Home / Curiosidades / Curiosidades dos Texugos: Nome Científico, Tamanho e Peso

Curiosidades dos Texugos: Nome Científico, Tamanho e Peso

Apesar da palavra texugo dar a impressão de denominar um único animal, na verdade ela é usada para nomear várias espécies que fazem parte desta família. E, mesmo tendo um único nome para várias espécimes, eles possuem características bem diferentes, como os habitats que moram. É possível achar esse filo nas savanas africanas, em florestas europeias temperadas, nas tropicais do sudeste asiático e nos desertos da América do Norte. 

Sobre os texugos 

Como dito, a designação texugo é usada para nomear uma variedade de predadores que pertencem à família Mustelidae, que residem em quatro continentes: Ásia, Europa, África e América. Ao todo, existem cerca de nove espécies diferentes desse animal, sendo oito delas do grupo Melinae – que são considerados os verdadeiros texugos – e um outro pertencente a divisão do Mellivorinae.

Texugo
Texugo

Características gerais 

Apesar de apresentarem traços distintos, eles possuem algumas características semelhantes, principalmente na questão estrutural, ecológica e comportamental. 

São mamíferos de tamanho médio, com um corpo forte, cabeça pequena e um pescoço curto e grosso. Sua cauda é curta, com focinho alongado. A maioria dos bichos dessa espécie cavam uma série de tocas, utilizando suas patas da frente para isto, usando suas garras não retráteis que, inclusive, são bem desenvolvidas. Este local não só serve para proteger o mamífero dos predadores, como também do frio, principalmente aqueles que moram em regiões mais geladas. A maior parte dos texugos são noturnos, o que faz com que eles tenham uma visão ruim, sendo seus olhos pequenos e quase invisíveis. Por outro lado, seu olfato é bem apurado. 

Texugo
Texugo

Igualmente como outros mustelídeos, tem glândulas anais que expelem secreções de odor forte, que é usado como meio de comunicação entre a espécie, que acontece pelo olfato. 

Segundo os fósseis desse animal, acredita-se que eles evoluíram a partir de ancestrais parecidos com fuinhas e Marras. No Terciário, se diferenciavam pela evolução da dentição – dentes tuberculados atrás de suas mandíbulas e redução dos cortantes. Já no começo da era Pleistocênico, a Europa presenciou o aparecimento do texugo com características semelhantes a versão que conhecemos, hoje. Eles vinham da Ásia. 

Aliás, é justamente lá que mora a maior variedade da espécie, cerca de sete deles: texugo asiático, de Palawan ou Calamian, Malaio, três espécies do tipo furão e mais o texugo Euroasiático.

Espécies de texugos 

Texugo Asiático ou de cercas (Arctonyx collaris)

Predador de médio porte, ele mede cerca de 70 centímetros de comprimento e pesa até 14 quilos. Está amplamente espalhado no sudeste asiático, presente na China, Tailândia, Indochina e Indonésia. Gosta de florestas tropicais, onde se alimenta e passa vários dias escondido em sua toca. Por ter hábitos noturnos e residir em áreas de difícil acesso, se sabe muito pouco sobre ele. Porém, é sabido que é do tipo onívoro – come minhocas, frutos e raízes – e é muito caçado para uso da sua pele, utilizado em pincéis e tapetes. 

Texugo Asiático ou de cercas
Texugo Asiático ou de cercas

Texugo fedorento de Palawan (Suillotaxus marchei) 

Este indivíduo só pode ser encontrado em duas pequenas ilhas do grupo Calamian, na Indonésia, e em Bornéu, na Busuanga e Palawan. É um carnívoro de estatura pequena, com cerca de 46 centímetros de comprimento e pesando 3 quilos. Quando se sente ameaçado, exale um odor forte em direção ao predador. 

Texugo fedorento de Palawan
Texugo fedorento de Palawan

Texugo Malaio (Mydaus javensis) 

É um texugo com 51 centímetros de comprimento e pesa cerca de 3.6 quilos. Está distribuído em algumas ilhas da Indonésia, como Sumatra, Java, Natuna e Bornéu. Gosta de lugares montanhosos e tem hábitos noturnos. Devido a suas habilidades, consegue cavar tocas, onde fica durante o dia. Também sabe-se pouco sobre ele, mas acredita-se que se alimenta de invertebrados, principalmente insetos e minhocas. Por ter os dedos das patas traseiras ligados até a base da garra, se balança ao andar, dando uma característica única a ele. Também secreta uma substância de odor forte, que pode até levar a óbito, matando cães por asfixia ou os deixando cegos. É muito caçado pelos indígenas de sua região, inclusive sendo comido por estes. 

Agora que conhecemos mais o texugo e algumas de suas espécies, vamos as curiosidades relacionadas a este bichinho. 

Texugo Malaio
Texugo Malaio

Curiosidades sobre o texugo 

  • Acredita-se que os texugos enterram seus mortos. Existem registros de animais que morreram dentro de suas tocas e que os outros membros do mesmo grupo o sepultaram no local. Conta-se também que uma espécie que morreu perto de um complexo foi arrastado por outros, que cavaram um buraco e o enterraram. 
  • Fazem parte da família das lontras, furões e doninhas. 
  • Seu pelo é usado para fazer pincéis para a barba.
  •  Ele aparece na Bíblia, nos livros de Êxodo, Números, Ezequiel e Deuteronômio, sendo citados pela importância de sua pele. 
  • É feroz e agressivo. Muda de personalidade quando se sente acuado. 
Texugo
Texugo
  • Ele é parcialmente imune ao veneno de cobra. Enquanto outros animais morreriam nesta situação, a substância da serpente faz com que o bicho fique imóvel durante algumas horas, voltando ao normal depois de um certo tempo. 
  • Come mel, inclusive das abelhas africanas, consideradas mortais. E mesmo sendo picado por esta, ele não desiste e continua saboreando a comida, e até chega a comer a própria abelha. 
  • É um super engenheiro. Constrói tocas muito bem elaboradas, com quartos. Quando acontece a chegada dos filhotes, ele cria mais cômodos, com estes cobertos com palhas e folhas secas. 
  • Normalmente a toca tem vários acessos. 
Texugo
Texugo
  • Foi estrela no filme Animal, onde o personagem principal toma leite de texugo e vira um super-herói. 
  • Quase nada pode ferir a pele do texugo, isto porque ela é super espessa.
  • Tem um metabolismo capaz de se adaptar aos mais diferentes tipos de alimentação, por isso ele come de carne até plantas. 
  • Alcançam a maturidade sexual por volta dos dois anos, isso nos machos. Na fêmea esse período é em um ano. 
  • Sua expectativa de vida é de 14 anos na natureza e 16 em cativeiro. 
  • Consegue correr até 30 km/h num curto espaço de tempo. 

Gostou de conhecer mais o texugo? O que achou desse animal de características incríveis e aparentemente saído de um livro de fantasia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *