Home / Curiosidades / O Oue Fazer Quando a Tartaruga Bota um Ovo?

O Oue Fazer Quando a Tartaruga Bota um Ovo?

Apesar de não ser tão comum quanto cães e gatos, as tartarugas também são animais de estimação e podem ser encontradas na casa de muitos brasileiros. Talvez o fato de não ser tão recorrente como indivíduo doméstico é porque elas necessitam de alguns cuidados diferentes se comparados à outros bichinhos criados dentro de residências. Por exemplo, um local apropriado para elas desovarem seus ovos. Pois é, você precisa proporcionar um lugar ideal para que ela realize a desova de seus filhotes. 

A sua já botou os ovos e você não sabe o que fazer? Siga nossas dicas. 

Como cuidar dos ovos da sua tartaruga 

A primeira dica é disponibilizar um espaço para que ela passe por esse processo, preferencialmente um lugar com areia ou terra fofa. Quando chegar o momento, ela irá cavar um buraco nesta superfície, normalmente do tamanho do seu diâmetro, mas o ideal é que a área seja quatro vezes maior que o animal. Toma cuidado também para que mais de uma fêmea não bote os ovos no mesmo local. Após abrir o buraco, que fica a alguns centímetros da superfície, sua tartaruga irá depositar seus bebês ainda não nascidos e, em seguida, cobrirá o ponto com a terra ou a areia. Ressaltando que tanto a zona escolhida e a profundidade varia de acordo com a espécie do animal. 

Após o bicho fazer isso, localize a região e comece a cavar, com muito cuidado, com a mão, para retirá-los de lá de colocá-los na incubadora artificial. E por que tirar os ovos do lugar? Neste ambiente controlado você terá mais domínio sobre os ovos, além de dar mais chance de todos eles nascerem e chegarem a vida adulta. Para se ter ideia, a cada mil tartarugas, apenas duas chegam à idade adulta. 

Ovo de Tartaruga
Ovo de Tartaruga

Com um recipiente duro e preenchido com vermiculita, substância usado para incubação de ovos de répteis, retire os ovos de uma área para outra, com muito cuidado e na mesma posição. O que quer dizer que a a parte que estava para baixo, deve permanecer para baixo na caixa. Ao mudar o ovo de posição, você mata o bebê dentro dele. Também é recomendável colocar o pote próximo ao buraco, para evitar mexer muito neles.  

Em média, você irá retirar de 5 a 40 ovos da terra, mas isso vai depender da espécie. Esta normalmente é a quantidade que uma fêmea adulta gera, mas pode ocorrer de você achar até 200 ovos. E, mesmo depois de aparentemente ter retirados todos, procure, com cuidado, outros em áreas mais profundas. Muitas vezes a mãe desova alguns, cobre o local e desova mais alguns em cima dessa primeira leva. 

Depois de ter certeza que não existe mais nenhum bebê enterrado, leve o recipiente para dentro da incubadora, que pode ser uma caixa de isopor de 100 litros. A caixa deve ser enchida com água, onde ficará o pote com os ovos, junto a um termostato aquecedor submerso no fluido. Esse item deixará a temperatura da água e do ambiente constante.  Quanto a atmosfera ideal, isso vai depender da espécie e também do sexo de filhote que deseja criar. Por exemplo, no caso dos quelônios, temperaturas mais estáveis geram mais fêmeas, enquanto as instáveis criam machos. Ela também vai variar com o local onde o animal mora – país, região, etc – mas um bom clima fica em torno de 28°c.

Ovo de Tartaruga
Ovo de Tartaruga

Além do termostato sempre ficar afundados na água, toma cuidado para que ele não entre no pote ou que você molhe os ovos quando for manusear a caixa. É de vital importância também não deixar a caixote flutuando. 

Deixe a tampa do isopor um pouco aberta, para proporcionar a oxigenação do interior da incubadora. E caso queira deixar esta fechada, não esqueça de abri-la pelo menos uma vez ao dia. Caso não faça, pode faltar oxigênio para os bebes, levando os filhotes a morte. 

E se por um acaso algum ovo quebrar antes da hora ou a gema na barriga do bichinho estiver muito grande, instale uma tela de mosquito embaixo da tampa da caixa, isso evitará a invasão de moscas nos ovos. Após tomar todos esses cuidados, os filhotes da sua Tartaruga nascerão nos próximos 6 ou 7 meses. 

Fique atento também para ovos não fecundados ao longo da incubação. Estes terão uma aparência mole e devem ser retirados do pote. 

Curiosidades sobre a tartaruga

  • Os soldados romanos se inspiraram neste bicho para criarem uma espécies de escudo que protegessem vários deles, ao mesmo tempo. Eles se posicionavam em filas e cada um segurava uma parte do escudo, protegendo assim, todos os indivíduos. 
  • As tartarugas são solitárias. Apesar de protegerem suas crias, isto acontece por pouco tempo. Mãe e filho se separam e é cada um por si. 
  • Esses bichos possuem esqueleto interno e exoesqueleto. Apesar de não ser aparente, elas têm clavícula, costela e espinha dentro de sua concha. 
  • Os animais que vivem em lugares quentes tem seus cascos mais claros. Já aquelas que vivem em regiões frias, tem esta parte mais escura.
  • Sabemos que existem tartarugas terrestres e aquáticas. E mesmo não vivendo na água, as que vivem em terra tem a capacidade de prender a respiração quando estão na água. Para isso, ela esvazia os pulmões antes de se esconder em seu casco. Por isso é possível escutar o animal soltando o ar rapidamente quando precisa se proteger. 
Filhotes de Tartaruga
Filhotes de Tartaruga
  • A tartaruga-de-esporas-africana é considerada uma das maiores da espécie, pesando 90 quilos e com uma estimativa de vida de 100 anos. 
  • Suas conchas tem terminações nervosas e, por este motivo, são sensíveis ao toque. O que quer dizer que ela sente quando é arranhada ou quando alguém lhes faz cócegas. Existe, inclusive, indivíduos que gostam de receber carinho nesta região. 
  • Charles Darwin, o pai da evolução, teve uma tartaruga de estimação. Ela se chamava Harriet. Ele a adotou em 1835. O animal foi morar no zoológico da Austrália e morreu em 2006 – bizarro. 
  • Os machos tem a região da barriga mais curvada, enquanto as fêmeas possuem esta região reta. Eles também têm rabos mais longos e são maiores que sua parceira. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *