Home / Informações / Urso Polar Alimentação

Urso Polar Alimentação

O urso polar (Ursus maritimus) é um animal carnívoro e, surpreendentemente o maior carnívoro terrestre encontrado na atualidade. Devido aos seus hábitos alimentares, ele gosta de habitar locais nos quais há presença de gelo e água, pois dessa forma é mais fácil ter acesso às focas, um dos mais animais que estão no topo da lista da dieta dos ursos polares.

No entanto, pela constante atividade de nado e moradia próxima aos locais com presença de água, alguns pesquisadores consideram o urso polar como um animal marinho, na verdade como um mamífero marítimo. Ele tem uma expectativa de vida considerável, pois pode viver até 30 anos, no entanto, a taxa de mortalidade para adultos atinge 16% e pode chegar até a 30% em relação aos filhotes.

O urso polar foi citado pela IUCN Red List como uma espécie em condição de vulnerabilidade, ou seja, com risco de extinção. A IUCN é uma organização internacional destinada à conservação da natureza e dos recursos naturais. A ameaça de extinção do urso polar deve-se às atividades e exploração de petróleo no hábitat natural deste animal, o que contribui para a contaminação das geleiras e dos rios com poluentes; associado a isso, mudanças climáticas também contribuem para o derretimento das calotas polares. Um outro fator de vulnerabilidade do urso polar é a caça predatória a que está submetido.

Neste artigo, você vai conhecer um pouco mais sobre as características e comportamentos do urso polar, dando um foco especial aos seus hábitos alimentares.

Então, se você também é um grande curioso do mundo animal, venha conosco e boa leitura.

Urso Polar: Características Gerais

Como os ursos polares são animais que andam nas quatro patas, ao nível do ombro, eles medem 1,63 metros de altura. Em relação à extensão, eles são bem maiores, acredite ou não, mas são 2,5 metros do focinho até a cauda. No entanto, há algumas variações no tamanho do urso polar de acordo com a localização geográfica, pois as variações climáticas também exercem influência no seu processo de crescimento e desenvolvimento.

O peso do urso polar também é um número à parte. Eles podem pesar até a incrível marca de 800 quilos, no entanto, os machos são maiores e mais pesados do que a fêmea, a qual atinge, em média, 300 quilos. Essa diferenciação entre os sexos é caracterizada como um quadro de dimorfismo sexual.

A estrutura corporal dos ursos polares é bastante similar à estrutura dos ursos pardos, os quais também detém um corpo robusto. No entanto, algumas características do urso polar são diferenciais em relação à outras espécies, como por exemplo, os ombros relativamente caídos e sem alguma protuberância característica; o pescoço um pouco longo; e a cabeça pequena e achatada.

Características do Urso Polar
Características do Urso Polar

Esses animais são completamente adaptados ao clima congelante do Círculo Polar Ártico. Os pêlos formam um manto espesso sobre o corpo, o qual é auxiliado por uma camada adiposa subcutânea. Essas características são muito eficientes para promover o isolamento térmico e manutenção da temperatura corporal constante.

Estes pêlos podem adquirir uma coloração amarelada durante o verão, em decorrência da oxidação provocada pelos raios solares. As condições climáticas e as estações também podem contribuir para que pareçam ter cor cinzenta ou castanha. Os pêlos estão divididos em duas camadas.

Em relação aos dentes do urso polar, o animal possui uma dentição típica de carnívoros, formada por dentes caninos alongados e curvados e dentes incisivos não especializados.

Os pelos do corpo também revestem as patas, visto que este urso caminha sobre a neve. As patas dianteiras são mais largas de modo a favorecer o nado, remetendo, ainda que superficialmente, a ideia estrutural de remos.

Urso Polar: Características Sexuais e Reprodutivas

O período de acasalamento é sazonal, ocorrendo entre o final do inverno e início da primavera. No entanto, o óvulo fecundado só é implantando no útero no outono. A duração média da gestação é de 265 dias, período no qual a fêmea entra em hibernação, e descansam em uma toca cavada entre as camadas de gelo.

Geralmente, cada gravidez dá origem à quantidade de um a dois filhotes, os quais ficam por algum tempo em período de semi-hibernação, sendo alimentados pela mãe, a qual, aliás, possui quatro mamas ativas. Os filhotes nascem com 30 a 35 centímetros de comprimento, pesando 600 gramas. Eles só saem da toca quando atingem aproximadamente 15 quilos, e continuam na presença da mãe, até completarem de 2 a 3 anos de idade.

Voltando aos padrões de acasalamento, a idade de alcance da maturidade sexual do urso polar é dos 5 aos 6 anos. Esses animais são considerados poligâmicos, mas, mesmo assim, há disputa de machos pela fêmea.

Urso Polar Localização Geográfica

Por incrível que possa parecer, o urso polar não é encontrado na Antártida. Sua distribuição se concentra, principalmente, no Círculo Polar Ártico, abrangendo áreas como o Alasca, Canadá, Groelândia, Rússia e Svalbard; além de regiões adjacentes à estas áreas.

O hábitat favorito do urso polar são os chamados “bancos de gelo” que estão acima das águas da plataforma continental, além das áreas que ficam entre os arquipélagos árticos.

Plataforma continental é uma denominação usada na oceanografia para designar uma profundidade de fundo marinho que atinge até mesmo 200 metros, podendo alcançar áreas de bacias oceânicas.

Urso Polar Alimentação

A foca é o principal componente da dieta dos ursos polares. Lembrando que são animais carnívoros, logo costumam ser bastante agressivos no momento da caça. Ao ingerir a foca, eles preferem começar pela pele e pelas camadas de gordura, uma vez que possuem muitos carboidratos e colaboram com o estoque energético necessário durante os períodos de hibernação.

Em razão da preferência por focas, esses animais gostam de manter-se próximo à localidades que tenham encontro de águas (frequentemente por meio de um pequeno lago) e gelo. Também são considerados excelentes nadadores.

Além da foca, o urso polar pode adotar cardápios variados, tais como pequenos mamíferos, peixes, aves, ovos e, até mesmo, algum tipo de vegetação.

*

Agora, que você já conhece as características do urso polar e os seus hábitos alimentares, o convite é que continue conosco e conheça também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

COSTA, Y. D. Infoescola. Urso Polar. Disponível em: < https://www.infoescola.com/animais/urso-polar/>;

DeMASTER, P. D.; STIRLIG, I. Oxford Academic. Mammalian Species. Ursus maritimus. Disponível em: < https://academic.oup.com/mspecies/article/doi/10.2307/3503828/2600231>.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *