Home / Curiosidades / O Que é Um Axolote? O Que Ele Come?

O Que é Um Axolote? O Que Ele Come?

A biodiversidade mundial é enorme, isso é um fato. E quando nos interessamos por preservação, pela fauna, flora e pelo ambiente em si, faz-se necessário, ou até parte do nosso interesse, conhecer coisas novas. E é buscando trazer essa vivência, trazer novos conhecimentos, que iremos trazer hoje aqui um animal muito pouco falado, e até mesmo pouco conhecido, que talvez você já tenha tido um vislumbre de sua aparência em sua infância.

Isso por que ele foi dado como base para criar diversos personagens de desenhos, como por exemplo em Pokémon. Estamos falando do axolote, um animal um pouco exótico mas muito interessante. Se você se interessa pelo tema, quer conhecer melhor esse animal e ainda descobrir diversas curiosidades, então esse artigo é para você.

Axolote
Axolote

Axolote

O axolote, que têm se nome originado da língua asteca, também conhecido como salamandra mexicana e de nome científico Ambystoma Mexicanum, é uma espécie de salamandra, porém mantém características de sua fase de larva, por isso traz uma aparência um pouco diferente das outras salamandras de sua família. O axolote é um animal neotênico, ou seja, ele é um animal, como citamos acima, o que faz com que ele quando adulto mantenha diversas das características de sua fase de larva, como suas brânquias.

Família Das Salamandras

O axolote é da família das salamandras, ou seja, ele é um caudado, um anfíbio que mantém causa durante toda a sua vida, desde do seu desenvolvimento até a sua fase adulta. É um animal que pode ser confundindo com os lagartos, porém pode ser diferenciado primeiramente por não fazer parte da família dos répteis e visualmente por conta da sua pele lisa, sem nenhuma escama. Tem uma enorme capacidade de recuperação, assim como todos os caudados, fazendo eles uma escolha em diversos laboratórios, já que esse é um fator importante para diversos testes.

Mitologia

Falamos inicialmente que o nome axolote vem da língua asteca, e isso é um ponto histórico muito importante, não só pela origem do nome, mas por tudo que ele envolve. Axolote quer dizer, em sua língua nativa xolotl, monstro aquático, que estava diretamente ligado a mitologia asteca. Xolotl era um deus asteca, deus responsável por guiar a alma dos mortos pelo submundo, conhecido na mitologia asteca como Mictlan.

Axolote na mitologia
Axolote na mitologia

Habitat

É comum que os anfíbios, após a fase larval e sua metamorfose passem do habitat aquático para o terrestre, como podemos ver em sapos, rãs e até mesmo em outras espécies de salamandra. Porém com o axolote é diferente, como ele mantém suas características da fase larval mesmo após se tornar adulto, ele acaba por continuar tendo seu habitat fixo na água, desde de o desenvolvimento até sua fase adulta.

Por isso, é comum que ele seja encontrado em lagos, em sua maioria próximos a cidade do México, o que dá a ele o nome de salamandra mexicana. É comum encontrá-lo principalmente no lago Xochimilco e no lago Chignahuapan dois lagos bastante antigos, um localizado no Vale do México e o outro em Puebla.

Porém, é preciso dizer que atualmente a facilidade de encontrá-los no lago Chignahuapan está bem reduzida, isso por conta de espécies introduzidas pelo homem nesse lago, fazendo com que o axolote tenha seus ovo ameaçados pelos predadores, tornando rara a sua reprodução e aparecimento nos arredores.

Evolução

Por muito tempo os axolotes foram considerados como “fósseis vivos”, ou seja, animais antigos, evolutivos anteriores as salamandras, isso por conta das suas brânquias e seu corpo em forma larval na fase adulta. Porém, foram encontrados ancestrais que o aparatos branquial sumia com a idade, assim com as salamandras têm em sua maioria, logo, a teoria que o axolote fosse um “fóssil vivo” foi descartada.

Regeneração

Falamos aqui que o axolote é muito conhecido e estudado por conta das suas propriedades regenerativas, porém não chegamos a falar até que ponto essas propriedades podem chegar. Então vamos lá!

É conhecido que algumas espécies têm uma boa regeneração, como exemplos podemos citar a estrela do mar ou esponja do mar. Porém o axolote se destaca por conta da sua complexidade em relação aos citados anteriormente, e ainda assim consegue regenerar suas partes. Estamos falando de regeneração de ossos, vasos, musculatura. O axolote pode regenerar até metade do seu cérebro ou coração, o que faz com que ele seja um grande objeto de estudo, na busca de entender melhor tais propriedade regenerativas.

Axolote no aquário
Axolote no aquário

Alimentação

Já em relação a sua alimentação, temos que o axolote é um animal carnívoro e bentônico, ou seja, ele opta por comer carne e que por preferência estejam no fundo do seu habitat, no fundo dos lagos.

Em relação a alimentação para aqueles que criam o animal em casa, como um “peixe” ornamental, o axolote se dá muito bem com bloodworms, que são um tipo de ração nutritiva para peixes. Essa ração são basicamente larvas altamente nutritivas, que são congeladas e vendidas para trazer a alimentação mais próxima da realidade do animal.

Em caso do animal vivendo livremente a dieta não muda tanto, ele continua se alimentando de larvas, restos de peixes e outros, contando que o alimento não seja muito grande. É importante frisar que o axolote não tem dentes, ou seja, o alimento precisa se do tamanho ideal para que ele consiga simplesmente engolir, se for algo muito grande irá parecer desinteressante e ele não irá tentar comer.

Conclusão

É sempre necessário estarmos por dentro de tudo que gira ao nosso redor, principalmente considerando que estamos em um momento que a preocupação com a fauna e a flora está em alta. É importante conhecer para saber o que proteger, e no final das contas, conhecimento nunca é demais.

Por isso, hoje trouxemos aqui um animalzinho muito pouco conhecido mas com bastante história para contar, o axolote é um animal que não está dentro do nosso país mas tem grande importância dentro do seu habitat. Por isso é importante adquirir o máximo de conhecimento possível e esperamos ter entregue para você tudo que você precisa, tirado todas as suas dúvidas acerca do axolote, até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *