Home / Curiosidades / Periquito Verde Fala? Como Criar? – Periquito Rico

Periquito Verde Fala? Como Criar? – Periquito Rico

Hoje listaremos algumas informações sobre um animal muito conhecido em território brasileiro: o periquito verde. Ele é um animal de estimação muito valorizado pelos indivíduos devido a sua calma e ao canto melódico. No Brasil, está presente em inúmeras residências, sendo o terceiro animal mais presente em lares, perdendo apenas para os cães e gatos. Aqui, falaremos um pouco sobre os hábitos e características do periquito verde: sua alimentação, sua aparência, quais os cuidados necessários para a sua criação em casa e a pergunta principal: o periquito verde fala?

Periquito Verde
Periquito Verde

O que é um periquito verde?

Esse é apenas um dos nomes pelo qual é chamado, mas o animal é conhecido também como periquito rico ou periquito verdadeiro. Cientificamente, ele é chamado de Brotogeris Tirica e é classificado como uma ave da ordem psitaciforme da família psittacidae.

É endêmico do Brasil, ou seja, existe apenas nessa região. Vive principalmente onde há vestígios da Mata Atlântica, em estados como Alagoas, Bahia e Rio Grande do Sul, tanto em florestas abertas como jardins e parques em menores proporções.

O periquito costuma estar em grupo e logo cedo cada um começa a fazer barulho. O som se torna audível a longas distâncias, já que o canto de tantos animais, juntos, é muito potente.

Uma outra característica desse comportamento social é o que se chama de allopreening, o ato de limpar um outro indivíduo de sua espécie. No reino animal existem alguns motivos para que um grupo execute isso, tais como: remoção de parasitas, separação hierárquica para evidenciar quem está no poder ou até uma tentativa de estabelecer um bom convívio entre os membros do ciclo social.

A aparência do periquito verde, como o próprio nome sugere, é verde em diferentes tonalidades. Em algumas partes do corpo há um aspecto mais verde-amarelado, enquanto em outras a predominância é verde-azulado. Essa característica é valida tanto para os exemplares mais novos quanto para os adultos – a variação costuma ser mínima no decorrer do tempo de vida do animal. Ele é capaz, inclusive, de viver em média 20 anos.

Os machos e as fêmeas também são bem semelhantes, com diferenças sutis. O macho, por exemplo, é geralmente mais robusto e possui a cabeça mais quadrada do que sua parceira.

A espécie é monogâmica. Isso quer dizer que os casais permanecem juntos por toda a vida.

O que o periquito verde come?

A dieta do animal é bem variada, indo de frutas – como pera, maçã, banana e goiaba – a insetos e suas larvas, além de sementes de girassol. O mais comum é que ele procure seu alimento nas copas das árvores mais altas. Quando encontra algo do seu interesse, utiliza os pés como forma de levar a comida até a boca.

Quando está em cativeiro, é importante que o dono não dê abacate, chocolate, cafeína ou álcool ao animal, pois são elementos que podem fazer muito mal ao pássaro. Além desses alimentos, são incluídos também todos os tipos de carne, além de tomate, alface e alimentos cozidos.

O periquito verde é um animal granívoro, ou seja, ele come sementes. Se criado em casa, uma opção é que o dono compre rações extrusadas específicas para aves de bico curto, a mesma que pode ser dada a uma calopsita.

O periquito verde fala?

O animal é capaz de imitar o som de outros pássaros na natureza – o macho principalmente, já que ele tem mais potencial de decorar do que as fêmeas. Pode reproduzir também sons humanos, mas é uma tarefa que exige muito treinamento. O ideal é que o aprendizado comece desde muito cedo com pequenas palavras repetidas no decorrer do dia para que o periquito possa se acostumar. Quando adulto, o que foi aprendido fica mais fácil de ser reproduzido pela ave. Tentar ensinar algo ao periquito já adulto é mais difícil.

Como criar um periquito verde?

Alguns cuidados especiais devem ser tomados antes de começar a criar essa ave. Começando pela gaiola, é indicado que ela seja grande e possua poleiros para que o animal tenha liberdade em seus movimentos. O material da gaiola deve ser analisado também, porque alguns materiais como zinco, bronze e chumbo podem afetar o periquito, caso ele morda. Aço inoxidável é uma boa opção, assim como outros metais não galvanizados.

O ambiente deve ser forrado com toalhas de papel ou sulfite para que a ave deposite suas fezes. É comum que seja feita muita sujeira, por isso o recomendado é que o fundo da gaiola seja limpo diariamente para não causar doenças, tanto no animal quanto nos seres humanos que estejam por perto.

Colocar uma tigela de comida e um bebedouro para o periquito nas barras da gaiola é essencial, além de uma pequena vasilha com água especialmente para que ele possa se molhar. É uma característica muito forte dos pássaros a questão do banho, e mesmo que não seja essencial a sua sobrevivência, pode fazer bem à saúde. É importante lembrar de trocar essa água constantemente para evitar o desenvolvimento de quaisquer tipos de bactérias.

O periquito ama escalar e é um animal bastante sociável. Por isso, alguns adicionais que o dono pode fornecer ao pássaro é colocar barras horizontais na gaiola e ter um outro periquito verde junto no mesmo ambiente para que ele não se sinta sozinho. Melhor que a companhia seja da mesma espécie para que não haja brigas e o risco de um ou outro sair machucado. Caso não seja possível, cabe ao próprio dono fornecer essa companhia ao pequeno animal, que pode se entediar muito fácil.

Periquito Verde Características
Periquito Verde Características

Como conferir se o periquito verde está saudável

É importante conferir alguns fatores diariamente para verificar se o animal não está com algum sinal de doença. Por exemplo, se suas penas estão apresentando o brilho característico, se não há nenhuma secreção presente em suas narinas e se está se movimentando animadamente, como lhe é normal. Muita calma e penas caindo com frequência alta, além de chiado na respiração e escamação pelo corpo são alguns sinais que podem indicar que a ave está com a saúde prejudicada. Visitar um veterinário é sempre uma opção viável nesses casos.

Uma dica de adestramento para fazer o periquito verde se empoleirar no dedo do dono é repetir a seguinte sequência: pressionar a barriga do animal levemente e falar “sobe”. Com o tempo, ele começará a repetir a palavra e executará a ação assim que ouvir o comando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *