Home / Informações / Hiena Domesticada

Hiena Domesticada

A hiena é um animal carnívoro silvestre, típico de áreas desérticas da África e Ásia. Pertence à família Hyaenidae, segundo a classificação taxonômica. Ela é conhecida pela grande velocidade atingida durante a perseguição ás suas presas; assim como pelos ruídos estridentes, que se assemelham a uma risada; dentes afiados e mandíbula bem desenvolvida; modo de caminhar furtivo e manquejante; e o hábito de comer carcaças de animais, tal como os abutres.

Apesar de ser um animal agressivo e com instintos selvagens naturais de um predador, muitas pessoas na África tem iniciado a prática de domesticação da hiena, e tratado o animal de forma semelhante ao cachorro. Essa atitude ainda é bastante polêmica, pois alguns defendem que a hiena permanece com instintos assassinos mesmo depois de criada em cativeiro. Lembrando que, em ambiente silvestre, elas são bastante hostis atacando outros predadores em bando e disputando recursos alimentares.

Graças a registros fósseis, fora descoberto que ao final do período pré-histórico do Mioceno havia 24 espécies de hienas, sendo que a maioria já está completamente extinta. Atualmente, as espécies conhecidas envolvem hiena-malhada (nome científico Crocuta crocuta), hiena-riscada (nome científico Hyaena hyaena) e a hiena-castanha (nome científico Hyaena brunnea).  Mesmo com a variedade das espécies, há pouca diferenciação em relação ao padrão comportamental, as características mais diferenciadoras frequentemente estão associadas ao tamanho, desenhos na pelagem e comportamento dentro dos clãs (grupos formados por hienas em ambiente silvestre, com a finalidade de caça e outras atividades).

Neste artigo, você terá acesso a informações de grande relevância sobre esses predadores e conhecerá um pouco sobre a sua dinâmica de domesticação.

Então, venha conosco e boa leitura.

Hienas: Processo Evolutivo e Espécies Atualmente Extintas

O período de maior diversidade em relação á quantidade de espécies de hienas foi ao final do período Mioceno.

O período Mioceno está compreendido entre 23 milhões a 5 milhões de anos atrás.  É considerado integrante da quarta época da era geológica chamada Cenozóica, além de representar a primeira época do período Neogeno.

O clima do Mioceno era considerado relativamente quente, o que favoreceu o desenvolvimento das primeiras espécies de gramínea, assim como algumas espécies de plantas do tipo herbáceo. A fauna foi favorável ao desenvolvimento de predadores como os canídeos e felinos.

A história da família Hyaenidae teria se desenvolvido na Eurásia (junção dos continentes Europa e Ásia) e na África. No entanto, uma espécie extinta chegou até a América do Norte, trata-se da hiena caça ou hiena de corrida (nome científico Chasmaporthetes). A América do Sul e Austrália são localidades nas quais nunca houve registros ou indícios da existência de hienas.

Os fósseis mais antigos de hienas pré-históricas foram encontrados na França e datam de 18 milhões de anos atrás. As primeiras hienas eram consideradas onívoras e insetívoras.

As espécies de hienas conhecidas na atualidade se originaram na África, com primeiro registro fóssil remetendo ao período do Plioceno, momento no qual as características marcantes da dentição e da mandíbula evoluíram para uma maior adaptação à dieta carnívora.

Hiena Malhada

A hiena malhada é caracterizada pelas manchas negras, em formato de pontos, além da pelagem curta. Esta espécie é considerada a maior e mais pesada. O comprimento médio é de 1,70 metros e o peso médio é de 80 quilos.  As fêmeas são maiores que os machos, e frequentemente estão agrupadas em clãs de até 80 hienas, nos quais há uma fêmea na liderança. Fêmeas de hiena malhada tem um pseudo-pênis, o qual, na verdade, é um clitóris super desenvolvido, que se retrai durante a cópula para facilitar a penetração do macho.

É uma espécie encontrada principalmente em áreas da Tanzânia, Quênia e África do Sul. É considerada a espécie mais numerosa.

Hiena Castanha

A hiena castanha apresenta uma pelagem de tamanho médio, mais evidente do que a curta pelagem da hiena malhada. O comprimento médio desta hiena varia de 1,10 a 1,36 metros. O peso médio é de 37 a 55 quilos. A hiena castanha é encontrada principalmente no deserto do Kalahari e o deserto da Namíbia.

Ao contrário da hiena malhada, o macho da hiena castanha é maior do que a fêmea. Também há agrupamento em clãs, os quais, para essa espécie, são menores, com formação entre 4 a 15 membros.

Hiena Riscada

A hiena riscada, também chamada de hiena raiada ou listrada, por listras ao longo do corpo que se assemelham bastante às listras encontradas no tigre. Somado a isso, há uma proeminente camada de pelos eriçados nas costas do animal. Estes pêlos se estendem da nuca à cauda e tendem a aumentar de comprimento durante o inverno. A hiena riscada mede, em média, 1,30 metros, sendo que 25 a 40 centímetros são apenas de cauda. O peso corporal médio da hiena riscada é de 25 a 60 quilos. A voz da hiena riscada é uma característica muito peculiar da espécie, pois muitos dizem que se assemelha ao som de uma gargalhada humana.

Hiena Domesticada

Em alguns países da África, a exemplo da Nigéria é comum que as pessoas criem as hienas como cachorros e inclusive levam-nas para passear pelas ruas (acrescentando a focinheira como item adicional).

O fotógrafo nova-iroquino Pieter Hugo, ao visitar a cidade de Lagos, na Nigéria, ficou impressionado ao perceber que um grupo de homens conduzia hienas com coleiras pelas ruas. Alguns deles aproveitam o fato de estarem lidando com animais silvestres e fazem performance com a hiena pelas ruas, ganhando dinheiro através desse tipo de entretenimento.

Esses guias ou adestradores de hienas são conhecidos como Gadawa Kura.

O grupo fotografado por Pieter Hugo tem permissão do governo da Angola para atuar. Ao todo, o grupo cria e mantém 3 hienas, 4 macacos e 5 cobras píton. No entanto, há muitas pessoas que domesticam hienas por cota própria, sem autorização legal; e neste caso, negligenciam o fato de estarem criando um animal silvestre, carnívoro e potencialmente bastante agressivo.

*

Agora, que você já conhece um pouco mais sobre a hiena e as situações de domesticação encontradas na Nigéria, continue conosco e conheça outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

BARBOSA, J. Hypeness. Série fotográfica impressionante mostra homens que domesticam hienas. Disponível em: < https://www.hypeness.com.br/2013/05/serie-fotografica-impressionante-mostra-homens-que-domesticam-hienas/>;

Cultura Mix. Curiosidades Sobre a Hiena. Disponível em: < http://animais.culturamix.com/informacoes/felinos/curiosidades-sobre-a-hiena-como-este-animal-vive-e-seus-costumes>;

DAVID, P. K. Mund Gump. Hienas- Animais perigosos. Disponível em: < http://www.mundogump.com.br/hienas-animais-perigosos/>;

HIENAPEDIA. Evolución y espécies extintas de hienas. Disponível em: < http://www.hienapedia.com/evolucion-especies-extintas/>.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *