Home / Curiosidades / Curiosidades Do Caracol: Nome Científico E Tamanho

Curiosidades Do Caracol: Nome Científico E Tamanho

Os caracóis são semelhantes as lesmas e a diferença mais notória entre eles é a falta de concha que a lesma não possui. De acordo com alguns estudiosos as lesmas são resultado da perda da concha pelo caracol que passou por processo adaptativo ao longo dos anos. A famosa teoria da evolução das espécies onde o mais adaptado sobreviveria. Hoje vamos conhecer um pouco mais deste pequeno molusco.

O Caracóis Do Seu Jardim

Os caracóis são animais da sub ordem Stylommatophora que também inclui as lesmas e é tido como um molusco, animal de corpo mole. Este grupo de moluscos também possui dentre outros animais as ostras, os mariscos e as lulas.

São animais gastrópodes que possuem uma distribuição geográfica expressiva, podendo ser encontrado praticamente em todo o mundo. Como animais gastrópodes temos as lesmas, as lapas e os búzios. A configuração de animais gastrópodes é nada mais nada menos do que animais que possuem os pés na barriga e se locomovem por meio de sua contração. O que sabemos bem acontece com estes animais.

O caracol não tem exatamente um nome científico quando estudiosos estão a se referir a este animal sem mencionar a sua espécie em si. Por conta disso diz-se apenas Gastropoda, que é o conceito geral, que é a ordem onde este animal está inserido. Cada espécie recebe um nome individual, como é o caso do caramujo gigante da África que por coincidência foi introduzido de maneira ilegal em nosso país, e recebe o nome científico de Achatina Fulica.

Dentro do conceito popular, o caracol é um conceito totalmente genérico que abrange as diferentes espécies destes animais que vivem em superfície terrestre com características similares, enquanto o termo caramujo designa igualmente as espécies aquáticas. Mas como dito anteriormente cada espécie possui um nome particularmente seu.

Caracol
Caracol

Características Físicas Dos Caracóis

São animais que possuem uma expectativa de vida alta, podendo viver por cerca de trinta anos, entretanto, deste período podem passar cerca de três anos dormindo, dez porcento de toda a sua vida.

Em relação as suas características físicas são animais de pequeno porte e podem chegar, a depender da espécie, a medir aproximadamente dez centímetros. Como dito, os caracóis possuem uma concha que está ausente nas lesmas. Esta concha é feita com calcário e corresponde ao esqueleto do animal.

Uma característica interessante quando aos caracóis e que pouca gente sabe é que estes animais não possuem audição e sua visão é muito limitada por seus olhos que ficam nas extremidades de suas antenas. Justamente por conta destas carências, por assim dizer, se utilizam do tato e do olfato para poderem se virar na natureza de maneira adequada e independente. A concha de um caracol pode chegar a pesar por volta de um terço do seu peso total.

Os caracóis podem facilmente ser encontrados em nossos jardins, hortas e pomares uma vez que se alimentam de uma grande variedade de verduras, frutas e legumes, entretanto, há espécies de caracóis que são carnívoras. As espécies carnívoras se alimentam surpreendentemente de outros caracóis, lesmas e minhocas.

Apesar de termos dito que são comuns de serem encontrados em nosso jardim, não é o caracol em sim que podemos facilmente avistar, mas os rastros de que ele passou pelo local. Aquele tipo muco que estes animais deixam ao se locomover. Os caracóis mesmos são dificilmente avistados uma vez que são animais noturnos, muitos inclusive com sensibilidade a luz. Além da questão da sensibilidade os caracóis possuem baixa resistência a desidratação. Por isso justamente quando queremos exterminar estes animais jogamos sal neles, o que leva o caracol a praticamente derreter em termos literais. Entretanto, isso é desumano. Há outras maneiras de exterminar os caracóis e lesmas do seu jardim. Nós mesmos divulgamos algumas formas de fazer isso.

Alimentação E Os Dias Quentes

Os caracóis se alimentam no caso de verduras, de couve e também de alface, mas não recusam nenhum outro tipo de alimento desta natureza. Se alimentam muito concomitantemente de frutas carnosas como maçã, melancia e banana. São animais com uma velocidade voraz, ao menos para comer. Podendo em apenas uma noite consumir mais de quarenta porcento de seu peso corporal total. Isso acontece porque estes animais podem passar grandes períodos sem comer, principalmente se o dia estiver seco e quente, onde os caracóis passam reclusos em suas tocas.

Reprodução

Os caracóis são animais hermafroditas, assim sendo, cada indivíduo da espécie possui as particularidades dos dois sexos. Mas são tidos como hermafroditas incompletos, ou seja, apesar de possuírem os dois anexos, de ambos os sexos, precisam de um parceiro para a cópula. Este ato sexual entre os indivíduos pode demorar mais de dez horas, o que convenhamos é surpreendente.

Após cerca de dezesseis dias da cópula, cada um dos indivíduos procura um local para a postura de seus ovos. Para tanto eles limpam a área onde vão depositar seus ovos e cavam aproximadamente dez centímetros para depositá-los. A depender da espécie pode colocar de cem a mais de trezentos ovos por reprodução. E podem se reproduzir até quatro vezes por ano.

O Caracol Como Você Nunca Imaginou

Você toparia comer um prato feito com caracóis? E se disséssemos que é um prato típico da alta gastronomia? Pois, é isso mesmo, os famosos escargots são, na verdade, caracóis. Este é um conhecido prato da culinária francesa onde são muito apreciados. São animais apreciados como iguaria culinária também em Portugal e Itália onde recebem o nome de lumache.

O preparo do escargots consiste em deixar os caracóis de jejum onde eles podem ser alimentados apenas com água, ervas e vinho branco.

Pensar no caracol como um alimento pode ser estranho para nós, mas  que tal ver estes pequenos moluscos como uma revolução do mundo da beleza? Obtida a partir da baba do caracol Cantareus aspersus, o composto é utilizado por suas propriedades capazes de elevar a presença de colágeno em nossa pele e melhorar a elasticidade. Segundo adoradores deste exótico método de beleza a baba deste caracol seria capaz de otimizar a cicatrização e a reparação celular dando um melhor aspecto para a nossa pele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *