Home / Curiosidades / Como Adestrar Meu Cachorro ou Gato? Importância e Dicas

Como Adestrar Meu Cachorro ou Gato? Importância e Dicas

Conviver com um animal de estimação traz muitas alegrias, mas muitas vezes essa convivência pode se tornar complicada. Latidos em excesso, destruição de moveis e objetos, atitudes agressivas, puxar a guia no passeio, não saber ficar sozinho e outros problemas comportamentais podem surgir simplesmente pelo tutor não entender quais os comportamentos naturais do seu pet e também por não saber como educa-lo da melhor forma.

Procurar um adestrador ou comportamentalista animal pode ajudá-lo nessa tarefa, pois além desse profissional ajudar a resolver e evitar o surgimento de comportamentos indesejáveis, um pet bem-educado poderá desfrutar de mais momentos junto a sua família.

É preciso ter em mente que adestrar um animal não é somente ensinar senta, deita e alguns truques como dar a patinha por exemplo. O adestramento vai muito além, ele ensina você a interagir com seu pet de uma forma segura, a entender a linguagem corporal dele e a antecipar possíveis comportamentos ruins que ele venha cometer.

Mas antes de contratar um profissional é importante perguntar qual o método que ele utiliza, sua qualificação profissional e pedir referencias de outros trabalhos.

Adestrar Meu Cachorro
Adestrar Meu Cachorro

Métodos de adestramento

Existem diversas formas de educar e adestrar um animal as mais conhecidas são o adestramento tradicional e o reforço positivo.

Adestramento tradicional: foca na ideia de que o tutor é a autoridade e que o animal é o submisso, porém o alto uso de aversivos nesse método como broncas, enforcadores, barulhos incômodos etc. geram consequências futuras nos comportamentos de vários pets, como por exemplo: quadros de agressividade, depressão, ansiedade, medo, etc.

Reforço positivo: O adestramento positivo é uma técnica baseada na recompensa dos comportamentos desejados, ou seja, dos acertos do animal. Quanto mais recompensamos os acertos mais a probabilidade de o animal querer repetir aquele comportamento.

Adestrar Meu Gato
Adestrar Meu Gato

Qual o melhor método?

Há alguns anos a ciência provou que o adestramento positivo é o que oferece o melhor resultado tanto para os tutores quanto para o bem-estar e qualidade de vida dos pets. É importante saber que esse método requer paciência, mas é um método que traz uma educação consistente para o pet.

Muitas pessoas acham que o reforço positivo é um método que permite que o pet faça o que ele queira, porém não é assim, os comportamentos desejados serão recompensados e os indesejados serão antecipados para não ocorrer novamente e caso ocorro o animal perderá a tenção do tutor.

Um exemplo é o cão que late para chamar a atenção do tutor, ele late, pois, sabe que em algum momento ele vai conseguir atenção de alguma forma ou conseguindo o que ele quer ou com uma “bronca” pedindo para ele parar. No reforço positivo você só dará atenção para ele quando ele estiver quieto, e sempre que ele latir você sairá de perto dele. Com o tempo ele aprenderá que para ganhar atenção ele tem que ficar quieto.

Qualquer pessoa pode aplicar esse método, porém com a ajuda de um profissional qualificado essa educação será muito mais rápida e assertiva.

Como escolher o profissional?

Hoje em dia existem muitos profissionais nessa área, e infelizmente muitos por falta de conhecimento pioram os problemas comportamentais do pet. Escolha profissionais que tenham formação na área, que sejam atualizados e que possuam boas referências.

A presença do tutor durante as aulas e/ou consulta é fundamental para o sucesso da educação.

Quer entender mais sobre adestramento e comportamento animal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *