Home / Curiosidades / Por Que a Lhama Cospe?

Por Que a Lhama Cospe?

Você certamente deve conhecer este curioso animal, a lhama. É um animal da América do Sul que foi domesticado pelo povo inca sendo extremamente importante para o desenvolvimento do mesmo. Atualmente é um animal conhecido em todo o mundo seja por suas características particulares ou ainda por sua forte personalidade. E por falar em forte personalidade é sobre uma de suas atitudes que caracterizam esta “forte” personalidade que falaremos hoje.

Se você conhece a lhama certamente deve saber ou já deve mesmo ter visto que este animal tem o intrigante hábito de cuspir. Isso mesmo, ela simplesmente mira e voalá, lance uma muco malcheiroso em seu alvo, mas você saberia dizer por que ela teria este comportamento? Está a fim de descobrir? Então vem com a gente.

Lhama
Lhama

A Lhama E A Sua Fama De Irritadinha

As lhamas foram consideradas pela Animal Planet como um dos animais mais irritáveis do mundo, ocupando a oitava posição. E como prova desta fácil irritabilidade temos inúmeros vídeos na internet onde esta característico animal lança cuspe na direção de algo e alguém. Com esta dica você agora já sabe porque a lhama cospe e é justamente por isso mesmo. A lhama acaba cuspindo quando se sente incomodada com alguma determinada situação.

Quando se sente incomodada ou por assim dizer irritada com algo ou alguma coisa a lhama, ou lama como também é conhecida acaba mostrando a língua para o objeto de sua irritação, caso esta singela atitude não seja o bastante o animal partirá para a cusparada e acredite, este cuspe pode atingir a distância de cinco metros. Ou seja, caso uma lhama lhe mostre a língua é melhor tomar cuidado e manter distância.

No mais são animais considerados dóceis e até amigáveis se você respeitar o seu espaço e as suas particularidades. Para se ter uma ideia desta amabilidade um criador norte americano tem treze lhamas como animais de estimação e garante que as mesmas são como verdadeiros cães de estimação, sendo “as melhores amigas do homem”. Além desta curiosidade quanto a sua amabilidade com seres humanos a palavra lhama é unissex e pode ser utilizada para se referir tanto ao sexo masculino quando ao feminino do animal.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a lhama vamos a outras interessantes informações.

A Lhama Como Animal

A lhama é uma dos animais que integram a família camelídeos e o gênero lama. É um animal de pelagem longa que pode viver em regiões onde outros animais não sobreviveriam e justamente por isso a sua domesticação e posterior comercialização de carne e lã garantem a sub-existência de aproximadamente quarenta mil pessoas que vivem em localidades com escassez de recursos.

Uma das características da lhama que possibilita esta condição é a sua capacidade de viver em regiões frias, e isso por conta conta de sua pelagem que a protege das baixas temperaturas.

Estima-se que o maior número de indivíduos esteja na Bolívia com mais de dois milhões de unidades. E por falar em Bolívia parte do número de pessoas que sobrevivem da criação de lhamas também está no país assim como no Equador e no Peru.

Além de servir para o mercado de carne e lã as lhamas concomitantemente são utilizadas para o transporte de carga.

Por Falar Em Animal De Carga…

Que as lhamas são animais de atitude isso não é novidade nenhuma depois que comentamos sobre o seu peculiar hábito de demonstrar quando não estão confortáveis com uma determinada situação. Mas por esta você com certeza não esperava. Como dito anteriormente as lhamas são animais utilizados por muitos criadores para o transporte de carga e quando o animal sente que o peso a ser transportado está excessivo simplesmente empaca, deita-se no chão ou ainda começa a sacudir-se ou ainda a cuspir até que o excesso de peso seja retirado.

E por falar em excesso de peso, as lhamas podem carregar cerca de trinta e cinco quilos por uma distância de trinta a trinta e cinco quilômetros em um único dia, sendo este o limite de peso carregado por deste animal.

Lhama
Lhama

As Lhamas São Animais Ruminantes

As lhamas são animais ruminantes que possuem o sistema digestivo dividido em quatro partes distintas com funções diferentes. Em outras palavras os animais ruminantes apresentam o rúmen e o alimento passa pela boca mais de uma vez. Como exemplo conhecido desta classe de animais temos as vacas que costumeiramente são vistas mastigando.

Os animais ruminantes apresentam como comentamos quatro etapas diferentes de seu estômago. São elas o intestino, o abomaso, o omaso, o retículo e o rúmen. Cada uma destas partes apresentam uma função diferente, o que torna o processo digestivo deste animal complexo e completamente diferente do nosso. E por falar em processo digestivo, as lhamas alimentam-se de capim e de mato e podem chegar a pesar mais de cento e cinquenta quilos em seus expressivos dois metros e quarenta centímetros (este é comprimento máximo que podem atingir considerando também o comprimento de sua cauda).

Conhecendo Os Animais Ruminantes

Já que trouxemos a informação de que a lhama é um animal ruminante que tal conhecermos um pouco sobre o processo digestivo deste animal? O alimento após ser ingerido por estes animais (que podemos exemplificar com as lhamas, as vacas, as girafas, os bois, dentre outros) vai para o rúmen. No rúmen este alimento é amolecido e há o processo de absorção da celulose. Nós seres humanos não conseguimos digerir a celulose, estes animais em contrapartida conseguem por meio das bactérias presentes nesta região.

Do rúmen o alimento segue para o retículo. No retículo são formadas pequenas porções do alimento ingerido que retornará em seguida para a boca para ser novamente mastigado. Após a passagem pelo retículo o alimento volta para a boca do animal onde será novamente mastigado. Depois voltando para o sistema digestivo o alimento vai para o omaso responsável por realizar a absorção da água e dos minerais presentes. Do omaso o alimento segue para o abomaso local onde os nutrientes são quebrados de maneira que possam ser absorvidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *