Home / Curiosidades / Diferença Entre Barata Comum e Barata Voadora

Diferença Entre Barata Comum e Barata Voadora

As baratas definitivamente constituem um dos grupos de insetos menos populares entre os humanos. São representantes da Ordem Blattodea, subordem Blattaria e apenas cerca de 1% das espécies de barata vive no meio urbano. As baratas apresentam uma morfologia bem conhecida, com corpo em forma oval e achatada dorsoventralmente e coloração acastanhada. No entanto, existem algumas diferenças entre as espécies. No Brasil, as duas espécies mais comuns de barata são a Blatella germânica, conhecida como baratinha, francesinha ou barata alemã, e Periplaneta americana, a barata voadora ou barata americana.

Diferenças Na Distribuição Geográfica e Habitat das Baratas

A barata voadora, Periplaneta americana, é nativa de regiões da África e, atualmente, a espécie apresenta distribuição mundial, tendo sido provavelmente introduzida pelo transporte de navios que carregavam pessoas, bens e alimentos no passado. A barata voadora pode ser encontrada em variados habitats, desde áreas úmidas a áreas secas, preferindo sempre temperaturas quentes. É uma espécie frequentemente encontrada em grandes edifícios comerciais, como restaurantes, padarias, mercearias, fábricas de processamento de alimentos e hospitais, sendo menos comuns no ambiente doméstico. Essa espécie habita também o esgoto das cidades e é considerada uma espécie sinantrópica, vivendo próximo às habitações humanas e utilizando seu lixo.

A baratinha, Blatella germanica, também é nativa de regiões da África, mais precisamente da Etiópia e do Sudão e, da mesma forma que a barata voadora, a espécie se espalhou rapidamente pelo mundo, facilitada pelo comércio internacional. Algumas pesquisas recentes encontraram evidências que indicam que a espécie, na verdade, é originária do sul asiático.

Barata Voadora
Barata Voadora

A baratinha vive em íntima associação com humanos e também não tolera condições de frio. Diferentemente da barata voadora, essa espécie habita uma maior variedade de habitats, incluindo florestas tropicais, áreas secas, como taigas e chaparrais, além de ambientes urbanos, suburbanos e rurais. Como a barata voadora, a baratinha pode ser encontrada em restaurantes e fábricas de processamento de alimentos, mas, dentro do ambiente urbano, o principal habitat dessa espécie é o ambiente doméstico, principalmente, a cozinha, eletrodomésticos e frestas de azulejos.

De uma forma geral, tanto a barata voadora, quanto a baratinha são, então, espécies cosmopolitas, sendo encontradas no mundo todo e apresentando o status de pragas urbanas em todos os lugares onde vivem. No entanto, ambas apresentam uma alta intolerância a baixas temperaturas. Assim, não são encontradas na Antártida, por exemplo, e habitam principalmente países tropicais e subtropicais.

Características Da Barata Voadora e Da Baratinha

A barata voadora apresenta morfologia comum às demais baratas, com corpo oval e achatado dorsoventralmente e mede entre 30 e 55 mm de comprimento, apresentando-se em tonalidades marrom avermelhadas, exceto por uma faixa submarginal marrom-amarelada ao redor da borda de seu escudo pronotal. Ambos os sexos são totalmente alados. É uma espécie muito ágil e rápida. O padrão de caminhada da barata voadora é bastante peculiar, apresentando um movimento cíclico com pequenos saltos em duas fases: uma fase de apoio, na qual a perna apoia e impulsiona o corpo, e uma fase de recuperação, na qual a perna é levantada do chão e balançada para a posição inicial.

Já a baratinha é uma espécie menor, sendo que um adulto apresenta entre 10 e 15 mm de comprimento, mas, como as demais baratas, apresenta forma oval achatada, pernas espinhentas e longas antenas. Apresenta uma tonalidade castanha clara. É uma espécie com dimorfismo sexual, com machos com corpos finos e delgados e fêmeas com um corpo robusto. A baratinha é alada, possuindo um par de asas, mas não voa.

Hábitos e Alimentação Das Baratas

A barata voadora passa 75% do tempo escondida em fendas e os abrigos preferidos são aqueles do tamanho apropriado e que estejam localizados perto de fontes de alimento e água, com temperatura e umidade relativa adequadas. Quanto aos hábitos alimentares, a barata voadora é uma comedora oportunista, existindo poucas fontes de material orgânico que a espécie não seja capaz de ingerir. É, portanto, uma espécie onívora e sua alimentação inclui uma variedade de matérias vegetais e animais em decomposição ou não, inclusive outras baratas, mortas ou vivas. Alguns desses itens, como a celulose, não podem ser digeridos por meios normais, de forma que a digestão desse material é auxiliada pela presença de micro-organismos simbióticos em seu trato alimentar.

Barata Voadora Características
Barata Voadora Características

A baratinha geralmente vive em grandes grupos em áreas quentes e úmidas e os indivíduos se alimentam à noite. É uma espécie terrestre e corredora, pois, embora tenha asa, é incapaz de voar. A espécie pode ser vista ocasionalmente durante o dia, mas é mais frequentemente vista ao final da tarde.

Uma vez que as baratinhas frequentemente residem em ou ao redor de residências humanas devido ao acúmulo de lixo e detritos, elas também são onívoras e consomem uma grande variedade de alimentos, incluindo organismos vivos ou mortos. Geralmente ingerem alimentos humanos, especialmente amidos, doces, sementes, grãos, graxas e produtos de carne. Também podem possuir um hábito alimentar mais peculiar, já tendo sido registradas consumido sabão, pasta de dente e cola. A baratinha também possui micro-organismos simbiônticos no trato intestinal.

As Baratas e Relação Com o Homem

A barata voadora é considerada uma praga urbana, sendo prejudicial aos seres humanos e gerando impactos na saúde pública e na economia. É uma espécie altamente transmissora de doenças, principalmente bacterianas, uma vez que vive próxima a e se alimenta de material contaminado e/ou em decomposição, de forma que os organismos patogênicos infectem naturalmente a espécie. A espécie também tem um impacto psicológico nos seres humanos, causando ansiedade e estresse.

Barata Voadora Evolução
Barata Voadora Evolução

A baratinha também é uma das principais espécies de pragas urbanas, sendo responsável pela transmissão de uma série de patógenos, como bactérias, protozoários e vírus, potencialmente prejudiciais à saúde humana e está ligada à disseminação de patógenos em hospitais. Além disso, as baratinhas produzem uma secreção com odor desagradável quando grandes colônias se acumulam. Essas secreções podem tornar os alimentos intragáveis e levar a perdas econômicas consideráveis. Ademais, a baratinha pode morder seres humanos e se alimentar de partículas em pessoas que estejam dormindo e, assim como a barata voadora, causar estresse psicológico e ansiedade.

Fragmentos, resíduos e secreções tanto da barata voadora, quanto da baratinha, são alérgenos aos seres humanos, podendo, inclusive, levar à asma em crianças pequenas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.