Home / Curiosidades / Curiosidades do Quati

Curiosidades do Quati

O quati, parecido com seu parente próximo o guaxinim e também conhecido como tamanduá palito é um mamífero onívoro. Sua classificação biológica abrange três espécies, elas são, o quati de cauda anelada, de nome científico nasua nasua, o quati de nariz branco, de nome científico nasua narica e por último e menos conhecido, o quati de Cozumel, de nome científico nasua nelsoni. O significado do seu nome quati, que é nariz pontudo, diz sobre o que mais os diferenciam do tamanduá ou do seu parente próximo parecido o guaxinim.

Quati
Quati

Alimentação E Hábitos Do Quati

Com seu comprido focinho e olfato caçam sua alimentação na natureza, que é pequenos vertebrados e invertebrados, além de insetos, frutos, ovos, minhocas, larvas, aranhas, lagartos e em épocas de sazonalidade em que tem que se adaptar, até mesmo peixes, crustáceos e serpentes. Com suas patas e garras tem o hábito de escalar os altos das árvores, pular de uma para outro ou caminhar pelo chão, não é costumeiro, mas também tem a habilidade de nadar, não à toa animais marinhos também são suas presas. Tem o hábito diurno, dormem durante a noite no alto das árvores e caçam durante o dia.

Reprodução, Desenvolvimento E Comportamento Do Quati

Tem a capacidade de se reproduzir uma vez ao ano, período reprodutivo este que se dá no fim da primavera. Sua gestação dura cerca de três meses e geram de dois e seis filhotes por reprodução. Quando nascem as mães cuidam de seus filhotes que ficam em ninhos ocos no alto das árvores por um período de maior dependência de cerca de um mês.

Quando saem do ninho, os filhotes ainda convivem com a mãe. Isto porque convivem em grupos sociais de cinco a vinte indivíduos de jovens machos e fêmeas, mas curiosamente somente quando o macho atinge cerca de dois anos, passa a ser solitário e a conviver com outros grupos somente para o acasalamento e reprodução. Nesta convivência se comunicam através da emissão de sons.

Sobre a sua aparência, medem cerca de cinquenta e cinco centímetros de cauda e setenta centímetros de corpo. Sua cor varia entre o preto, ou vermelho e ou acinzentado. Suas patas, focinhos e anéis da cauda geralmente são pretos. Dadas as curiosidades gerais das espécies de quatis, vamos falar mais especificamente sobre cada uma das suas espécies, já que suas características e hábitos podem mudar, não à toa não são classificadas todas em um mesmo grupo.

Quati De Cauda Anelada

A princípio vamos focar no nasua nasua, ou quati de cauda anelada. Seu nome original como é, diz respeito sobre a sua cauda que possui anéis pretos. Cauda está bem longa, que mede de vinte e dois a sessenta e nove centímetros de comprimento. Mede de quarenta e três a sessenta e cinco centímetros de comprimento de corpo, cerca de trinta centímetros e meio de altura e pesa de quatro a onze quilos. Seu habitat e muito diversificado, sendo desde a Argentina, Colômbia, Uruguai, até o Brasil, neste caso mais especificamente as ilhas da mata Atlântica, do pantanal e do cerrado.

Geralmente seu habitat, que abrange estes países, são as matas, as florestas e as savanas. Convivem em grupos de cinco a dez indivíduos, obedecendo a hierarquia que já citamos no texto.

Quando se reproduzem, sua gestação se dá de dois a dois meses e meio e geram de um a sete filhotes por reprodução. Lembrando que se reproduzem uma vez ao ano, no final da primavera. Já foram registrados com o importante papel de se alimentarem do hospedeiro carrapato das antas. Também tem o importante papel de serem dispersares de sementes na natureza ao se alimentarem de frutos. Curiosamente quando em habitat mais próximo de cidades, se alimentam de lixos e em época de escassez de alimento, podem chegar a se alimentarem de pequenos mamíferos. Apesar da ameaça da caça humana e do desmatamento dos seus habitats, sua classificação quanto ao estado de preservação da sua espécie é pouco preocupante atualmente.

Quati De Nariz Branco

Vamos a segunda espécie agora, o quati de nariz branco, mais uma vez uma espécie de quati com o nome mais origina. Além do seu focinho branco, possui somente um anel característico também branco em sua cauda. A coloração da sua cauda se diversifica entre marrom e castanho amarelado.

Medem de cento e dez a cento e vinte centímetros de comprimento, sua cauda mede mais ou menos metade desta medida e pesam de cinco a nove quilos. As regiões que habitam se diversificam entre Estados Unidos da América e México, onde habitam mais especificamente florestas e bosques úmidos onde se alimentam de frutos, insetos e pequenos vertebrados, como lagartos, rãs e ratos.

Convivem em grupos um tanto maiores, com cerca de seis a vinte e seis indivíduos, obedecendo a mesma hierarquia de convivência, com uma informação a mais de que no período reprodutivo anual todas as fêmeas escolhem somente um macho que vai reproduzir as mesmas, mas com um porém, ele só é aceito neste período, que dura cerca de um mês, após volta a sua vida solitária como típicos quatis machos. Nesta espécie, a maturidade sexual da fêmea é atingida aos dois anos de idade.

Quati De Cozumel

Terceira espécie, menos conhecida e com menos informações sobre é o quati de Cozumel ou nasua nelsoni, mais uma vez uma espécie de quati de nome original. São habitantes da ilha de Cozumel, no México. Por ter o habitat próximo da segunda espécie apresentada, há a teoria de que talvez esta seja uma subespécie dela, o que até hoje é classificada como uma outra espécie, então não passa de uma teoria. Além de não termos muita informação sobre ela, não sabemos nem ao menos sobre o seu estado de conservação, mais uma teoria é de que talvez seja criticamente ameaçada, pelo seu habitat mais específico e menos populacional e pelo histórico dos quatis na caça ilegal para comércio e consumo da sua carne, fora a questão do desmatamento do seu habitat, que interfere não somente no habitat em si, mas em todo o ecossistema que envolve a sobrevivência das inúmeras espécies de animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *