Home / Curiosidades / Como Acabar Com as Pulgas Dentro de Casa?

Como Acabar Com as Pulgas Dentro de Casa?

As pulgas são insetos muito diminutos, quase imperceptíveis a olho nu e pertencentes à ordem Siphonaptera. Possuem de um a, no máximo, 10 mm de comprimento, não possuem asas e, portanto, não voam. Na fase adulta, as pulgas são animais hematófagos e, portanto, se alimentam majoritariamente de sangue de aves e mamíferos, vivendo como parasitas externos tanto de animais silvestres, como dos domésticos, mais comumente cães e gatos e, também, do homem. Como são incapazes de voar, chegam até seu hospedeiro através do pulo, sendo capazes de atingir até 20 cm de altura em um único pulo e até 40 cm em um salto horizontal. As pulgas possuem um corpo comprimido lateralmente com uma cabeça curta e um tegumento liso que facilita a locomoção em seu hospedeiro. Possuem longas pernas posteriores e um aparelho bucal do tipo perfurador-sugador, adaptado à sua alimentação hematófaga.

Pulgas
Pulgas

Problemas Domésticos e De Saúde Causados Pelas Pulgas

As pulgas são consideradas pragas urbanas, pois, através de sua mordida podem causar reações alérgicas e urticária, ou seja, muita coceira, devido à produção de histamina pelo corpo do hospedeiro, erupções cutâneas nas articulações e dobras da pele, inchaço ao redor da ferida, infecções e muitas outras lesões no corpo de suas vítimas. Também podem diretamente causar doenças, como é o caso da espécie de pulga Tunga penetrans, causadora do bicho-de-pé, doença muito comum nas zonas rurais e caracterizada pela penetração do inseto na pele de humanos e outros animais, causando forte coceira e ulceração. Se presentes em grande quantidade, as pulgas podem infestar o ambiente, pois facilmente se instalam em frestas de assoalhos e estofados e em tapetes e carpetes. Podem infestar não somente o ambiente doméstico, mas constituem um problema sério ao invadirem lugares públicos, como ônibus, hotéis, teatros e cinemas.

Pulgas no Cachorro
Pulgas no Cachorro

Além disso, caso sejam hospedeiras de bactérias, vírus ou outros agentes infecciosos, as pulgas podem transmitir doenças graves aos seus próprios hospedeiros, ao se alimentarem de seu sangue. A peste bubônica, por exemplo, é causada pela bactéria Yersinia pestis, transmitida pela pulga do rato. Essa doença matou cerca de ⅓ da população da Europa no século XIV, época na qual o crescimento populacional no continente e a falta de saneamento básico geraram um convívio não muito higiênico e diário do homem com ratos que carregavam as pulgas pelas ruas das cidades. O tifo também é uma doença propagada da mesma forma que a peste bubônica e a bactéria causadora, Rickettsia typhi, infecta pulgas que possuem ratos como hospedeiros. As pulgas também podem causar verminoses, anemia e viroses.

Formas De Infestação das Pulgas

É importante lembrar que todos podemos ser alvos e nos tornar hospedeiros desses insetos, mas alguns fatores de risco podem contribuir para a infecção como , por exemplo, o contato profissional com animais silvestres ou de estimação, viver ou trabalhar em locais com péssimas condições de higiene, visitação de imóveis abandonados, trabalho com contenção de pragas urbanas sem o uso de equipamento de proteção individual, dentre outros.

As pulgas podem ser transmitidas aos humanos por meio do contato com animais infectados ou quando elas estão presentes em um ambiente infestado. A interação entre as pulgas e seus hospedeiros é, normalmente, específica. Assim, algumas espécies apenas são capazes de parasitar determinados grupos de mamíferos ou aves, mas as pulgas de animais domésticos, como cães e gatos, podem parasitar o homem. As espécies de pulga de maior interesse são a pulga do homem (Pulex irritans) e de seus animais domésticos mais comuns, como os cães (Ctenocephalides canis) e gatos (Ctenocephalides felis).

Como Prevenir as Pulgas Dentro de Casa

Uma infestação de pulgas tem como causa diversos fatores, mas, preferencialmente, aqueles que favorecem o desenvolvimento desses insetos e fornecem um ambiente propício a sua instalação. O contato com animais infectados associado à falta de cuidado, higiene e limpeza em locais de difícil acesso, como cantos e frestas de assoalhos e estofados e imóveis fechados por muito tempo constituem as principais causas associadas a uma infestação por pulgas.

Acabar Com as Pulgas em Casa
Acabar Com as Pulgas em Casa

Uma infestação doméstica de pulgas pode trazer muito estresse e pode ser muito difícil de ser combatida, portanto algumas medidas preventivas podem ser altamente eficazes para evitar esses insetos tanto nos animais domésticos, como no ambiente, como, por exemplo:

  •  manter os animais domésticos sempre limpos;
  • uso rotineiro de antipulgas nos animais domésticos, conforme recomendado pelo médico veterinário;
  • uso de desumidificador, pois uma umidade abaixo de 50% pode matar os animais adultos, larvas e ovos;
  • calafetar pisos de tacos ou tábuas, para não servirem de abrigo para as pulgas, que se escondem nas frestas;
  • uso de roupas fechadas e repelentes para adentrar em ambientes de mato, para que reduza as possibilidades de levar as pulgas ao ambiente doméstico;
  • cuidado com quintal ou jardim, para evitar os ambientes úmidos ideais para o desenvolvimento dos ovos e das larvas;
  • não manter areia armazenada ao redor da casa;
  • limpeza adequada de todos os cômodos da casa, utilizando-se aspirador de pó e desinfetantes adequados;
  • uso de aspirador de pó também em móveis, estofados, almofadas, carpetes e tapetes.

Como Acabar Com as Pulgas em Casa

Mesmo que todas as medidas preventivas tenham sido adotadas, uma infestação de pulgas no ambiente ainda pode ocorrer. Dependendo da magnitude da infestação, pode ser necessário fazer o controle químico, mas algumas medidas básicas e caseiras podem adiantar o processo de eliminação e auxiliar no combate, como:

Acabar Com as Pulgas em Casa
Acabar Com as Pulgas em Casa
  • Cuidado com os animais domésticos, levando-os ao veterinário para tratá-los e evitando que entrem no ambiente doméstico novamente até que a infestação acabe;
  • uso de aspirador de pó no piso, carpetes, tapetes e uso de inseticida específico para eliminar os ovos;
  • descarte do filtro do aspirador de pó, para evitar que as larvas eclodam ou que os adultos saiam de lá;
  • limpeza do assoalho com um mistura que é capaz de matar larvas e ovos, contendo suco de limão, água e vinagre, na proporção 0.5:2:4;
  • limpeza de carpetes e tapetes com o uso de sal, pois o sal resseca e retira a umidade que é adequada para o desenvolvimento de larvas e ovos;
  • cuidado com quintal e jardins;
  • cuidado com a roupa de cama e banho, fervendo-as;
  • controle de roedores ou outros vetores que possam estar no local, pois eles também são hospedeiros das pulgas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *