Home / Curiosidades / Espécies de Lince: Doméstico, Ibérico, Pardo, Do Canadá, Das Neves E Do Deserto

Espécies de Lince: Doméstico, Ibérico, Pardo, Do Canadá, Das Neves E Do Deserto

O lince é um animal de beleza única. Mas antes que você leia este post inteiro e se sinta decepcionado ao final, não é possível ter um lince como animal de estimação. Pelo menos não o verdadeiro lince, primeiro por se tratar de um animal selvagem e de porte médio sob o qual não há legislação que permita a sua domesticação, para nós brasileiros ainda recai a impossibilidade de encontrar este animal que está presente majoritariamente no Hemisfério Norte e mais próximos de nós apenas nos Estados Unidos.

O que podemos encontrar são híbridos deste animal com uma outra espécie de felino que o cruzamento destas duas espécies dá origem ao chamado lince doméstico mas que como explicamos não é um puro lince domesticado. Mas não se preocupe, vamos explicar isso mais detalhadamente para você.

Lince
Lince

O Lince Antes De Mais Nada

Antes de começarmos a apresentar a você as subespécies e espécies do lince vamos a algumas informações gerais que estão presentes em todas as espécies e subespécies deste animal. O lince como comentamos anteriormente é um animal que embora esteja bem distribuído geograficamente habita majoritariamente regiões do Hemisfério Norte e a depender de cada subespécie uma localidade diferente que traremos ao longo deste post para você.

O lince tem o nome científico lynx spp. é um animal considerado de médio porte e se assemelha e muito ao conhecido gato doméstico.

É da ordem carnívora, da família Felidae e do grupo Lynx. Embora muitas vezes sejam erroneamente colocados no grupo Felis, estes animais possuem o seu próprio grupo o Lynx.

De um modo geral mesmo estando geograficamente bem distribuídos os linces tem um habitat característico. Gostam de regiões com vegetação densa e porque não dizer florestas, onde tiram a sua subexistência que incrivelmente se dá por meio do consumo de roedores, logomorfos e cervos, a depender da localização da espécie em questão.

Bom agora que você já tem as informações preliminares sobre este lindo animal vamos a cada uma de suas ademais espécies.

O Lince Doméstico, Uma Atenção Aos Híbridos

Como colocamos no início deste post, o lince doméstico é na verdade resultado de um cruzamento híbrido entre o lynx rufus também conhecido como lince pardo ou vermelho e o felix silvestris catus. A sua origem é recente, sendo datada da década de oitenta a meados da década de noventa quando um criador na Carolina do Norte resolveu cruzar ambas as espécies.

Mesmo mantendo o termo lince em seu nome este animal, resultado deste cruzamento, se tornou uma espécie totalmente domestica e que por sinal se torna muito apegada ao seu tutor. São sempre mencionados como animais brincalhões e muito afetivos a figura humana. Mas em contrapartida são tidos como espécie rara.

Em relação ao seu porte, assim como seus ancestrais selvagens são animais de médio porte podendo os machos (que são caracteristicamente maiores do que as fêmeas) atingir doze quilos enquanto as fêmeas podem ter de cinco a oito. Vale aqui a curiosidade de que um gato tradicional doméstico que conhecemos tem em médica três quilos adulto quando adulto.

Em relação as suas características físicas são animais fortes e musculosos, com corpo atlético, por assim dizer. Possui a cabeça grande em relação ao seu corpo. A sua pelagem pode ser longa, curta ou média, assim como a sua cauda, mas há indivíduos desta espécie que não possuem cauda.

Lince Pardo, Ou Lynx Rufus

Vamos sair um pouco da ordem proposta no início. Como comentamos sobre o lynx rufus integrar a ancestralidade do lince doméstico, vamos agora conhecer um pouco mais sobre esta espécie de lince.

O lince pardo está presente nos estados continentais dos Estados Unidos e também pode ser visto igualmente no sul do Canadá e igualmente no norte do México. É um animal totalmente adaptável, podendo habitar desde regiões com vegetação densas, verdadeiras florestas, a áreas semidesérticas, urbanas e até mesmo pantanosas.

Quanto as suas características físicas possui listras nas patas dianteiras e em sua cauda que é curta e espessa. Suas orelhas são pontiagudas e como o lince possui tufos em suas pontas. No caso deste animal os tufos presentes em sua orelha são pretos.

Como alimento tem maior predileção para o consumo de coelhos e lebres, bem como roedores. Em alguns casos a depender podem consumir insetos e quadrúpedes como o cervo. Mas majoritariamente a sua alimentação é composta por lebres e coelhos.

Lince Ibérico, O Felino Mais Ameaçado Do Mundo

O lince ibérico também é conhecido como o felino mais ameaçado do mundo, embora tenha recentemente mudado o seu estado de conservação para um estado no qual se encontra menos ameaçado. Tem como o lince pardo a sua alimentação fundamentada no consumo de coelhos e lebres e a escassez na oferta deste alimento é um dos aspectos que contribui para a extinção da espécie que atualmente conta com cerca de apenas quinhentos indivíduos. São encontrados em regiões da Andaluzia e também Doñana e Sierra Morena. Nos últimos anos se deslocaram concomitantemente para Portugal e Toledo.

Lince Das Neves Ou Lince Do Canadá

O lince do Canadá também é conhecido como lince das neves e está presente em regiões dos Estados Unidos bem como o nome sugere, no Canadá. Se alimenta de roedores, pássaros e também peixes, durante o inverno assim com o lince ibérico pode acabar consumindo cervos.

Sua pelagem tem a coloração marrom amarelado e em alguns casos pode apresentar manchas em tom de marrom escuro.

Sobre o lince do Canadá ou das neves há um fato curioso, há alguns anos era um animal muito presente na região do Idaho, porém este animal passou cerca de vinte anos sem ser avistado nesta localidade. Sendo visto pela última vez depois de 1991 apenas em 2012.

O Lince Do Deserto, Vamos Conhecê-lo

O lince do deserto também conhecido como caracal, ou lince persa, apesar do nome não se trata de fato de um lince. A sua aparência até mesmo remete a de um verdadeiro lynx mas o que temos aqui é um gato selvagem. O lince do deserto habita a África e também regiões da Ásia menor.

Este animal tem a sua alimentação mais predominantemente composta por roedores, mas igualmente consomem lebres e aves. Surpreendentemente podem consumir filhotes de avestruzes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *