Home / Informações / Coelho Europeu Branco

Coelho Europeu Branco

O coelho é um animal muito presente na cultura dos países em geral. Sua principal referência é a Páscoa, é símbolo dessa data comemorativa.

Podemos fazer facilmente outras associações, como um dos signos do horóscopo chinês, o personagem famoso no nosso país, Pernalonga e um dos personagens do mundo mágico do livro e filme Alice no país das maravilhas.

Dentre as espécies de coelho está ele. Seu nome científico é Oryctolagus Cuniculus, se trata do coelho europeu também conhecido como coelho bravo. Europeu porque são oriundos da Europa e bravo, bom, talvez porque realmente seja um adjetivo que os definam bem de acordo com o seu comportamento na natureza, competitivo para a reprodução, alimentação e ariscos em relação a seres humanos.

Além da Europa, se encontram em algumas regiões da América do Sul, Austrália e por todo o país de Portugal, nesse último, onde infelizmente estão sendo classificados como quase ameaçados de extinção.

Coelho Europeu Branco: Qual a Sua Aparência?

Se encontram numa diversidade de cores além da branca, são a preta, a cinza, a laranja, o marrom e o manchado. Como todo coelho, apresenta o porte médio, cerca de quarenta centímetros de comprimento. Seu peso aproximado é de um quilo a um quilo e duzentas gramas, isso independente do sexo. Ou seja, não possuem dimorfismo sexual. Portanto tanto o macho quanto a fêmea possui a mesma aparência além do mesmo porte e peso.

Um ponto a se considerar aqui é que, diferente de quando há dimorfismo sexual nos outros animais ou em relação à característica comum em geral de outros animais, a fêmea do coelho europeu pode ser um pouco maior e mais pesada que o macho. Quando há o caso em outros animais, o macho é quem apresenta maior porte e peso.

Diferença Entre Coelhos e Roedores

Ambos são animais mamíferos placentários. Algumas pessoas podem confundir essas duas ordens pelos dois animais terem os dois dentes na mandíbula superior parecidos, que nunca param de crescer e por serem roedores. Justamente por esse motivo, o ato de roer tanto alimentos fibrosos quanto outros alimentos e objetos, ajuda a manter o tamanho do dente estável apesar dele nunca parar de crescer durante a vida, e evita, desta forma, um crescimento a ponto de prejudicar a vida do coelho e dos roedores, o que realmente pode acontecer.

A diferença entre os roedores, ordem dos ratos e camundongos, por exemplo, e os logomorfos, ordem dos coelhos e da lebre é que muito mais do que parece, os dentes na mandíbula superior entre um e outro é diferente, enquanto os roedores só possuem dois, os logomorfos no geral além dos coelhos possuem quatro.

Outra diferença é que enquanto os roedores são onívoros, ou seja, animais que têm metabolismo para digerir diferentes alimentos, assim como nós seres humanos, não tão específicos como os carnívoros ou os herbívoros, que é o caso dos lagomorfos, ou seja, só se alimentam do que é oriundo de plantações, são animais herbívoros. Não à toa associam a imagem do coelho à cenoura, que é um dos vegetais presentes em sua alimentação.

Coelho Europeu Branco: Comportamento

Coelho Europeu Branco na Mata
Coelho Europeu Branco na Mata

Vivendo de forma selvagem em seu habitat natural, ou seja, em matas temperadas ou bosques, podem se adaptar muito bem a diversidade de alimento que encontram disponível na natureza, não tão facilmente, podem, assim sendo, chegar a competir para conseguirem se alimentar. Ainda sobre seu comportamento, vivem em grupos, em tocas próximas umas das outras.

São animais noturnos e sua visão é adaptada para a atividade de busca de alimentos durante a noite, assim se protegendo de predadores, animais carnívoros como aves, raposas e lobos.

Riscos a se Levar em Consideração

O habitat do coelho europeu na natureza é comumente desmatado para a agricultura, o desmatamento pode levar a uma diminuição da espécie, o primordial fator associado à diminuição da população.

Somado a caça por predadores, a caça ilegal praticada pelo homem para o consumo da carne, venda do animal ou só como esporte, além de possíveis doenças contagiosas entres as populações, já são considerados quase ameaçadas de extinção.

Coelho Europeu Branco na Grama
Coelho Europeu Branco na Grama

Enquanto há tempo, medidas de preservação da espécie são necessárias. O que facilita também a reintrodução do número de coelhos a natureza, antes que entre em extinção e essa ação seja tão arriscada a ponto de ser mais prejudicial para a preservação da sua espécie do que manterem os salvos em cativeiro reproduzindo.

Coelho Branco Europeu: Como se Reproduzem

O que com certeza ajuda a preservar a sua espécie nas regiões de risco é a sua característica conhecida, sua capacidade de reprodução. São rápidos e ágeis nesse quesito.

Para ajudar mais ainda, não possuem período específico anual de reprodução como a maioria dos outros animais, são livres para se reproduzir por todo o ano. Isso já no primeiro ano de vida quando chegam à natureza. Mas como tudo tem limite, a tão fértil fêmea precisa de um período de pelo menos trinta dias entre uma cria e outra, claro, devido à gestação.

Filhotes de Coelho Europeu Branco
Filhotes de Coelho Europeu Branco

Apesar de serem animais mamíferos placentários como nós humanos, sua gestação também é rápida, durante no máximo até trinta e três dias. Placentários são uma classificação de animais mamíferos que possuem o mesmo desenvolvimento embrionário e mais comum, -cerca de noventa e cinco por cento da população e entre eles estamos nós, seres humanos-, esse desenvolvimento se dá totalmente através da placenta da mãe e depois de nascidos, através da amamentação de leite pelas mamas da mais nova mamãe.

Esse período, como vimos, pode variar muito de espécie para espécie de acordo com a necessidade independente da mesma. O que para nós dura nove meses por exemplo, para os coelhos europeus dura cerca de um mês. A amamentação é tão rápida quanto e dura cerca de um mês. E quando reproduzem, por cria, geram de três a doze filhotes, isso mesmo, doze! Mas até que a média geral não assusta tanto assim, são apenas cinco. Os novos coelhinhos nascidos se parecem mais com ratinhos do que com coelhos. Nascem sem a capacidade de enxergar, ouvir e pelados, sem nenhum pelo que vão desenvolvendo ao decorrer do tempo.

Tanta capacidade de reprodução leva a pelo menos sete reproduções por fêmea nos grupos. Mas como característica comum de machos em relação a outros machos nos animais, essas reproduções levam a uma grande competição de reprodução pelas fêmeas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *