Home / Curiosidades / Como Acabar Com As Lesmas? E Como Elas Nascem?

Como Acabar Com As Lesmas? E Como Elas Nascem?

Se você está pensando em como acabar com as lesmas, certamente é porque já teve o desprazer de encontrá-las em seu jardim, quintal ou plantação. E de fato estes animais são muito indesejáveis principalmente para agricultores e pessoas que gostam de manter sadia as plantas do jardim de casa.

Hoje conheceremos um pouco mais sobre este pequeno molusco e também como eliminá-las quando presente em nossas residências.

As Lesmas Como Você Conhece

As lesmas são animais gastrópodes, uma termo difícil que nada mais é do que animal que possui os pés no abdômen. Realmente as lesmas se locomovem pela contração de suas barrigas que se arrastam pelo chão. São da subordem Stylommatophora e se distinguem dos caracóis pela ausência de concha proeminente.

Lesmas
Lesmas

São consideradas problemas em várias culturas, desde pomares, hortas e jardins simplesmente pelo fato de consumir desde as raízes a parte aérea das plantas. E uma curiosidade é que as lesmas podem consumir de uma planta mais do que a mesma pode acabar crescendo o que como sabemos levará a morte do arbusto e ao prejuízo do agricultor. Para você ter uma ideia uma única lesma pode consumir em apenas uma noite o dobro do seu peso em alimento. Estes moluscos se alimentam sempre a noite, uma vez que parte delas são sensíveis à luz e ao tempo seco e quente. Suas regiões preferidas são regiões com temperatura amena e úmida.

O termo lesmas é vulgarmente utilizado para designar estes moluscos que ao contrário dos caracóis não possuem conchas ou que o perderam com o passar dos anos. Lesmas apenas é o conceito utilizado para designar as lesmas terrestres que possuem a respiração cutânea. A respiração cutânea é feita por seres vivos que não possuem órgãos específicos para a realização da troca gasosa e os fazem por meio da própria pele. O termo lesmas do mar é destinado às espécies que vivem em nossos mares, ou submersas em água.

As Lesmas São Pragas?

As lesmas de modo geral são inofensivas para nós seres humanos. Entretanto, podem ser muito prejudiciais para as plantações. Isso porque como comentamos anteriormente as lesmas podem consumir as folhagens de uma planta mais rapidamente do que ela consegue se desenvolver o que faz com que consigam matar até mesmo grandes arboretos.

No caso das culturas, as lesmas podem fazer furos e prejudicar a aparência dos frutos comercializados. As lesmas podem se alimentar de diversas plantas, flores, raízes e frutas. Embora não sejam prejudiciais de certa forma para nós seres humanos muitos gostariam de poder eliminar as lesmas de casa ou de suas plantações. O método mais utilizado consiste em jogar sal nelas porque devido a uma propriedade do cloreto de sódio este atrairia a água e as lesmas são muito sensíveis à desidratação. Mas consideramos que este não é o melhor método de eliminá-las e fomos atrás de outros igualmente eficazes e menos cruéis.

Limpe O Seu Jardim E Tome Outras Providências

Limpar o seu jardim eliminando tábuas, aparas, tijolos e outros materiais que podem estar sujando o local é uma boa maneira de se livrar das lesmas sem o velho método do sal. Isso porque com a retirada destes materiais você estará reduzindo significativamente os habitats que estes animais se utilizam.

Outra providência que você pode adotar para eliminar as lesmas e também os caracóis, é aplicar um pouco de terra diatomácea em toda a sua plantação. Essa terra atua como um tipo de repelente natural para estes moluscos e outros insetos que podem prejudicar o seu jardim e a sua agricultura. E não precisa se preocupar, essa terra é totalmente natural, assim sendo não apresenta riscos para nós seres humanos e também para nossos animais de estimação.

Se você ainda não está satisfeito com estas técnicas de eliminação das lesmas pode partir para aplicação de uma barreira manual que manterá os caracóis e as lesmas longe de suas plantas, flores e ademais. Uma dica de barreira que você pode instalar é uma barreira de cobre com aproximadamente cinco centímetros de largura. Se você não quer gastar muito com isso, uma barreira totalmente natural e barata é uma barreira de ovos que manterá os moluscos longe da mesma forma. Basta apenas que você enterre um pouco as cascas no entorno dos seus vasos ou plantas. Uma terceira dica também muito interessante é a utilização de especiarias como alecrim e hortelã que também afugentarão as lesmas para bem longe.

As Lesmas Transmitem Doenças?

Mesmo que tenhamos denotado que as lesmas não sejam perigosas para nós seres humanos é preciso destacarmos que as lesmas podem ser hospedeiras de um vírus transmitido a elas pelos ratos. O vírus é o angiostrongilose e pode causar desordens físicas e neurológicas. No tangente as desordens físicas, a patologia pode causar dores similares a apendicite, dores de cabeça, dores na nuca e concomitantemente dores musculares. No quesito neurológico o vírus pode causar a paralisia facial. Apesar de grave os números de óbitos são baixos.

Para evitar que você se exponha a este vírus é recomendado que você não ande descalço em locais onde há a presença de lesmas e caracóis, tão como em hipótese alguma, toque em uma lesma esteja ela viva ou não. Isso porque o vírus está presente no muco das lesmas e o mesmo está sempre presente, esteja ela viva ou não.

Os predadores das lesmas são os sapos, as salamandras, as cobras, os ouriços e também os ratos e tartarugas.

Curiosidade Acerca Da Sexualidade Das Lesmas

As lesmas são animais hermafroditas, ou seja, os indivíduos desta espécie apresentam particularidades de ambos os sexos e a sua reprodução é interessante. Antes de encontrarem um parceiro para a reprodução as lesmas realizam um tipo de autofecundação, um tipo de acasalamento individual. Após este processo as mesmas colocam seus ovos e os cobrem com terra. Os ovos ficarão ali até que estejam prontos para o nascimento das novas lesminhas.

Quando encontram um parceiro para se reproduzir as lesmas circundam uma a outra de espermatozoides. Passados alguns dias ambas as lesmas colocam cerca de trinta ovos em um local escondido e abrigado, e o processo de nascimento é similar ao da autofecundação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *