Home / Curiosidades / Como Identificar Se Um Periquito É Macho Ou Fêmea?

Como Identificar Se Um Periquito É Macho Ou Fêmea?

Na hora de escolher um pássaro, as pessoas tendem a procurar o que tem um canto mais bonito, o mais dócil e social, e até mesmo os que repetem as falas. É por isso que o periquito é considerado uma das principais opções para as famílias.

Taxonomia

No Brasil, existe uma grande diversidade em espécies de periquitos, sendo eles distribuídos nos seguintes gêneros: Aratinga, Pyrrhura, Forpus, Nandayus e Brotogeris. Sua classificação científica está listada a seguir:

  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Aves
  • Ordem: Psittaciformes
  • Família: Psittacidae
  • Gênero: Melopsittacus
  • Espécie: M. undulatus

O gênero Melopsittacus deriva do grego e significa “papagaio melodioso”, enquanto undulatus, nome referente a espécie, vem do latim, e possui o significado de “ondulado” ou “ondas com padrão”.

Periquito
Periquito

Características

Pequenos e com cores intensas, são animais bastante inteligentes e independentes. Os periquitos possuem em torno de 18 centímetros, e seu tempo de vida pode variar em decorrência do seu bem-estar; caso seja bem alimentado e bem cuidado, esses animais podem viver por longos 20 anos.

Têm 2 patas e 4 dedos em cada uma, em que 2 dedos se posicionam virados para frente e 2 para trás. Abaixo do orifício das narinas, os periquitos possuem uma pequena região carnuda chamada de carúncula, sendo ela um dos fatores que ajudam a distinguir um periquito macho de uma fêmea.

São bichos que gostam de ter sua independência, mas alguns são mais sensíveis e não dispensam gestos de carinhos e atenção, podendo criar laços afetivos com seus donos. Por serem animais inquietos, o recomendável quando se quer criar um periquito é encher sua gaiola com brinquedos, balanços e argolas para eles se balançarem.

Alimentação

Os periquitos são animais herbívoros e alimentam-se basicamente de grãos, sementes e frutas. Em pet shops e supermercados existem rações feitas especificamente para esses animais, sendo essa a alimentação mais recomendada. Como complemento, as frutas e sementes são boas opções.

Alguns alimentos que contenham cafeína, teor alcóolico ou abacate, podem fazer mal ao animal e até mesmo o levar a óbito.

Habitat

Os periquitos são animais oriundos da Austrália. Os primeiros indivíduos dessa espécie tinham uma coloração apenas verde claro, porém, com o passar dos anos, esses animais precisavam se adaptar e sobreviver, por isso começaram a sofrer mutações genéticas.

Por esses motivos, nos dias atuais existem uma grande variedade de cores numa mesma espécie.

Eles vivem em ambientes onde o clima é ventilado. Em períodos de secas, esses animais tendem a mudar de lugar devido à falta de alimento.

Como saber se o periquito é macho ou fêmea?

Existem alguns procedimentos para verificar o gênero desse animal.

O primeiro passo é verificar as narinas. É lá que ficam os orifícios que permitem que esses animais respirem. Nesse local existe uma espécie de cera colorida, que permite a distinção entre os gêneros. Os machos possuem essa cera na cor azul, enquanto a fêmea exibe uma coloração que varia do branco ao marrom.

O segundo passo é ouvir o periquito. Os machos são reconhecidos por serem bastante agitados e barulhentos, emitem cantos longos e agradáveis, pois aprendem a cantarolar desde a fase juvenil. Ao contrário dos machos, a melodia emitida pela fêmea não costuma ser tão atrativa.

O comportamento desse animal também ajuda a diferenciá-los. Os machos demonstram um comportamento mais sociável e festeiro. Possuem o hábito de balançarem a cabeça para cima e para baixo e tocarem o bico contra as barreias da gaiola.

No período fértil, as fêmeas são bastante agressivas, e quando não estão nesse período, são tímidas.

Outra possibilidade de diferenciação é em relação as pernas e penas. Os machos possuem uma aparência mais forte, enquanto a fêmea é mais delicada. Em relação as pernas, as do macho são mais grossas que as da fêmea. Ao serem tocadas, as penas da fêmea possuem uma textura mais agradável, à medida que as do macho são mais ásperas.

Reprodução

A primavera é considerada a melhor época para se reproduzir.

Os periquitos atingem sua maturidade sexual após um ano de vida. Alguns casos ocorrem de a reprodução acontecer antes de um ano, no entanto, não é algo que gere filhotes, pois como as fêmeas ainda não estão preparadas, elas colocam os ovos e logo após costumam comer a casca.

A preparação para que a reprodução ocorra sem problemas começa com um mês de antecedência, onde a fêmea terá que se adaptar a ficar o dia todo em seu ninho durante a fase reprodutiva. Nesse período, os machos serão os responsáveis por alimentar suas companheiras, indo caçar mantimentos e até mesmo colocar em sua boca.

Após o acasalamento, as fêmeas colocam os ovos depois de 6 dias, sendo esses ovos botados em intervalos de dias, ou seja, dia sim e dia não. Os ovos são bastante pequenos e frágeis, por isso devem ser manuseados com todo o cuidado possível.

A casca dos ovinhos é abundante em cálcio; caso quebre acidentalmente, será em consequência a falta de cálcio.

Com a eclosão dos ovos, os filhotes nascem com até 21 dias, e leva mais 31 dias para que os filhotes adquiram toda a sua plumagem.

Curiosidades

  • Em algumas espécies, o macho possui patas com uma tonalidade em azul, enquanto as fêmeas as têm numa coloração mais rosada.
  • É um animal manso e bastante frágil, o que exige grande cuidado na hora de segurar ele.
  • São animais tão inteligentes que podem chegar a aprender canções longas.
  • Na Austrália, os periquitos são aves comuns e achadas em todos os lugares, como os pardais no Brasil.
  • São animais que amam tomar banho. Faça chuva ou faça sol, eles estarão sempre dentro de uma vasilha com água.
  • Sementes de girassol são uma fonte rica em vitaminas, utilizadas como alimento pelos periquitos durante o período de reprodução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *