Home / Curiosidades / O Tempo de Vida das Abelhas

O Tempo de Vida das Abelhas

As abelhas são exemplos de insetos que vivem em sociedade. Dentro de uma colmeia, elas se dividem em abelha-rainha, operárias e zangões. Cada uma desempenha a sua função a fim de manter a ordem, o funcionamento e a sobrevivência do grupo.

As abelhas habitam todos os continentes, exceto a Antártida. As mais de 20 mil espécies são fundamentais para o equilíbrio do ecossistema devido a sua função polinizadora.

Mas quanto tempo vive uma abelha? A resposta depende de alguns fatores…

Tempo de Vida das Abelhas
Tempo de Vida das Abelhas

Características das abelhas

As abelhas geralmente são fáceis de reconhecer. Elas diferem de grupos intimamente relacionados, como as vespas, por ter pelos ramificados ou em forma de pluma, pentes no antebraço para limpar suas antenas e pequenas diferenças anatômicas na estrutura dos membros.

Uma abelha tem um par de grandes olhos compostos que cobrem a maior parte da superfície da cabeça. Entre e acima destes estão três pequenos olhos simples que fornecem informações para a abelha sobre a intensidade da luz. As antenas geralmente têm treze segmentos nos machos e doze nas fêmeas.

Abelha na Flor
Abelha na Flor

Elas abrigam um grande número de órgãos sensoriais que podem detectar o toque, o cheiro e o gosto. Além disso, pequenos mecanorreceptores permitem que elas detectem também o movimento do ar para “ouvir” os sons. As partes bucais são adaptadas tanto para a mastigação quanto para a sucção.

O tórax das abelhas tem três segmentos, cada um com um par de pernas robustas e um par de asas membranosas nos dois segmentos traseiros. As asas são sincronizadas em voo, sendo as traseiras um pouco menores e conectadas às pernas dianteiras por uma fileira de ganchos. O abdômen tem nove segmentos, sendo os três maiores sendo modificados na picada.

Reprodução e ciclo de vida das abelhas

As abelhas passam por um processo de metamorfose semelhante ao que é observado nas borboletas. Durante o seu ciclo, elas vivenciam quatro diferentes etapas: ovo, larva, ninfa e adulta.

Como já sabemos, a colmeia é habitada por operárias, zangões e pela abelha-rainha. As operárias são estéreis, enquanto a abelha-rainha é a única fêmea fértil. A função da rainha baseia-se em ser fecundada e botar os ovos, já que seu aparelho reprodutor é bem desenvolvido.

A vida reprodutiva da rainha inicia-se uma semana após seu nascimento. Ela então realiza seu primeiro voo nupcial em busca de zangões para fecundá-la. É comum que a rainha seja fecundada por 12 a 15 zangões, ocasionando em uma elevada variedade genética das futuras abelhas.

Abelhas Reprodução
Abelhas Reprodução

Após o acasalamento, a rainha armazena o esperma do macho em seu abdômen e o libera aos poucos durante os anos. Três dias após ser fecundada, ela dá início à desova, botando um ovo em cada alvéolo. Uma rainha é capaz de botar três mil ovos diariamente.

Os ovos são formados nos dois ovários da rainha, podendo ou não ser fertilizados pelos espermatozoides que estão armazenados. Se fertilizados, os ovos darão origem às abelhas operárias. Já os zangões nascerão dos ovos não fertilizados. Cientificamente, o nascimento dos zangões a partir de ovos que não foram fecundados é chamado de partenogênese. Dessa forma, os zangões são considerados “pura raça”.

O processo de escolha da rainha em relação a quais ovos serão ou não fertilizados acontece de forma bem interessante. As operárias constroem alvéolos grandes e pequenos. Os maiores são para os zangões, enquanto os menores ficam para as operárias.

Abelhas
Abelhas

Pouco antes de ocular, a abelha-rainha usa suas patas para medir o tamanho do alvéolo. Se for um alvéolo para operárias, ela introduzirá seu abdômen e liberará os ovos junto com os espermatozoides armazenados para que ocorra a fecundação. Mas se o alvéolo for destinado a zangões, ela depositará apenas o ovo não fecundado.

Por isso, é fundamental que os criadores de abelha fiquem atento a essas diferenças. Se a quantidade de esperma armazenado pela rainha acabar, as futuras abelhas nasceram zangões, pois a fecundação não terá sido realizada. Assim, o apicultor precisará substituir sua abelha-rainha por outra. Caso contrário, a colônia desaparecerá devido a ausência de operárias, pois são elas as responsáveis pela alimentação, higiene e outras atividades da colmeia.

Bom, agora que já sabemos um pouco mais sobre esse importante inseto, chegou a hora de revelar: qual o tempo de vida das abelhas? As operárias vivem entre 30 e 45 dias, enquanto os zangões podem viver por até 80 dias. Mas é a rainha que possui maior longevidade: de dois a cinco anos de idade.

15 fatos curiosos sobre as abelhas

  • Quando uma colmeia encontra-se muito populosa, um grupo de abelhas pode deixar a moradia e sair à procura de um novo local. A isso se dá o nome de enxame viajante;
  • Geralmente, os enxames são mansos e não apresentam perigo, pois a atenção das abelhas está direcionada à sobrevivência do grupo;
  • A agressividade tem caráter esporádico e costuma ocorrer quando as abelhas se sentem ameaçadas;
  • No enxame viajante, as abelhas costumam carregar uma reserva de mel nos papos. Por isso, elas não conseguem dobrar o abdômen para dar a ferroada e aplicar o veneno;
Curiosidades da Abelha
Curiosidades da Abelha
  • Uma colmeia média consegue abrigar até 60 mil abelhas;
  • O Dia da Apicultura é comemorado todo dia 17 de outubro;
  • Já o Dia do Apicultor é comemorado no dia 22 de maio;
  • As abelhas são insetos bem velozes. Por minuto, uma abelha consegue visitar dez flores.
  • Cada abelha costuma produzir cinco gramas de mel anualmente;
  • Para produzir um quilo de mel, é necessário que as abelhas passem por cinco milhões de flores;
  • Quando o número de zangões dentro da colmeia é muito elevado, as operárias os matam para economizar comida.
Zangão Abelha
Zangão Abelha
  • Durante períodos muito frios e de escassez de alimentos, as abelhas operárias fecham as entradas da colmeia e impedem que os machos entrem. Dessa forma, eles são deixados do lado de fora e morrem de frio e fome.
  • Em média, são realizados 40 voos diariamente;
  • O olfato apurado permite que os zangões sintam o feromônio liberado pela abelha-rainha a uma distância de até cinco quilômetros.
  • Para azar do zangão, seu órgão genital fica preso ao corpo da rainha após o acasalamento e acaba rompendo-se, o que leva a sua morte.

Fotos de Abelhas 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *