Home / Curiosidades / Como Criar Galinha da Angola?

Como Criar Galinha da Angola?

A galinha com certeza é um dos animais mais criados por quem tem um casa mais espaçosa, e mesmo naquelas que o local não é tão grande assim. Ela é vista como um bicho de estimação ou como fonte de renda para a família, seja com sua carne ou com os seus ovos. Mas, e se além disso, você tivesse um guarda para sua propriedade e alguém que eliminasse as pragas da sua fazenda/sítio? É exatamente isso que a galinha da Angola faz e, por causa disso, sua criação tem se tornado algo muito comum. Está pensando em comprar alguns exemplares, mas não sabe nem por onde começar os preparos para receber a criatura? Não se preocupe, te daremos todas as dicas aqui. Mas, antes, vamos conhecer um pouco mais sobre essa ave do continente africano?!

Sobre a galinha da Angola 

A galinha da Angola pode ser encontrada em diversas cores, mas os tons mais comuns costumam ser cinza-escuro com as famosas pintas brancas, característica marcante da ave. Essa é chamada de variedade pedrez. Mas ela pode ser igualmente vista em cores de cinza, cinza-claro, branca e pampa, que é o cruzamento da pedrez com um exemplar branco. 

É um bicho grande, com quatro a seis quilos, medindo de 35 a 40 centímetros de comprimento, com as fêmeas sendo menores que os machos. 

Como dito, é endêmica da África, sendo encontrada no Saara. Ela foi trazida ao Brasil na época da colonização pelos portugueses e, desde então, se tornou comum entre produtores e parques em todos os estados do país. 

 Galinha da Angola
Galinha da Angola 

Por aqui, é muito apreciada por fornecer uma carne saborosa, muito semelhante com a do faisão. Seus ovos também são bem nutritivos e podem complementar a renda daquelas que pretendem comprar uma para vender a produção do animal. Ela costuma ser usada também como ave matriz, para reprodução de filhotes. Mas lembre-se, apesar disso, não use o bicho como uma simples máquina de fazer dinheiro. Dê todo os cuidados que ele necessita. Assim como um tempo para ela descansar entre uma cópula e outra. 

Ela também é chamada de galinha-da-guiné, da Índia, galinhola, angolinha, cocá e coquém. 

Por ser uma ave resistente e rústica, quase não fica doente, o que facilita ainda mais a sua criação, que normalmente é barata, com o indivíduo engordando rapidamente, tendo uma produção considerável e uma ninhada de até 60 ovos. 

É um animal que pode viver em lugares pequenos, mas vamos falar mais sobre isso a frente.

E lembra que comentamos que ela poderia ser usada como guarda para sua fazendo ou sítio? Isso é possível pois a galinha da Angola é muito arisca. Então, quando percebe a presença de um invasor ou nota algo estranho, ela cacareja imediatamente. Aliás, ela é um bicho muito barulhento. Vá até um parque onde existem alguns exemplares e você poderá conferir isso de perto. 

Sendo assim, avisará o dono assim que notar algo fora do comum. 

Outra característica marcante dela é que o animal consegue tanto correr quanto voar com uma considerável velocidade, sendo capaz de escapar de ameaças ou predadores. 

Como criar uma galinha da Angola 

Existem duas formas de criar a galinha da Angola: sistema extensivo e intensivo. No primeiro as aves são deixadas soltas, tendo a liberdade de andar por todo o local como quiser, sem uma alimentação regulada pelo dono, assim como a sua reprodução. O problema é que neste formato ela costuma botar seus ovos em locais de difícil acesso por causa do seu instinto selvagem. O animal é tão arisco que além de esconder, colocando em zigotos em um lugar de complicado de chegar, ela ainda os cobre com folhas mortas e outros materiais que achar. Ou seja, o dono teria que andar por toda a área para poder encontrar o ninho, além disso, ela não são muito maternais, resumindo, não gostam de chocar os ovos. Por causa dessa hábito de cobrir os futuros bebês com vegetais, eles ainda recebem calor, mas somente aqueles que estão na parte de cima do ninho. Já no segundo sistema, o dono tem controle sobre tudo isso. Neste método, o ideal para o caso dos zigoto é o produtor recolhe-los e colocá-los numa incubadora, isso garante mais sucesso na produção e eclosão dos ovos. 

Galinha da Angola
Galinha da Angola

Ambiente ideal 

Por ser uma ave barulhenta e que gosta de viver em grupo, o ideal é não colocá-la próximo a outros indivíduos que precisam de silêncio para se desenvolverem. Como se adapta bem a qualquer clima, ela pode ser criada em todo o território brasileiro e do mundo.

Viveiro 

Como o sistema intensivo se mostra mais eficaz, será preciso dar certa atenção para a moradia da ave. Esta pode ser feita de madeira ou alvenaria, com um metro quadrado para cada criatura. A parte da frente deve ser voltada para o lado do sol e precisa ter tela, já o fundo, as laterais e o teto devem ser fechados. Os poleiros precisam ter cerca de 3 metros de altura para acomodar as criaturas durante a noite. O piso tem que ser coberto com palha ou serragem, para evitar a umidade. É necessário também que este apresente uma camada de 15 centímetros para a angolinha enterrar seus ovos no chão, o que descarta a necessidade da construção de ninhos. Ela igualmente primordial que ela tenha acesso a uma área aberta, mas cercado e com grama, para tomar sol e ciscar. 

Alimentação da galinha da Angola 

E lembra que comentamos que ela é uma ótima controladora biológica de pragas? Isso acontece porque sua alimentação é basicamente composta desses bichos, como insetos, gafanhotos, formigas, cigarrinhas de pastagens, lagartas de esterco de gado, cupins e carrapatos. O produtor também pode incluir hortaliças, grãos e rações para aves, que servem igualmente para a galinha. Nos primeiros meses é preferível optar por uma comida especial, isso irá acelerar o crescimento do indivíduo. A partir dos seis meses a dieta pode ser composta de ração com grãos e vegetais. Ela deve comer três vezes ao dia. Mas, antes disso, é preciso que o comedouro seja limpo dos restos da refeição anterior, já que estas podem estar fermentadas. 

Não é tão difícil assim criar a galinha da Angola. Seguindo as dicas, temos certeza que você terá sucesso nessa empreitada. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *