Home / Curiosidades / Como Cuidar De Um Furão De Estimação? Quanto Custa?

Como Cuidar De Um Furão De Estimação? Quanto Custa?

Está pensando em adotar um furão como animal de estimação? Realmente eles são fofos, brincalhões e cheios de energia. Tudo de bom para serem excelentes pets de estimação para lá de exóticos. Mas antes de decidir sobre a criação destes pequenos é necessário que você tenha conhecimento suficiente sobre suas particularidades e suas necessidades

Foi assim que surgiu este post. Se você quer mesmo ter um furão como animal de estimação precisa conhecer e muito bem este animalzinho.

O Furão Pode Não Ser Ideal Para Você, Já Pensou Nisso?

Quando vemos um furão em um momento fofo, brincando ou interagindo com outro animal, ou mesmo com seu tutor, certamente desejamos ter um para chamarmos de nosso, mas estes animais não são indicados para todas as pessoas principalmente por conta dos cuidados que demandam.

Apesar de parecerem simples de serem mantidos (e de certa forma são) requerem cuidados especiais quanto ao local onde estarão instalados.

Se você está pensando em ter um furão como animal de estimação é necessário primeiramente saber que estes pequenos não possuem medo, sendo necessário, desta maneira, a utilização de grades de proteção para limitar o seu acesso a pontos perigosos da casa. Também é indicado que o tutor faça a verificação de buracos, possíveis entradas em eletrodomésticos e correlatos para evitar que o animal acabe exposto ao perigo.

Quando pensamos em adotar ou adquirir um furão como animal de estimação é recomendado preparar a casa para a sua chegada previamente garantindo segurança para o animal. Ao longo deste post você verá que estes pequenos realmente não possuem medo de absolutamente nada, podendo expor-se a situações eventualmente perigosas em um piscar de olhos.

É preciso, desta forma, reforçar que estes animais precisam de vigilância constante e caso você não seja do tipo que pode dar muita atenção, é melhor escolher outro pet.

Furão De Estimação
Furão De Estimação 

Furões São Animais De Estimação De Difícil Criação

Embora sejam animais muito brincalhões e ativos, dotados de uma curiosidade única, são animais muito propícios para o caos e a desordem. Mesmo passando boa parte do dia, cerca de até dezoito horas, dormindo, são animais que podem dar significativo trabalho para seus tutores quando estão despertos.

Por falar em período desperto, são mais ativos durante o amanhecer ou ainda próximo ao por do sol e nestes momentos vigiam apuradamente o local onde estão.

Se você se preocupa com a afetividade que pode estabelecer com seu animal de estimação, saiba que os furões são tão afetivos quantos os gatos, devendo igualmente serem cativados por seus donos, como os felinos. Quando esta conquista ocorre, podem se entregar as brincadeiras com seus tutores.

Como são animais muito ativos, ágeis e com o corpo propício para o eterno movimento. Quando criados de maneira doméstica, como pets de estimação, podem facilmente passar por buracos e acabar dentro de eletrodomésticos, sofás, camas, cadeiras e afins, o que pode desnecessariamente expor o animal ao perigo eminente, podendo ele ser ferido, eletrocutado, dentro outros acidentes que eventualmente ocorrem. Desta forma, esteja sempre de olho no seu animal para garantir que o mesmo não seja exposto ao perigo. Infelizmente, embora aparente se a atitude mais assertiva, os furões não são animais para serem criados em gaiolas ou similares, devendo ser livres como nossos gatos e também cachorros. O recomendado é apenas que o animal fique em um local seguro durante a noite.

Então, voltamos a repetir, se você não tem tempo para dedicar-se a criação de um furão, escolha outro animal de estimação. O furão ou ferret, como por vezes é chamado, exige atenção redobrada, cuidados específicos e tempo para brincadeiras com seu tutor.

Compra Do Furão

Você está decidido a criar um furão? Estes animais podem chegar a bagatela de quatro mil reais a depender de suas características físicas, idade e correlatos. Quem tem um garante que o investimento vale a pena, mas não podemos deixar de manifestar que é um valor um tanto quanto alto.

Estes animais são importados e chegam ao nosso país já castrados e microchipados. Ao que tudo indica, esta seria uma forma de manter a população controlada no Brasil. Como não são animais nativos do nosso país, caso houvesse uma crescente de indivíduos desta espécie poderia ocorrer um desequilíbrio do ecossistema local. Por conta disso, estes animais chegam já castrados para seus novos donos.

Quanto a sua alimentação, eles são carnívoros, mas não se preocupe, este comportamento certamente influenciaria alguns tutores, mas você não precisará dar ao seu furão outros animais nem vivos, nem tão pouco congelados. Há no mercado, rações específicas que buscam atender as necessidades nutricionais específicas da espécie. Quando for escolher, a mais indicada para o seu animal, lembre-se de escolher uma ração com bom percentual de proteínas, baixa concentração de gorduras e também de carboidratos.

Furão De Estimação
Furão De Estimação

Os Furões Como Animais Selvagens

Se você apenas aprecia esta espécie e jamais a tiraria de seu habitat natural para criação em cativeiro, reunimos aqui algumas informações sobre as particularidades do animal e mais algumas de suas características. Como na natureza não há ração para que o furão possa se alimentar, a sua dieta é composta unicamente pelo consumo de carne. Sendo excelentes caçadores se alimentam majoritariamente de roedores e coelhos.

Felizmente são animais com uma expressiva expectativa de vida que pode chegar a dez anos, tendo uma média de cerca de oito anos. Sua reprodução também é bem farta, podendo gerar até sete filhotes de uma única vez.

O nome científico do furão é Mustela putorius furo, e curiosamente traduzindo para o português temos algo próximo a ladrãozinho fedorento. Nome para lá de curioso, não é mesmo?

Uma outra curiosidade que deixamos para o final, mas que é tão interessante quanto todas as outras é a origem da espécie como conhecemos hoje. Ao que tudo indica o furão seria uma derivação do tourão (Mustela putorius) ou possivelmente da doninha das estepes (Mustela eversmanni). Infelizmente não se sabe ao certo como teria de fato surgido o Mustela putorius furo, o furão como reconhecemos. Há registros inclusive que afirmam que o mesmo seria uma mistura de ambas as espécies, sendo um híbrido do tourão e da doninha. Apesar destes relatos, cada uma destas espécies possuem suas particularidades, semelhanças e diferenças entre si.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *