Home / Curiosidades / O Que É Caninana Come? Ela Ataca Humanos?

O Que É Caninana Come? Ela Ataca Humanos?

Cobras não são visitantes que queremos encontrar vez ou outra perto de nós, não é mesmo? Hoje falaremos de uma serpente que pode ser encontrada em nosso país e que certamente causará medo ao ser avistada. Estamos falando da Caninana, mas será que ela é perigosa para nós? Será que é peçonhenta? É isso o que vamos descobrir agora.

Caninana: Uma Cobra Pra Lá De Bonita

A caninana também é conhecida como araboia, cobra-tigre e jacaninã. É uma serpente da família Colubridae e tem o nome científico de spilotes pullatus. Normalmente é encontrada nas regiões da América do Sul, como é o caso do Brasil, Bolívia e Argentina e também nos países da América Central, que é o caso do México, Costa Rica e El Salvador. Curiosamente também são especialmente encontradas em Trinidad e Tobago.

Caninana
Caninana

São animais que podem assustar em um primeiro olhar. Possui mais de dois metros de comprimento podendo atingir até dois metros e meio. Possui uma locomoção rápida e ágil, sendo estas duas características, agilidade e rapidez, as principais desta espécie.

Sua coloração particularmente chama a atenção de fotógrafos e amantes de animais e natureza selvagem. Possui a coloração amarelada em tom vibrante. Seu corpo amarelo é recoberto por manchas pretas que dão a ela um aspecto único de sua espécie. Sua dentição é áglifa, em outras palavras, não possui presa capaz de inocular veneno em sua vítima. Resumidamente não é uma serpente peçonhenta e desta forma não apresenta para nós nenhum perigo além de sua própria mordida que não leva para o organismo da vítima uma substância altamente letal.

Dificilmente acontecerá de você ser mordido pela caninana, isso porque estes animais possuem um comportamento muito arisco, tendo tendência a fugir assim que são avistadas. O que não dá chance para uma aproximação, o que pode ser ruim para algumas pessoas e um alívio para outras. Embora fuja quando um ser humano se aproxima, devido ao seu mecanismo de defesa tende a atacar animais maiores quando importunadas em seu habitat. Quando se sente ameaçada e sem chance de fuga as caninanas inflam o pescoço e preparam o bote certeiro.

Alimentação, Comportamento E Seus Hábitos

É um animal carnívoro e como tal possui uma alimentação composta pelo consumo de anfíbios em geral, que consegue caçar, como sapos, mas também consome lagartos, aves e roedores arborículas. E por falar em comportamento arborícula, esta serpente possui o comportamento semi arborícula, dividindo o seu tempo entre as árvores e o solo.

Seu nome pullatus é uma derivação que vem do latino e significa literalmente “vestida com cortes escuras”, que é o que de fato acontece com esta espécie de serpente.

Como comentamos anteriormente são notoriamente animais com a capacidade de serem ágeis. De fato, agilidade é com a caninana. Estas serpentes podem alcançar a distância de um metro em milésimos de segundo. Curiosamente descobriu-se que esta cobra é bem paciente e fica a observar a sua presa até que tenha certeza quanto a precisão de seu bote. É justamente por conta desta precisão que obtêm êxito na captura de aves, por exemplo, que integram o seu cardápio.

Habitat E Distribuição Geográfica

Assim como informamos no início, a cobra caninana é encontrada nas regiões da América Central e Sul. No caso do Brasil, os estados com maior aparecimento desta serpente são o Rio Grande do Sul, Ceará, Piauí, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará, e Sergipe. São animais que preferem climas mais amenos e não possui dificuldades para migrar para outros locais assim que necessário. Podendo migrar por mais de vinte quilômetros de seu local de origem até chegar a um novo habitat que atenda as suas necessidades. Pode viver desde locais com mata densa como com a presença de água. E quanto a locais com água, podem ser avistadas nadando, o que nos parece surpreendente, não é mesmo?

São animais que passam boa parte do tempo no alto das árvores como uma forma de se manterem longe de seus predadores. Como principais possui as aves como grande ameaça. Em relação a nós, seres humanos, não há com que se preocupar, as cobras desta espécie não vivem em zonas urbanas visto que gostam de passarem despercebidas e preferem ambientes totalmente tranquilos e calmos. O que certamente não aconteceria nas grandes cidades devido a sua característica e nada discreta aparência.

Curiosidades Caninana

Como acontece com outras serpentes, a caninana possui um processo de alimentação bem similar. Sua boca pode se alargar de modo a conseguir engolir animais muito, significativamente muito maiores do que seria inicialmente possível. É realmente impressionante acompanhar o seu processo alimentar e como as mesmas conseguem se locomover às vezes com animais realmente muito grandes em seu interior. De maneira ainda mais irreal é possível por vezes vermos os contornos dos animais que por elas foram ingeridos por meio do contorno presente em seu corpo.

Uma curiosidade em relação à caninana é que são animais extremamente solitários e territorialistas. Você nunca encontrará um ninho destas serpentes nem tão pouco encontrará indivíduos da mesma espécie relativamente próximos. Embora não acabem brigando por seu território não gosta de dividi-lo com nenhum outro animal, principalmente aves de porte superior ao seu. Até mesmo os filhotes não ficam juntos ao pai ou mesmo a mãe caninana. Isso mesmo, após a postura dos ovos a mamãe cobra apenas vai embora e os deixa a própria sorte.

Caninana
Caninana

Por conta deste comportamento, muitos ovos acabam não dando origem a novas cobras uma vez que acabam servindo de alimento para outras espécies de animais, por exemplo. Quando, por ventura algum animal invade o seu espaço, procuram um novo local onde possam ficar em paz, não são consideradas serpentes agressivas ou violentas.

Quanto a sua reprodução, os ovos são postos escondidos na terra e a cada reprodução a mamãe cobra põe aproximadamente quinze ovos. A postura de seus ovos normalmente ocorre durante períodos chuvosos. O processo de incubação dura cerca de sessenta e cinco dias e o processo de cópula é o único momento em que a caninana se une a outro indivíduo de sua espécie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *