Home / Curiosidades / Fotos de Animais Invertebrados

Fotos de Animais Invertebrados

Como as suas classificações bem sugerem, os invertebrados são o oposto dos vertebrados, ou seja, não possuem coluna vertebral e crânio, enquanto o segundo grupo citado as possuem, mas em contrapartida algumas espécies de invertebrados possuem exoesqueleto, o que no caso deles têm a mesma função da coluna vertebral dos vertebrados, mais especificamente, auxiliam a locomoção e protegem seus corpos. Por esta distinção, algumas pessoas acreditam que os vertebrados vieram dos invertebrados, assim como o homem do macaco, em uma forma evolutiva.

Curiosidades Dentre Tanta Diversidade De Animais Invertebrados

Os invertebrados são cheios de curiosidades, um delas é que além de se reproduzirem sexualmente, o que é a forma mais comum entre eles, também se reproduzem de forma assexuada, especialmente espécies de habitat aquático. Outra é que são animais aeróbios, portanto, respiram de formas variadas, tanto em ambiente aquático quanto terrestre, mas em todas estas formas, retiram o oxigênio seja da água ou do ar. Algumas espécies de invertebrados vivem literalmente grudados a substratos aquáticos já outras a corpos vivos, são os parasitas, como os indesejados pelos humanos, os piolhos e os indesejados pelos cachorros, as pulgas. Quem nunca foi vítima destes indesejados parasitas em fase infantil e escolar? Ou teve um cachorro também vítima? São verdadeiras pragas reprodutoras.

Animais Invertebrados
Animais Invertebrados

Os Invertebrados Que Sofrem Metamorfose e Um Pouco Sobre Ela

Há ainda as espécies de invertebrados, neste caso mais especificamente os insetos que sofrem metamorfose durante o seu desenvolvimento do nascimento até a fase adulta. Uma espécie de invertebrado muito conhecida popularmente por esta característica peculiar é a borboleta. Mas há outras espécies menos conhecidas que também possuem esta característica, como as joaninhas ou os besouros. Estes dois, curiosamente, pertencentes a mesma família. Basicamente, nestes casos de metamorfose, há a fase em que seus ovos são postos pelas suas mães, a fase em que seus ovos são eclodidos e nascem em forma de larva com a aparência totalmente diferente de quando são adultos, a fase em que desenvolvem a pupa que os protegem em suas transformações até o abandono da pupa e finalmente, a fase adulta, fase final que os acompanham por toda a sua vida.

Curiosamente, quando seus ovos são postos por suas reprodutoras, são escolhidos ambientes em que após a eclosão dos ovos, as larvas tenham fácil acesso a alimentação necessária para todas as suas fases seguintes e desenvolvimento.

A maioria dos invertebrados terrestres possuem a capacidade de voar na sua fase adulta, mas também existem os invertebrados terrestres que não voam. Enfim, diante de noventa e sete porcento da população de animais do mundo e dentre cerca de um milhão e meio de espécies, estas são só algumas das curiosidades sobre os invertebrados.

O Único Filo de Artrópode Aquático

Dentre tanta diversidade, são divididos em filos de acordo com as suas características em comum. Quase todos os quatro filos de artrópodes (ou seja, que possui o exoesqueleto já apresentado aqui, que relembrando, que tem a mesma função da coluna vertebral no caso dos vertebrados, que os invertebrados não possuem, os ajudando na locomoção e proteção dos seus corpos), são terrestres, com exceção de somente um filo aquático, os crustáceos, que em comum, têm o corpo segmentado, cinco pares de patas articuladas e dois pares de antenas. Como exemplos de espécies deste filo, temos os caranguejos, os camarões, as lagostas e os siris. Mas por outro lado, também há neste filo espécies de crustáceos terrestres, como os tatuzinhos de jardim e os bichos de conta.

Os Filos de Artrópodes Terrestres

Outro filo de artrópodes menos conhecido, desta vez terrestre, são os miriápodes ou unirremes, que basicamente em comum tem o corpo fino e longo, com suas diversas pernas, como exemplos temos as lacraias.

Os dois últimos filos de artrópodes a falarmos, são dos animais mais populares, os insetos e os aracnídeos. O primeiro com maior diversidade entre todos os filos, que como característica em comum têm três pares de patas, pares de antenas e um ou dois pares de asas, como exemplos temos muitas espécies, mas vamos citar novamente as borboletas, as joaninhas e os besouros, claro, entre muitas outras.

O segundo são dos temidos escorpiões, aranhas e até mesmo os carrapatos, com seus quatro pares de patas que causam fobia em algumas pessoas e seus ferrões ou pinças preensoras prontos para atacar diante de alguma ameaça.

Os Filos Tanto Aquático Quanto Terrestre e as Espécies Pertencentes

Estes três últimos filos apresentados são os terrestres, vamos falar agora dos aquáticos, para começar, os poríferos, que como seu nome sugere, como característica em comum, possuem poros expostos, além de viverem grudados a substratos aquáticos, como exemplo temos a esponja do mar. Em segundo, os equinodermos, com seus corpos em formatos mais do que peculiares, como as estrelas, pepinos e ouriços do mar. Nada mais justo do que colocar nomes originais para animais com tais formatos, não é?

Em terceiro, os cnidarios ou ctenoforos, com seus espinhos ou líquidos prontos para atacar diante de uma ameaça que curiosamente em humanos causa fortes e graves queimaduras, como exemplos temos as águas vivas e as anêmonas do mar.

Os Filos Aquáticos E As Espécies Pertencentes

Para finalizarmos, vamos te apresentar os quatro filos que podem viver tanto em ambiente aquático quanto terrestre, mais especificamente solo úmido. Eles são os moluscos com seus corpos molengos e que algumas espécies possuem conchas para se proteger, como exemplos temos as lulas e as lesmas. A seguir temos filos de vermes. Eles são os anelídeos com seus corpos segmentados, moles, finos e longos em forma de anéis, como as sanguessugas e as minhocas. O próximo são dos nemaltemintos ou nematodeos que tem a capacidade de transmitir algumas doenças como a elefantíase e a ascaridíase, como a lombriga. Por último temos os platelmintos, como exemplo o esquistossomo que transmite a doença esquistossomose.

Curiosidades?

Quem não gosta de descobrir coisas novas, não é mesmo? E que tal aprendermos algumas curiosidades sobre alguns destes animais invertebrados? Vamos começar pela lula gigante, ou Architeuthis dux, como é conhecida por seu nome científico, ela é sem dúvida alguma o maior animal invertebrado do planeta, podendo atingir cerca de dezoito metros. E por falar em animais gigantes, a minhoca gigante australiana pode chegar a medir três metros, um comprimento realmente invejável. E para finalizar, ainda falando de invertebrados de tamanhos inusitados, a aranha-golias-comedora-de-pássaros pode chegar a ter pernas de cerca de trinta centímetros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *