Home / Curiosidades / Orca Ataca Humanos? Tem No Brasil?

Orca Ataca Humanos? Tem No Brasil?

A Orca é um animal pouco falado, mesmo com tantas características surpreendentes. Aqui falaremos das curiosidades desse animal tão peculiar.

Características gerais da Orca

O nome do animal é uma derivação de “Orcus”, o deus romano da Morte. Pode ser uma referência ao seu tamanho assustador, que realmente passa a impressão de um devastador dos mares.

O macho mede em torno de 10 metros e atinge cerca de 9 toneladas. Quando se trata da fêmea, ela tem comprimento médio de 8 metros e pesa entre 6 e 8 toneladas. A barbatana do animal merece destaque pois é considerada a maior do reino animal por possuir quase 2 metros.

Orca
Orca

É conhecida pelo seu corpo em preto e branco com forma cilíndrica, o que resulta em uma forma aerodinâmica que potencializa a sua velocidade de nado.

A principal confusão que existe quando se trata da Orca é associa-la a uma baleia. Devido ao seu porte, essa comparação acaba acontecendo, tanto que muitas pessoas conhecem o animal por “baleia assassina”, mas ele é, na verdade, um golfinho.

Uma característica dessa família é a sua inteligência que desperta muita curiosidade nos pesquisadores. As Orcas, por exemplo, já foram observadas fazendo cumprimentos específicos entre membros de uma mesma tribo e até realizando o que se interpretou ser um funeral para um indivíduo morto.

Não se sabe ao certo se as análises estão corretas, mas o potencial que a Orca tem de executar ações complexas é intrigante.

Uma curiosidade: as Orcas também entram na menopausa, assim como as mulheres humanas. O estudo foi feito pela Universidade de York, no Reino Unido, em que se constatou que as fêmeas param de se reproduzir por volta dos 40 anos e vivem até os 90, aproximadamente. Nesse espaço de tempo, se tornam responsáveis por proteger e educar os mais novos, ensinando-os a caçar e a se proteger dos perigos em alto mar. Elas são chamadas de “Orcas avós”.

Orca ataca humanos?

Mesmo sendo gigante e transpassando uma sensação amedrontadora, a Orca não ataca seres humanos. Não há nenhum registro de um ataque feito pelo animal a qualquer homem ou mulher em mar aberto. Dessa forma, a alcunha de “baleia assassina” está errada em dois níveis, tanto por se tratar de um golfinho quanto por insinuar que o animal preda todo ser vivo que encontra.

Muito pelo contrário, a Orca é extremamente seletiva. No País de Gales, por exemplo, alguns animais da espécie se alimentam apenas de um tipo específico de salmão, deixando para trás cardumes inteiros apenas por não ter nada que lhes agrade. Nesse mesmo sentido, já foi documentado que um grupo de Orcas matou uma baleia e descartou todo o seu corpo e comeu apenas a língua, sendo, aparentemente, a única parte apetitosa da vítima. Dessa forma, o ser humano pode simplesmente não ser apetitoso o suficiente para as Orcas.

Numa visão mais romantizada, esse descaso do animal para com os humanos poderia ser resultado de uma convenção social para não matar o homem, mas, sim, tentar estabelecer uma relação de amizade, assim como os próprios golfinhos têm. Orcas já foram vistas brincando com banhistas e mergulhadores, algo que poderia fundamentar essa ideia.

Ainda em viés especulativo, esse distanciamento do grande predador com o homem pode ser também resultado de uma relação de medo, já que a espécie humana, ao se sentir ameaçada, costuma eliminar qualquer risco de ser morto. Com esse pensamento, diversas espécies já foram extintas e a Orca pode simplesmente ter se adaptado para não matar o homem como forma de permanecer viva na natureza.

Onde as Orcas vivem?

Elas estão presentes em mares e oceanos que cercam os países costeiros. Por possuir grande capacidade de adaptação ao clima, podem ocupar tanto as águas quentes equatoriais quanto as águas geladas das regiões polares.

As Orcas costumam andar em conjunto e fazer longas viagens pelos mares. São capazes de percorrer distâncias de mais de 2 mil quilômetros, além de se juntarem em grupos com até 40 membros de uma mesma espécie, se mostrando um animal extremamente sociável.

Esses grandes grupos costumam se dividir em duas filas, sendo a primeira caracterizada por investidas menos agressivas e se alimentando de peixes, enquanto a segunda é o contrário: agressiva e feroz em busca de alimento, devorando principalmente focas e leões marinhos.

Em seu habitat natural, a Orca é capaz de viver até 80 anos. Porém, se mantida em cativeiro, não costuma chegar nem mesmo aos 30.

Do que as Orcas se alimentam?

O animal é um predador que fica no topo da cadeia alimentar. Isso significa que muito dificilmente algum outro animal será capaz de mata-lo, exceto os seres humanos.

O mamífero gigante tem uma dieta bem ampla, devorando desde animais pequenos, como pássaros e peixes, até tartarugas, tubarões e focas.

Quanto as restrições, as Orcas não comem golfinhos, peixes-boi e nem seres humanos.

Para manter o corpo funcionando corretamente, elas ingerem em média 220 quilos de comida por dia, podendo chegar até 400 quilos, em algumas ocasiões. Para coletar isso tudo, boa parte do tempo é gasto em busca de alimento – cerca de 60%, aproximadamente.

Para conseguir predar outros animais, a Orca coloca em prática toda a sua criatividade. Alguns métodos já foram documentados após o mamífero ser observado, como jogar uma foca contra a outra até deixa-las atordoadas e devora-las; ou até mesmo se organizar em um carrossel para, assim, poderem devorar um grupo de arenques em apenas uma investida.

Em último caso, as Orcas são capazes de surfar até a beira do mar em busca de comida, capturando facilmente leões e lobos marinhos que ainda estão aprendendo a caminhar. É uma estratégia arriscada, por isso não é muito comum, mas também não é impossível – é realizada por Orcas mais experientes.

Tem Orca no Brasil?

O animal costuma ser visto todos os anos no território brasileiro em um processo de migração com rotas ainda pouco conhecidas. Ele costuma aparecer nos estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro, principalmente.

Um comentário

  1. achei a pesquisa muito bem detalha.parabens!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *