Home / Curiosidades / Escabiose ou Sarna: O que é?

Escabiose ou Sarna: O que é?

O que é escabiose ou sarna?

Escabiose (ou sarna) é uma doença infecciosa da pele causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei. É transmitida como resultado de contato direto prolongado, podendo atingir pessoas e animais.

O Sarcoptes scabieri é um artrópode invertebrado. As fêmeas têm entre 0,30-0,45 mm de comprimento e 0,25-0,35 mm de largura; os machos tendem a ter dois terços a metade desse tamanho.

O corpo é de forma oval, ventralmente achatado e dorsalmente convexo, com as superfícies dorsais cobertas de cerdas. Existem quatro pares de pernas, com os dois pares mais anteriores tendo almofadas (pulvilli) que são usadas para segurar a pele do hospedeiro.

Eles têm uma estrutura de alimentação anterior chamada de capítulo e ânus posterior. Esses ácaros são cegos.

Embora seja mais visto em animais, este ácaro provoca uma das doenças dermatológicas mais comuns e estima-se que mais de 200 milhões de pessoas sofram de sarna no mundo. A doença atinge mais os países tropicais, principalmente entre crianças e idosos.

Sarna
Sarna

Classificação científica

  • Reino: Animalia
  • Filo: Arthropoda
  • Subfilo: Chelicerata
  • Classe: Arachnida
  • Subclasse: Acarina
  • Ordem: Acaridida (Astigmata)
  • Subordem: Psoroptidia
  • Superfamília: Sarcoptoidea
  • Família: Sarcoptidae
  • Subfamília: Sarcoptinae
  • Género: Sarcoptes
  • Espécie: scabiei

Contágio

A sarna é causada pelo ácaro microscópico Sarcoptes scabei. O ácaro fêmea fertilizado penetra na pele, colocando seus ovos. As larvas nascidas dos ovos chegam à superfície da pele e eventualmente se transformam em uma forma adulta.

O acasalamento ocorre na superfície da pele. Um carrapato adulto pode viver em um indivíduo por até um mês. Depois de deixar seu hospedeiro, os carrapatos podem viver por 48 a 72 horas.

Os principais sintomas clínicos da sarna são:

  • Coceira, que aumenta à noite e à noite;
  • Erupções característica na pele;
  • O aparecimento de vesículas, papulo-vesículas, erupções cutâneas, crostosas hemorrágicas, muitas vezes colocadas em pares ou em cadeia.

Impacto nas pessoas

O principal sintoma desta doença é uma erupção papulovesicular, que aparece com mais frequência nas mãos, especialmente nas membranas interdigitais, nas dobras cutâneas das mãos, cotovelos ou joelhos, no pênis, no tórax ou nos ombros.

A infecção geralmente causa coceira aguda em todo o corpo, especialmente à noite. Coçar as áreas com coceira leva à formação de úlceras que podem ser infectadas por bactérias.

Para pessoas infectadas com sarna pela primeira vez, os sintomas geralmente aparecem após 4-6 semanas. Com infecções subsequentes, os sintomas aparecem em poucos dias.

A sarna se espalha principalmente pelo contato com a pele e, em menor escala, pelo contato com roupas e roupas contaminadas. As multidões são vulneráveis ​​à disseminação de hospitais de sarna, creches e locais de residência lotados. A sarna é também conhecida como uma doença sexualmente transmissível.

Sarna em Pessoas
Sarna em Pessoas

Tratamento

O controle dos fitomidas deve ser feito diretamente na pessoa infectada, sob a forma de aplicação de creme contendo permetrina nas áreas afetadas, como mãos, ânus e poros do joelho. As instruções de uso devem ser rigorosamente respeitadas. Qualquer um que tenha estado em contato próximo com a pessoa infectada deve, é claro, ser tratado para tratar do problema.

Medidas preventivas

Uma medida importante na prevenção e controle da sarna é a melhoria da higiene pessoal. Os pacientes são tratados com pomadas acaricidas após um banho quente com uso abundante de sabão. Roupas contaminadas devem ser esterilizadas ou lavadas em água quente com sabão. Pó acaricida pode ser usado para cama, colchões, lençóis e roupas.

Sarna em animais

As pessoas que têm um cachorro ou gato geralmente percebem bem tarde que algo está errado. A sarna em cães e gatos deve ser controlada porque os animais sofrem de coceira e porque os ácaros podem contaminar pessoas que se abraçam a eles.

Cada espécie de animal possui locais onde a sarna é mais propensa a propagar. Nas vacas, por exemplo, aparecem na cauda e nos porcos, os ácaros são vistos quase exclusivamente no interior das orelhas.

Em alguns casos é necessário que a confirmação da sarna seja feita através de análises microscópicas.

Cães

Os cães têm apenas um tipo de sarna. Nos cães afetados, a erupção cutânea é vista na parte de trás das orelhas e na região do cotovelo. Uma suspeita precoce pode ser obtida pela limpeza da parte posterior da orelha. Se o cão começar a arranhar o ar com uma das patas traseiras, isto é um sinal de aumento da irritabilidade e da escabiose.

Sarna em Cachorros
Sarna em Cachorros

Gatos

Os gatos têm dois tipos de sarna: Um como sarna humana (Sarcoptes scabiei), e uma sarna menor, ligeiramente diferente (Notoedres cati) que pode infectar cães também. A sarna em gatos aparece como uma erupção cutânea escamosa e crosta na parte externa das orelhas, entre as orelhas e no rosto, onde a pele pode ficar espessada.

Raposas

Raposas em estado selvagem às vezes são atacadas pela sarna de tal forma que os ácaros transbordam onde quer que estejam. Portanto, a dermatite de raposas doentes pode infectar, por exemplo, cães. Se você usar o seu cão para caçar e caçar raposas, então deve tratá-lo preventivamente com, por exemplo, um pesticida para ácaros.

Sarna em animais
Sarna em animais

Tratamento e Prevenção

Em caso de dúvida, o veterinário pode instruir melhor. Os pesticidas estão disponíveis nas farmácias e você pode optar por gerenciar o diagnóstico e o controle. Neste caso, esteja ciente de que gatos, animais jovens e animais enfraquecidos podem ficar doentes com algumas das medicações. Portanto, leia atentamente o rótulo e as instruções.

 

O prurido pode continuar por algumas semanas após o término do tratamento, pois a pele continuará a responder à presença dos animais mortos e seus detritos. No entanto, uma vez que a pele é completamente substituída dentro de um mês ou dois, os resquícios desaparecerão completamente dentro desse período de tratamento adequado.

Como medidas preventivas podem ser citadas:

  • Manter a higiene do seu animal de estimação;
  • Manter limpo os locais em que seu animal vive e transita;
  • Não deixar que ele tenha contato com outros animais de rua;
  • Ir frequentemente ao veterinário.

Um comentário

  1. Meu namorado apareceu com umas feridas no rosto parecidas com essa da foto, porém teve uma no nariz que ficou com uma casca amarela, agora tem algumas pequenas no queixo, pode ser sarna ? Ou alguma outra doença dessas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.