Home / Curiosidades / Espécies De Lêmure: Cauda Amarela e Pigmeu

Espécies De Lêmure: Cauda Amarela e Pigmeu

Os lêmures, como todo típico primata, é oriundo da África do Sul, mais especificamente, da ilha de Madagascar, mas não se engane pela sua habitação populacional pouco distribuída geograficamente mundo a fora, diferente dela, a sua diversidade é muito grande. São muitas espécies e subespécies de lêmures que se distinguem em portes, tamanhos de cauda, aparência, comportamento e hábitos mas que também têm características em comum. Mas afinal o que são os lêmures?

Lêmure
Lêmure

O Que Define Um Lêmure?

Bom, já descrevemos que são primatas, mas também são mamíferos e tem mais, são arborícolas, isto é, mais uma vez como todo típico primata, passam maior parte do seu tempo nas árvores e aí está mais uma característica em comum, também são saltadores, de galho em galho, de uma árvore para outra e até mesmo quando estão caminhando ou correndo pelo solo. Esta atividade pode ser noturna para algumas espécies ou diurna para outras.

Curiosamente este nome pouco conhecido tanto quanto a sua natureza, lêmure, tem significado, que é espírito da noite ou em outras palavras com os mesmos dizeres, fantasma, se referindo justamente aos lêmures que são noturnos.

Quanto as outras atividades que exercem durante a noite ou o dia dependendo da espécie, a sua caça e alimentação. Algumas espécies são onívoras, já outras são herbívoras, mas seus predadores não fazem muita questão da sua espécie e são os mesmos, medonhas espécies de cobras, como as jiboias e as aves de rapina.

Lêmure Características
Lêmure Características

Quanto ao seu comportamento, convivem em grupos de dois a dez indivíduos, com alguns casos de até mais, grupos estes que demarcam o seu território com suas glândulas odoríferas e se comunicam entre si através de vocalização.

Já quanto a sua reprodução, algumas espécies reproduzem somente um, no máximo dois filhotes por vez, já algumas outras, de três a quatro. Número de filhotes por reprodução a parte, todas as fêmeas das espécies têm o hábito de carregar o seu filhote nas costas durante os seus saltos, caminhadas ou caças e quando não estão os carregando, os protegem de predadores em tocas enquanto saem para as atividades que garantem a sua sobrevivência.

Características em comum de todas as espécies de lêmures apresentadas, vamos te apresentar mais especificamente alguns deles.

Lêmure Da Cauda Anelada

Logo no início do texto, quando falamos da sua origem e do seu habitat, Madagascar, apostamos que você se lembrou do popular filme com o mesmo nome. Não seria nada mais que justo um animal que tem origem e habitat em Madagascar, ser representado em um filme com tal nomeação, pois assim foi, sim!

O lêmure está presente na animação, talvez você faça parte dos que já tinham conhecimento sobre isto e até mesmo se lembre em qual ou quais personagens o lêmure foi representado. Se você pensou no Mort e no Julian, você acertou. Mas para você que não os conhece, também vamos lhe explicar. Julian é o rei da floresta da sociedade dos lêmures e claramente, na vida real, ele se trata da espécie de lêmure da cauda anelada, o outro personagem é uma espécie de servo do Julian e também claramente, ele se trata da espécie de lêmure rato pigmeu. A aparência de ambas as espécies são exatamente como são representadas na animação e como os seus nomes já dizem por si só.

Lêmure Da Cauda Anelada 
Lêmure Da Cauda Anelada

O lêmure da cauda anelada tem a sua cauda branca e comprida com cerca de vinte anéis pretos desenhados, cauda tão longa esta que é maior que o seu próprio corpo, que enquanto mede cerca de quarenta centímetros, ela mede cerca de dez centímetros a mais. Seus olhos são arregalados e na coloração amarelada ou alaranjada, bem característico, em volta deles seus pelos são pretos, assim como em volta do seu focinho, já seus pelos pelo resto do corpo são brancos, com algumas manchas marrom. Esta espécie de lêmure é uma das mais populares. Seu nome científico é tão curioso quanto ele, lémur catta, o primeiro diz respeito ao seu gênero, ao qual é o único lêmure pertencente, o segundo com o significado de gato doméstico, que diz respeito a sua vocalização, que lembra muito o miado do animal.

Lêmure Rato Pigmeu E Lêmure Sifaka

Já deu para perceber pela primeira espécie apresentada que os lêmures não são grandes em seu porte, mas a segunda espécie a ser apresentada, a rato pigmeu, tem esta característica mais marcante, tanto que não precisamos nem dizer muito sobre a sua nomeação.

São pequenos lêmures marrons, mas não só isso, são os menores primatas existentes e medem somente cerca de quinze centímetros, sua cauda mede aproximadamente dez centímetros e pesam entre trinta e cinco gramas. Se são pequeninos assim adultos, imaginem os seus filhotes, pois bem, quando se reproduzem, os mesmos medem somente cinco centímetros e pesam sete gramas, haja cuidado e proteção por parte das mamães corujas e quando assim é, podem viver até os quinze anos de vida, enquanto o lêmure da cauda anelada, um pouquinho mais, de dezesseis a dezenove.

Lêmure Rato Pigmeu
Lêmure Rato Pigmeu

A próxima espécie a falarmos também é representada em uma animação, que talvez tenha feito parte da sua infância, mas desta vez não é um filme, é uma série, o Zoobomafoo, com este fofo personagem, que sim, também é um lêmure, desta vez a espécie representada é a sifaka, com seu porte parecido com o do lêmure da cauda anelada, com seus olhos também parecidos com os deles, amarelados, com sua pelagem branca, com manchas marrons pelo corpo e com seu rosto e pequeninas orelhas pretas.

Lêmure De Coroa, Lêmure De Coleira E Lêmure Do Bambu

Como vimos até aqui, as espécies de lêmures são originais em seus nomes, o que não é diferente com o lêmure de coroa e o lêmure de coleira, que como o imaginado, tem marcações em seus pelos que lembram os tais objetos. Também são cheios das curiosidades, o segundo por exemplo tem o engraçado comportamento de pentear o parceiro com seus dentes, como se fossem pentes e tem a vocalização mais barulhenta entre as outras espécies, já o segundo tem a vocalização que mais lembra a de um porco. O próximo a falarmos é o lêmure do bambu, que está presente no seu habitat, pois habitam florestas específicas de bambu e a sua alimentação é a base do mesmo. Também teríamos a espécie varecia e tantas outras para falarmos, mas vamos deixar para uma próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *