Home / Curiosidades / Como Nasce Tubarão Branco? Qual o Tempo de Gestação?

Como Nasce Tubarão Branco? Qual o Tempo de Gestação?

Dificilmente o tubarão-branco vai perder a má fama que Hollywood foi responsável em dar a ele. O que nos resta, apenas, é passar informações para que as pessoas temam menos esse indivíduo, mas claro, não quer dizer que ele seja menos perigoso, pois ele é. Na verdade, ele é um dos animais mais ferozes do mar, além de ser um exímio caçador. 

Mas, o que queremos dizer é que você dificilmente irá presenciar um tubarão-branco perseguindo um barco de pescador ou atacando um grupo de banhistas. Vamos falar sobre ele mais abaixo. 

Sobre o tubarão-branco

O tubarão-branco pode alcançar até os 7 metros de comprimento, sendo este o diâmetro da fêmea, que costuma ser 2 metros maior que o macho. Quanto ao peso, a espécie chega aos 2,5 quilogramas. 

E falando em mamães, estas são maiores justamente por serem as responsáveis a darem a luz. Por ninhada, a fêmea produz de quatro a dez ovos, que ficam guardados no seu útero até eclodirem. Ela se reproduz em águas temperadas. 

Sua gestação dura um ano e os bebês já nascem com 1,20 metros e com dentes em forma de serra. 

Em algumas ocasiões os filhotes praticam o canibalismo intra-uterino, comendo os mais fracos. O mesmo faz a mãe, por isso logo quando nascem, os mini tubarões se afastam da fêmea para não serem devorados por ela. 

Tubarão Branco
Tubarão Branco

A tubarão-branco só começa a se reproduzir depois que alcança os 5 metros de envergadura. 

Encontrado nas costas de todos os oceanos do mundo, o Carcharodon carcharias tem uma expectativa de vida de 30 anos. 

É conhecido por ter um corpo fusiforme, desenvolvido para fazer com que o bicho se locomova com facilidade na água. 

Seu nome advém não por ter um torso completamente branco, mas sim por sua parte ventral que tem essa tonalidade. A parte de cima costuma ser azul ou cinza. Aliás, suas cores são ótimas táticas de camuflagem, já que dependendo de que ângulo ele é visto, a criatura pode ser confundida com a luz do sol ou com o fundo do oceano. 

Exibe um focinho curto, longo e com formato de cone. A boca, assim como seu corpo, é grande e arredondada, lembrando um arco. Os dentes também tem um bom tamanho, e estes são triangulares, largos e com as pontas serrilhadas. Um fato curioso é quando o tubarão abre sua boca, ela se estica de tal forma que o indivíduo chega a ficar com a cabeça deformada. O peso transferido na vítima também é incrível, ela é 5 vezes mais forte que a nossa mordida, por exemplo. 

Detém um olfato muito potente, podendo identificar uma gota de sangue a quilômetros de distância, o que obviamente acaba chamando a atenção da criatura. E isso é possível graças a uma série de terminações nervosas que estão presentes no torso do tubarão, sendo ele o responsável por guiá-lo até sua presa. É por isso que falam que não é uma boa ideia uma banhista entrar na água com uma ferida aberta e sangrando. 

O animal também enxerga muito bem. E são todas essas características que dele é um exímio caçador e o colocando-o no topo da cadeia alimentar. 

Alimentação

E falando de alimentação, como é de se imaginar, o tubarão-branco é carnívoro. Sua dieta é composta de peixes menores, assim como leões-marinhos e focas. Tem hábitos solitários, inclusive quando vai caçar. 

Ataques a seres humanos 

Como dito, apesar de você dificilmente presenciar uma cena de perseguição entre humanos e tubarões-brancos ala Hollywood, não quer dizer que não devemos ficar atentos ao bicho, principalmente se estivermos numa região habitada por ele. Mas a verdade é que os ataques dele contra humanos quase não acontece. O que ocorre é que os cientistas ainda não descobriram qual é o critério que ele usa para perseguir uma presa, então ele só vai saber o que é quando morde a presa, dando a famosa “mordida teste”. Quando o bicho faz isso com uma pessoa e percebe que não é o gosto de carne que está acostumado, ele larga a caça e vai embora. É por este motivo que na maioria dos ataques é comum o bicho abocanhar e depois ir embora. Isso também funciona como um tipo de advertência, pois o tubarão é muito territorialista. Essa atitude seria algo como: olha, você está invadindo o meu espaço. 

Segundo uma pesquisa, cerca de 80% das mortes causadas pelo tubarão branco aconteceram em regiões de águas bem quentes e equatorianas, sendo que o indivíduo costuma habitar locais temperados. Ou seja, pode ter sido uma reação do indivíduo por estar num local diferente. 

As 4 gestações mais longas do reino animal 

E já que o foco do assunto de hoje é gravidez, vamos conhecer as gestações mais longas do mundo animal? 

1 – Elefante africano 

Elefante africano
Elefante africano

Em primeiro lugar está essa grandona. A fêmea do elefante africano passa dois anos, isso mesmo, 24 meses, cerca de 645 dias carregando seus filhotes. 

A justificativa para isso está no seu tamanho e peso: eles são os maiores e mais pesados animais terrestres que existem. Sendo assim, os bebês precisam de mais tempo para se desenvolverem. 

2 – Cachalote 

Cachalote
Cachalote

Mais um grandão na lista, a cachalote fica com o bebês dentro de si durante 590 dias. 

Esse bicho só se torna fértil com 9 anos de idade. Ela é a maior baleia com dentes que existe. 

3 – Morsa 

Morsa
Morsa

Para se ter ideia, os filhotes da morsa só começam a se desenvolver dentro do útero da mãe quatro meses após o início da gravidez. Sendo assim, é normal que eles demorem até 456 dias para nascerem.

A fêmea só se torna fértil entre os 4 e 6 anos. E esse longo período tem um motivo: não atrapalhar a temporada de acasalamento. 

4 – Rinoceronte negro 

Rinoceronte negro
Rinoceronte negro

O bebê do rinoceronte negro pode demorar até 450 dias para nascer. Durante a gestação, a fêmea se afasta do seu bando para dar a luz ao filhote de forma mais tranquila. 

Ela alcança a maturidade sexual por volta dos 4 anos de idade. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *