Home / Curiosidades / Curiosidades Sobre as Focas: Filhotes, Tamanho e Peso

Curiosidades Sobre as Focas: Filhotes, Tamanho e Peso

Focas são animais mamíferos que vivem tanto em meio terrestre quanto no meio aquático, sabendo sobreviver nos dois meios, diferentes dos golfinhos, outro grupo de mamíferos que conseguem sobreviver apenas dentro da água.

Seus corpos são bem musculosos para que consiga ter força de nadar e andar em terra firme com o apoio de suas nadadeiras.

Nadadores rápidos e de longas distancias, as focas possuem dentes e mandíbulas fortificadas para a caça.

Algumas focas são capazes de ficar submersas por até 2 horas sem precisar de ar fresco, tudo isso devido ao sistema que retém o oxigênio em seu interior, como se fosse um cilindro de oxigênio que os mergulhadores utilizam para ficar dentro da água.

Focas
Focas

Em terra firme, as focas são bem desajeitadas, tendo uma certa dificuldade com seu deslocamento.

O grupo de focas que ainda é mais adequado aos meios terrestres, são as focas orelhetas que possuem nadadeiras frontais mais desenvolvidas, facilitando seu deslocamento em terra e em mar. Um exemplo desta categoria de focas são os leões-marinhos.

As morsas também fazem parte do grupo de focas. Possuem presas maiores (que ajudam a se alimentar de mariscos) e possuem corpos bem volumosos. Sua técnica de alimentação é bem interessante e original, onde as morsas esmagam as conchas com a boca para poder sugar a carne e cuspir a parte da carne que não serve de alimento.

As focas que vemos em zoológico fazendo truques, não são as focas-verdadeiras, pois estas não possuem desenvoltura para ficar em suas nadadeiras em terra.

Mamífero

Da família dos focídeos, a foca é um animal mamífero que vive tanto em água, quanto em terra firme. A foca se originou com um animal terrestre, porém, de tanto ficar no mar, este animal passou a desenvolver nadadeiras. Hoje, podemos dizer que as focas são mais aquáticas que terrestres e possuem grande dificuldade de locomoção em solo.

Em nado, as focas podem chegar a até 100 m de profundidade, ficando mais de 10 minutos sem respirar.

Os filhotes conseguem acompanhar os adultos em longos percursos a partir do 5º mês de vida.

Características das focas

As focas são a menor espécie dos mares, com uma média de 1,40 metro de comprimento e pensando cerca de 90 kg, possuem sangue quente e são mamíferos.

Os pelos das focas variam em diversos tons de cinza, mas em algumas focas pode ocorrer de aparecer pelagem brancas formando manchas ou riscas pelo corpo.

Os machos das focas-peludas possuem a pelagem mais escura que a das fêmeas.

O pescoço das focas são poucos notados, dando a sensação de que a cabeça é ligada direta ao tronco.

As focas podem viver de 25 a 35 anos. Mas há registros de focas que chegaram aos 40 anos de idade.

Focas
Focas

Otárias

Derivada do grego, “otárias” quer dizer “orelhas pequenas”. As focas verdadeiras são até chamadas de “sem orelhas”.

Dividem-se em dois grupos

As focas se dividem em dois grupos distintos: leões-marinhos e ursos-marinhos.

Os leões marinhos são os animais maiores da espécie. A pelagem dos ursos-marinhos também se difere, sendo muito mais abundante e sedosa. Seu focinho também é diferenciado, sendo mais pontiagudo.

Acasalamento e gestação

Os machos chegam a costa antes das fêmeas. Os machos chegam na primavera e começam a disputar a liderança, se mordendo e lançando mugidos enquanto brigam.

As fêmeas chegam apenas no verão. Até as fêmeas chegarem a costa, cada macho sabe seu lugar e ficam sempre próximo a agua para poder receber as fêmeas.

Os machos que ganham as lutas, são os que podem pegar o maior numero de fêmeas para levar para sua toca iniciando a época do acasalamento.

Os filhotes nascem de 8 a até 12 meses depois do acasalamento. As fêmeas tratam os filhotes com muito cuidado.

As focas tem o hábito de procriar sempre no mesmo lugar, por isso viajam tanto.

Filhotes

Quando nascem, os filhotes de foca possuem receio da água. Elas somente perdem este medo após o segundo mês de vida, que é quando as mães levam suas crias para dentro da água para que possam aprender a nadar.

Somente após os filhotes aprenderem a nadar, que toda a colônia migra até a primavera seguinte.

Caça

As focas sofrem com a ação de caça dos homens. As focas são caçadas para utilizarem sua pele duríssima para os mais diversos tipos de roupa, os ossos são utilizados como instrumentos gerais e armas. Para alimentar os cães de trenó, os caçadores dão as vísceras extraídas das focas.

Os homens também aproveitam a alta densidade de gordura que as focas tem para vender pele e gordura derretida.

Leis foram feitas a fim de evitar a extinção do animal, mas o mercado negro ainda é poderoso.

Há também o fator natural, em que as orcas e ursos-brancos se alimentam das focas.

Mergulho

As focas possuem capacidade de chegar em 60 metros de profundidade para buscar alimentos ao mar. Por conta de seu mecanismo de proteção, as focas conseguem ficar imersos durante até 20 minutos. Seu sistema de proteção permite de mergulho, permite que não ocorra rompimento dos tímpanos e nem asfixia por conta da pressão da água por conta da profundidade. As focas possuem um musculo que obstruía entrada do cretal auditivo. Seu faro dentro do mar também é bem aguçado.

Distribuição e Habitat

Conseguimos encontrar as focas nas águas costeiras do Pacífico Norte e do Atlântico Sul. Em algumas costas rochosas, também é possível observar esta espécie. As focas geralmente aparecem em bancos de areia.

Identificação

Uma das maiores características das focas está no fato destes animais não possuírem orelhas. São bem adaptadas para se locomoverem em água, mas possuem certas dificuldades para se deslocar em terra.

A pelagem das focas é de tons acinzentados, desde o mais claro até o mais escuro.

As focas podem variar de 1,30 m a 1,95 m de comprimento, chegando a até 100 kg. As focas fêmeas, geralmente são menores e mais leves que os focas machos.

Para auxiliar em dias frios, as focas possuem uma densa camada de gordura sob a pele. Sua cabeça é grande e as narinas são em “V”.

Hábitos

As focas são animais sedentários, sempre vivendo em grupo, principalmente quando estão em terra. Os grupos podem chegar a até 1000 focas.

Dieta

Sua alimentação e bem diversificada, variando entre peixes, crustáceos e lulas. Durante seu período juvenil, as focas se alimentam de crustáceos que outros alimentos.

Reprodução

O acasalamento das focas ocorre dentro d’água.

As focas também possuem implantação retardada, durando de 45 a 90 dias. Sua gestação dura de 10,5 a 11 meses após a implantação. Cada gestação da a luz a apenas uma foca.

Ao nascer, as focas são alimentadas em terra firme até as suas 6 primeiras semanas.

A maturidade sexual das fêmeas ocorre dos 3 aos 5 anos de idade, já a dos machos, por volta dos 6 anos.

Estatuto de conservação e principais ameaças

Até o momento, de acordo com a União Internacional para Conservação da Natureza, as focas não se encontram na lista de espécie ameaçadas.

Um dos maiores fatores que são considerados ameaças para esta espécie é a poluição gerada pelo homem. A poluição afeta as focas de forma direta e indiretamente. Diretamente através de problemas respiratórios e indiretamente através da morte de peixes que as focam se alimentam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *