Home / Informações / Animais que Começam com a Letra E

Animais que Começam com a Letra E

Escorpião-imperador 

O escorpião-imperador é uma das maiores espécies de escorpião do mundo, medindo cerca de 20 centímetros de comprimento.

Esse animal é famoso pelo seu comportamento dócil, apesar de sua aparência imponente. Sua picada é praticamente inofensiva devido ao baixo nível de toxicidade de seu veneno.

Por isso, o escorpião-imperador costuma servir como animal de estimação exótico. Seu corpo é completamente negro e dotado de duas grandes pinças.

Escorpião-imperador 
Escorpião-imperador

Na natureza, eles não usam o veneno para caçar. Essa espécie prefere utilizar as pinças avantajadas para esmagar e desmembrar suas presas.

Apesar de ser quase cego, esse escorpião possui pelos sensoriais nas pernas que suprem essa deficiência.

O escorpião-imperador habita as florestas úmidas africanas e se alimenta de grilos, baratas, e outras presas, como lagartos e ratos. Ele pode ser encontrado em diversos países africanos, como Senegal, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Nigéria, Serra Leoa e Costa do Marfim.

A expectativa de vida do escorpião-imperador é de aproximadamente 8 anos, longevidade considerada alta para os artrópodes.

Ema 

A ema é uma ave de grande porte. Os machos adultos podem medir até 170 centímetros de altura e 100 centímetros de comprimento. Já e peso da ema é de aproximadamente 40 kg.

Seu corpo é bastante semelhante ao do avestruz. Apesar de ter asas, a ema não consegue voar.

Por falar em asas, estas são consideravelmente grandes, medindo 2,5 metros de uma ponta a outra. Uma ema adulta tem de 110 a 120 penas por asa.

Sua plumagem é uma mistura de cinza com marrom. As pernas, assim como o pescoço, são longas. Diferentemente da maioria das aves, as emas têm apenas três dedos.

A dieta das emas é baseada em folhas largas, sementes e frutas da época, além de insetos, escorpiões, pequenos roedores, répteis e pequenos pássaros.

Assim como muitas outras aves que se alimentam de matéria vegetal mais resistente, a ema ingere pequenas pedras arredondadas que auxiliam o organismo do animal a moer a comida, facilitando a digestão.

Esquilo Caxinguelê 

O esquilo caxinguelê é um roedor tipicamente brasileiro. Ele habita áreas da Floresta Amazônia e da Mata Atlântica.

Ele mede 20 centímetros de comprimento, além da cauda longa e peluda que chega a medir mais 18 centímetros. Um adulto da espécie costuma pesar 300 gramas.

O esquilo caxinguelê tem olhos grandes e orelhas pequenas. Sua visão e audição são muito bem apuradas. Ele é capaz de saltar até 5 metros de um galho para outro.

Diferente dos esquilos norte-americanos, o caxinguelê é muito tímido perto de humanos. Eles raramente são vistos em áreas movimentadas.

De uma forma geral, os esquilos encontram-se espalhados por quase todo o mundo, principalmente nas zonas temperadas e tropicais.

Elefante africano 

O elefante africano, como bem diz seu nome, encontram-se distribuídos por toda a África em áreas de florestas, campos, savanas e desertos. São animais que vivem em grupos liderados pela fêmea mais velha.

Os machos medem cerca de 3 metros de altura e pesam de 5 a 6 toneladas. Já as fêmeas medem aproximadamente 2,5 metros de altura e pesam entre 500 kg e 3 toneladas.

Os elefantes africanos são ativos durante o dia e se comunicam através de sons de baixa frequência.

Eles estão entre os animais com maior expectativa de vida. Na natureza, esse mamífero vive, em média, por 56 anos. Porém, em cativeiro, os elefantes africanos não costumam passar dos 17 anos de idade.

Escaravelho-sagrado 

Medindo de 2,5 a 3 centímetros, o escaravelho-sagrado ocorre em dunas e pântanos costeiros ao redor da bacia do Mar Mediterrâneo. Ele pode ser encontrado em todo o norte da África, sul da Europa e partes da Ásia.

Essa espécie é conhecida por confeccionar bolas de esterco. O escaravelho-sagrado rola a sua bola para um local adequado e a esconde. Em seguida, ele passa dias comendo essa bola.

O escaravelho-sagrado recebe esse nome porque, para os egípcios antigos, essa espécie era um símbolo da manifestação matinal do deus do sol Ra. Essa crença baseava-se em uma analogia feita entre o comportamento do besouro de rolar uma bola de esterco no solo e a tarefa do deus Ra de “rolar” o sol no céu.

Enguia-americana 

A enguia-americana é um peixe que habita as águas do Atlântico ocidental. Bastante semelhante a uma cobra, essa espécie de peixe possui o corpo alongado e a cabeça pontiaguda, com ausência de barbatanas ventrais. Seu comprimento chega a 2,5 metros.

As como as outras espécies de enguia, a americana é capaz de produzir descargas elétricas de até 600 volts. Esse valor e quase cinco vezes mais potente que uma tomada doméstica.

O segredo para essa habilidade está na cauda da enguia. Os músculos do rabo funcionam como uma série de três pilhas. A mais fraca serve como um órgão sensorial que ajuda na navegação e na comunicação. As outras duas pilhas são mais potentes e servem como mecanismo de ataque e de defesa.

As enguias-americanas possuem hábitos noturnos. A expectativa de vida dessa espécie é de até 22 anos.

Estrela-do-mar 

A estrela-do-mar é um animal equinoderme e que pertence à classe Asteroidea. Atualmente, há cerca de 1.600 espécies de estrela-do-mar distribuídas por todos os oceanos do mundo, desde as regiões tropicais até as águas polares.

Esse animal pode ser encontrado a incríveis profundezas de até 6.000 metros abaixo da superfície. A maioria das estrelas-do-mar se alimentam de animais da zona bentônica.

O corpo das estrelas-do-mar normalmente é dotado de um disco central e cinco braços, apesar algumas espécies apresentarem um maior número de braços.

As partes superficiais do corpo desse animal podem ser lisas, granulares ou espinhosas, cobertas com sobreposição de placas.

Estrela-do-mar 
Estrela-do-mar

Muitas espécies de estrela-do-mar são coloridas em diferentes tons de vermelho ou laranja. Porém, outras espécies podem apresentar coloração em tons de azul, cinza ou marrom.

As estrelas-do-mar têm complexos ciclos de vida. Elas podem se reproduzir tanto de forma sexuada quanto assexuada.

A maioria delas pode regenerar partes danificadas do corpo. Quando ela perde um braço por acidente, nasce outro no lugar depois de certo tempo.

Algumas espécies de estrelas-do-mar estão presentes na culinária de diversos países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *