Home / Curiosidades / Como Acabar com as Pragas das Plantas?

Como Acabar com as Pragas das Plantas?

Qual amante de plantas nunca sonhou em ter um jardim lindo e maravilhoso livre de qualquer tipo de pragas? Por mais que tenhamos todo o cuidado do mundo com o nosso jardim, alguns fatores influenciam para o surgimento desses seres indevidos que podem colocar em risco a vitalidade das nossas queridas plantinhas.

Principais pragas e como identificar

Existem inúmeros tipos de pragas que podem afetar o seu jardim, porém iremos listar as principais pragas e como podemos identificá-las. É importante saber identificá-las pois elas não apenas destroem o seu jardim como também podem promover doenças como infecções causadas por fungos.

É importante ressaltar que muitas vezes os fatores da presença de pragas independem com todo o cuidado minucioso que temos com as plantas no geral. Podem ser atrelados ao clima do local o qual estão inseridas, desequilíbrio ecológico, por escassez ou excesso de água, como também adubação incorreta.

Pragas das Plantas
Pragas das Plantas 

As principais pragas encontradas nos jardins são lesmas, caracóis, percevejos, pulgões, formigas, cochonilhas, tatuzinhos e lagartas. E para saber como acabar com essas pragas, é importante saber identificá-las.

As lesmas e os caracóis costumam agir durante a noite, atacando caules, botões de flores e provocando furos nas folhas e no geral, costumam aparecer em solos mais úmidos.

Algumas formigas como as cortadeiras, como já diz o seu nome, cortam pedaços das plantas para levar aos seus formigueiros, ou seja, nesse caso você não encontrará furos como deixados pelas lesmas e caracóis, mas sim cortes nas pontas das folhas, por exemplo.

Todavia, entre todas as pragas, os piores tipos são os insetos sugadores, como os pulgões e cochonilhas. Os pulgões sugam a seiva da planta deixando uma substância açucarada sobre ela, o que faz com que as formigas a ataquem e iniba a produção de fotossíntese. Podemos identificar essas pragas observando as folhas das plantas, as quais vão se apresentar murchas e enrugadas e com cascas pretas. Quando as folhas estiverem com essa forma, pode ter certeza que a sua plantinha foi atacada por uma dessas duas pragas.

As cochinilhas na maioria das vezes estão alojadas nos caules, embaixo das folhas e às vezes nos frutos. Quando observados aparentam manchas, pois quase não se movem. Já os pulgões, agrupam-se em maior quantidade, e encontram-se normalmente em folhas e caules novos e macios, bem como também em botões de flores.

Como eliminar as pragas?

É imprescindível para que tenhamos um jardim saudável que as plantas recebam uma rega regular de acordo com a sua necessidade. A desidratação causa desgaste e estresse nas plantas o que pode ser uma porta aberta para a entrada dos parasitas. Porém, tome cuidado, pois água em excesso também faz mal.

Além da rega regular, é importante sempre manter o solo adubado. Para saber se o adubo é eficaz, sempre esteja atento aos nutrientes oferecidos. Os adubos considerados de qualidade oferecem pelo menos 11 tipos de nutrientes.

Sempre atenda a esses requisitos básicos de cuidados às plantas, porém, às vezes mesmo tendo todos esses cuidados a presença das pragas é inevitável, uma vez que mesmo quem mora em apartamento pode trazer elas por meio das roupas e sapatos e até mesmo de hortifrútis os quais compramos em feiras e mercados. Se mesmo botando em prática todos esses cuidados básicos mencionados elas ainda estejam sendo atacadas, existem alguns métodos que podem ser postos em prática. Entretanto ao tentar eliminar as pragas existentes no seu jardim, tome cuidado para não afetar os insetos que trazem benefícios para as plantas, como a joaninha e as centopeias. Para isso, é importante antes de tudo tentar sempre aplicar receitas caseiras.

Pragas das Plantas
Pragas das Plantas

Algumas receitas caseiras funcionam para eliminar as pragas sem que prejudique as plantas em questão, são elas:

Alho, pimenta e álcool: em um liquidificador misture 100 gramas de alho e 100 gramas de pimenta. Após despeje em um recipiente escuro e adicione mais 2 litros de álcool para conservar. Deixe curtir durante uma semana e após dilua 100 ml da mistura em 10 litros de água e pulverize sobre as suas plantas uma vez por semana pelo menos. Essa mistura ajudará a combater os indesejáveis pulgões e cochonilhas;

Cascas de cebola: ferva as cascas de cebola até que fiquem macias, após o líquido ser filtrado e esfriado, pulverize sobre a planta afetada. Essa receita combate lagartas, pulgões como também a ferrugem.

Coentro: em um liquidificador bata 200 gramas de coentro em 1 litro de água, após pulverize sobre as plantas. Essa mistura ajuda a combater pulgões e ácaros (pequenos aracnídeos como as aranhas).

Camomila: misture 50 gramas da folha de camomila em 1 litro de água. Deixe descansando por 3 dias e durante esses dias, agite a mistura 4 vezes por dia. Após pulverize sobre a planta. Essa mistura combate os fungos existentes nas plantas além de servir como estimulante para as plantas fracas.

Água com pimenta: bata no liquidificador 3 pimentas dedo de moça com 500 ml de água. Borrife esta mistura de 2 a 3 vezes por semana nas plantas afetadas. A pimenta é um importante e eficiente analgésico natural que combate os pulgões e os mais variados tipos de pragas.

Vinagre: misturar quantias iguais de água e vinagre e borrifar nas plantas. Acaba com as formigas que danificam as suas plantas.

Fique atento aos sinais

Muitas vezes as plantas são atacadas por certos tipos de pragas quando estão com deficiência de nutrientes, por exemplo. As pragas podem servir como sinalizadoras para algum problema que a planta esteja sofrendo.

A formiga cortadeira por exemplo, indica que a planta está com deficiência de molibdênio, que é um micronutriente, e também que o solo está muito duro.

O pulgão se manifesta quando a planta está com excesso de nitrogênio. Já as cochonilhas e lagartas atacam quando há falta de cálcio. As lagartas podem atacar também quando há carência de boro.

Desta forma, podemos notar que quase todas as pragas atacam quando as plantas não estão sendo adubadas corretamente.

Observe sempre as suas plantas, pois quanto mais cedo a praga for identificada, mais fácil é o tratamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *