Home / Curiosidades / 7 Deuses e Animais da Mitologia Nórdica

7 Deuses e Animais da Mitologia Nórdica

Os deuses sempre estiveram presentes em algumas situações da nossa vida, apesar da religião que mais predomina no Brasil acredite em um Deus único e onipresente. Mas para aqueles que se interessam pelo assuntou ou já passaram algumas tarde na frente da tv, o tema deuses não é tão desconhecido. Quem não lembra da série Hércules e Xena que passava em um canal da televisão aberta? Do livros/filmes criados por Rick Riordan, Percy Jackson. Ou mais recentemente, o universo de Thor e seus deuses nórdicos. Aliás, os filmes do herói e a série Vikings provavelmente chamaram mais atenção para essa mitologia, já que as mais famosas costumam ser as gregas e as romanas. 

Por meio desses entretenimentos conhecemos mais sobre esse universo e seus personagens, como Loki, Odin, os sacrifícios de sangue oferecidos às entidades, o fim do mundo – Ragnarok -, a entrada em Valhalla, etc. 

Neste texto conheceremos mais sobre essa fé, seus deuses e seus animais mitológicos.

Mitologia nórdica 

Ao contrário do cristianismo, a religião nórdica não conta com livros sagrados ou sacerdotes. A “palavra” era conhecida por meio de histórias, contadas de pais para filhos desde criança. E a falta de algo escrito não queria dizer que os nórdicos eram menos fiéis para com seus deuses. Estes realizavam rituais de devoção, em qualquer lugar que fossem, inclusive durante as dias que antecedem as batalhas. Além dos sacrifícios humanos. 

Talvez essa religião nos seja pouco conhecida em razão do tempo que ela demorou para ser apresentada. Os detalhes desta só chegaram até “nós” no século 13 por meio de dois livros: Edda Poética, de autoria desconhecida, e Edda em prosa, escrita pelo historiador islandês Snorri Sturluson. 

Neste registro ficamos sabendo que existem dois grupos principais de deuses nórdicos: aesir e vanir. 

O primeiro, sem dúvida alguma, e provavelmente o mais importante, era comandado por Odin. Neste, agrupavam-se guerreiros natos que moravam em Asgard, um dos nove mundos mitológicos. Vulgo, a casa de Thor. Este sempre entrava em conflito com o segundo. Os vanir viviam em Vanaheim e não eram muito fãs de guerras. Estes eram relacionadas a natureza e a feitiçaria. E por causa dessa disputa, para garantir a paz, alguns membros de vanir se colocavam com reféns dos grandes e guerreiros deuses. 

Mitologia nórdica
Mitologia nórdica

E, ao contrário da mitologia grega ou romana, por exemplo, onde os deuses eram imortais, aqui eles eram mortais. Viviam por muito mais tempo que os humanos mas, ainda assim, morriam. 

Eles se apaixonava, casavam, traiam e se separavam sem qualquer “trauma”. 

Era comum também seres divinos sem pai conhecido, com nove mães, desfigurados, cegos ou sem um braço. 

A fé também conta com personagens mais mundanos, como anões e duendes, que eram considerados exímios ferreiros e artesãos. Os elfos, que viviam uma vida sem preocupações e era seres iluminados. As valquírias, servas de Odin, que buscavam os guerreiros mortos em combates para adentrar Valhalla. E os gigantes, que ameaçavam os deuses. Acreditava-se que os dois grupos entrariam em conflito, dando origem, assim, ao Ragnarok, o fim do mundo e o surgimento de um novo. 

3 Deuses nórdicos 

Agora que já sabemos mais um pouco sobre essa religião, vamos aos deuses mais importantes da mitologia nórdica e seus animais. 

1 – Odin 

Odin
Odin

Segundo os nórdicos, Odin – pai de Thor – foi o responsável em criar o universo. Ele era o chefe do clã dos guerreiros aesir. Além disso, o Deus era dotado de superpoderes, como a vidência, traços que eram associados ao grupo dos vanir. Acredita-se que Odin trocou um de seus olhos para poder enxergar o passado, prever o futuro e alterar o destino dos homens. 

Era considerado o criador das runas, o alfabeto usado na Escandinava que tinha poderes mágicos. E também era o mestre mor da feitiçaria. 

Ele era procurado para resolver qualquer tipo de problema, de chuvas até ajudar nos partos. Odin também era responsável por receber os guerreiros mortos em batalha em Valhalla. E, assim como outras divindades, ele poderia ser bem cruel – seu nome significa “o furioso”. 

2 – Thor 

Thor
Thor

Depois de Odin, Thor provavelmente é o Deus nórdico mais conhecido. Ele é uma das entidades mais poderosas. Sempre era chamado por seu pai para defender os deuses dos gigantes ou enfrentá-los em seu planeta, Jotunheim. O filho de Odin conseguia repetidamente adiar o Ragnarok. 

O Mjölnir é um dos objetos mais conhecidos da religião. Muito pesado, Thor era o único que poderia segurá-lo. Como era um símbolo de força, este foi muito usado com amuleto pelos guerreiros vikings. 

3 – Loki 

Loki
Loki

Ao contrário do que vemos no primeiro filme de Thor, na mitologia Loki torna-se irmão de Odin por meio de um ritual de sangue, ambos cortam as mãos e misturam esse líquido, criando um laço mais forte do que irmãos de nascença. Filho de gigantes, o encrenqueiro garantiu seu lugar entre os principais deuses devido as suas boas maneiras, mas nunca deixou de causar problema a Odin. Ele chegou a comer o coração da própria mulher, Angrboda, o que acabou despertando uma enorme quantidade de maldade dentro de si. 

4 Animais da mitologia nórdica

4 – Fenrir 

Fenrir
Fenrir

Assim como na romana e na grega, a mitologia nórdica carrega alguns animais de grande importância, como Fenrir, o lobo. Ele é filho de Loki e Angrboda. Este é irmão de Hel, a deusa do submundo, e de Jormungand, a serpente. Com dois filhos, Sköll e Hati Hródvitnisson, acreditava-se que ele será responsável pela morte de Odin em Ragnarok, mas o lobo é morto pouco tempos depois pelo filho do Deus, Vidar. 

5 – Geri e Freki 

Geri e Freki
Geri e Freki

Fiéis companheiros de Odin, os dois lobos seguem o deus aonde ele for. É comum ver o pai de Thor dar toda a comida de sua mesa para seus dois seguidores, já que ele não precisa se comida para sobreviver, apenas de vinho e hidromel. 

Geri significa “o voraz”, e Freki, “o ganancioso”. 

6 – Gungir

Gungir
Gungir

Outro seguidor de Odin, este é um cordel de oito patas que pode andar sob a terra, água e ar. 

7 – Huginn e Munin 

Huginn e Munin
Huginn e Munin

Os corvos são os responsáveis por passar informações do mundo de Midgard, a terra dos humanos, para Odin. Eles sobrevoam o local durante o dia e voltam para seu dono, a noite. Seus nomes significam “pensamento” e “memória”, respectivamente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *