarem mansos. 

Montar em elefantes
Montar em elefantes

2 – Nadar com golfinhos 

Provavelmente, depois de montar em elefantes, nadar com golfinhos é uma das atividades mais feitas por turistas, e outra que você deve evitar para o bem desse indivíduo. Não se engane ao achar que os bichos que estão ali chegaram de forma feliz, muito pelo contrário, eles provavelmente foram capturados no mar e tirados de suas famílias, ou mesmo “trocados” entre diferentes para parques para estarem nadando com você. 

E isso não melhora quando falamos do estilo que de vida que eles levam nestes lugares. Os golfinhos são obrigados a viver em um local que tem as medidas de uma banheira para uma pessoa. Agora, comparando este espaço com o mar, você acha que é o tamanho ideal para o bicho passar sua vida? Claro que não. E não importa se eles estão cansados ou doloridos, eles precisam continuar puxando os turistas por suas barbatanas. E a situação só piora, esse confinamento em tanques deixa esses animais loucos. Você não quer contribuir para isso, certo? 

Nadar com golfinhos
Nadar com golfinhos

3 – Abraçar animais selvagens acorrentados 

Sempre desconfie de lugares que oferecem fotos com animais, principalmente com indivíduos selvagens e que estejam amarrados. Aliás, eles são mantidos assim pois estes nunca perdem seus instintos, mas com o intuito de agradar os turistas, eles são forçados a ficarem nessa situação. Além de presos, esses bichos costumam ser drogados ou mutilados para ficarem mansos. Ainda são forçados a viverem fora do seu ambiente natural e em constante contato com humanos, coisa que o animal não está acostumado. 

Abraçar animais selvagens acorrentados
Abraçar animais selvagens acorrentados

4 – Zoológico 

Apesar de parecer um local onde o animal será melhor tratado, os indivíduos que vivem em Zoológico também passam por situações estressantes. Outro ambiente em que é usado para distração de turistas, além de serem colocados em locais pequenos e restritos, que acabam deixando-os extremamente deprimidos. Muitos chegam a enlouquecer e por isso criam comportamentos repetitivos, como dar voltas na cela. Além disso, a maioria não recebe a quantidade adequada de comida. Em algumas situações, não existe espaço para os filhotes e eles acabam sendo mortos, como aconteceu com a girafa Marius, na Dinamarca. O bicho fazia parte do zoo e, apesar de ser um indivíduo saudável, virou comida de leão porque foi considerado um “excesso” do local pela administração. 

Definitivamente, vale tudo isso – condenar animais desta forma – para tirar uma selfie bonitinha? Com certeza não. 

Selfie com Bicho Preguiça
Selfie com Bicho Preguiça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *