Home / Curiosidades / Curiosidades do Peixe Dourado

Curiosidades do Peixe Dourado

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Actinopterygii

Ordem: Characiformes

Família: Characidae

Género: Salminus

Nome Científico: Salminus brasiliensis

Curiosidades do Peixe Dourado
Curiosidades do Peixe Dourado

Também conhecido como Piraju e Pirajuba, o Dourado é uma espécie que habita as águas doces do Brasil e de outros países da América do Sul. O Salminus brasiliensis distribui-se nas Bacias do Paraná, do São Francisco, do Rio Doce e do Paraíba do Sul, abrangendo os Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Bahia, Alagoas, Sergipe, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Goiás.

O Dourado é muito apreciado na pesca esportiva. Famoso por sua braveza e resistência ao ser fisgado, esse peixe é bastante procurado por pescadores de todo o Brasil.

Confira abaixo algumas curiosidades sobre o peixe Dourado!

Curiosidades

  • O Dourado habita águas rápidas, corredeiras e cachoeiras, assim como as margens de barrancos, bocas de corixos e galhadas no meio dos rios.
  • Costuma nadar em cardumes.
  • É um peixe carnívoro, alimentando-se de qualquer espécie de peixe, inclusive de pequenas aves, embora prefira lambaris e sardinhas.
  • Uma das presas favoritas do Dourado é o Sabalo, um tipo de peixe que pesa de 1 a 4 kg.
  • É um peixe muito difícil de manter no anzol, pois sua boca é muito dura, dificultando a penetração do anzol.
  • Quando fisgado, salta para fora da água e fica se debatendo.
  • O Dourado tem dentes bastante afiados e perigosos.
  • Eles são muito agressivos com outros peixes, principalmente quando estão se alimentando.
Peixe Dourado no Aquário
Peixe Dourado no Aquário
  • Há diversos relatos de ataques de dourado a seres humanos, inclusive um em que um garoto teve os genitais mutilados por esse peixe.
  • Inúmeras empresas turísticas, especialmente na Argentina, Paraguai e no Brasil, oferecem pacotes turísticos a pescadores com o objetivo de pescar dourados na bacia do Rio Paraná.
  • A pesca do Dourado é proibida no Rio Grande do Sul, no Mato Grosso e em algumas cidades do Mato Grosso do Sul (Corumbá, Porto Murtinho e Aquidauana).
  • O Dourado pertence à ordem Characiformes, da qual fazem parte a piranha, o lambari, o tambaqui, o pacu, a traíra, o néon, a piraputanga e muitos outros peixes sul-americanos e também africanos
  • O maior peixe Dourado já registrado tem 100 centímetros de comprimento e pesa 31,4 kg.
Peixe Dourado no Mar
Peixe Dourado no Mar
  • O crescimento acelerado é a principal vantagem de criar esse peixe em cativeiro. Em um ano, o Dourado pode chegar a pesar 2kg. As fêmeas conseguem alcançar um peso maior que 20kg.
  • A expectativa de vida desse peixe é de 15 anos.
  • O dimorfismo sexual não é tão evidente. As fêmeas maduras costumam ser maiores e de corpo roliço, enquanto machos possuem corpo retilíneo.
  • A cabeça do Dourado é muito grande. Sua boca é repleta de canino afiados.
  • Esse peixe possui uma robusta barbatana caudal.
  • O Dourado possui uma coloração amarelada, próxima ao ouro, e listras pretas na lateral do corpo. Suas barbatanas emitem tons em laranja e sua cauda tem um risco preto no meio.
  • O período reprodutivo ocorre na primavera e no início do verão.
  • Nessa época, a piracema, os cardumes de Dourados são capazes de percorrer até 400 km. Cerca de 15 km diários.
Pesca de Peixe Dourado
Pesca de Peixe Dourado
  • Machos e fêmeas nadam lado a lado. A fêmea, então, expele seus óvulos para que eles sejam fecundados pelo esperma do macho.
  • As hidrelétricas impedem que os cardumes avancem, o que prejudica o ciclo reprodutivo. Por esse motivo, aliado à pesca predatória, os cardumes diminuíram drasticamente nos estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul no decorrer das últimas décadas.
  • O Dourado se orienta visualmente e tem hábitos diurnos.
  • O poder de percepção visual do Dourado tem chamado a atenção de pesquisadores. Esse peixe possui quatro receptores de cores, um a mais que os seres humanos, sendo capazes de enxergar luzes ultra-violetas.
  • Durante a caça, ele pode armar emboscadas assim como a traíra. Mas ele costuma ser mais ativo e persegue ferozmente suas presas, as quais podem ter até 70% do tamanho de um Dourado.
  • A caça ocorre mais comumente em locais de correnteza, ideais para o bote perfeito.
Peixe Dourado
Peixe Dourado
  • O peixe Dourado descansa em meio a pedras no meio de uma correnteza. Assim que um peixe aparece no campo visual do Dourado, ele pega impulso e ataca a presa.
  • O cruzamento entre o Dourado e outros peixes ao longo dos séculos permitiu que cerca de 250 novas variedades de peixes surgissem. A citar: cometa, cauda de véu, celestial, olhos de bolha, escama de pérola, telescópio, pompom, cauda de leque, cabeça de leão, peixe ovo, olho de dragão, cabeça de sapo, etc.
  • Ao lado do Pacu, da Tilápia, do Surubim e do Pirarucu, o Dourado é um dos responsáveis por movimentar o mercado de peixe no Brasil. De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o mercado de peixes nativos cresce 25% ao ano.
Prato de Peixe Dourado
Prato de Peixe Dourado

Culinária

O peixe Dourado é muito famoso na culinária brasileira. Ele é comumente preparado de forma grelhada ou em ensopados. A carne do Dourado é branca e possui uma característica escamosa, com um significativo teor de gordura.

Dourado ao molho de manga

Existem diversos pratos que têm o Dourado como protagonista. O Dourado ao molho de manga é um prato fresco e de fácil preparo, ideal para consumir no verão durante um almoço de domingo. Tome nota!

Ingredientes (serve um prato):

  • 1 Filete de Dourado;
  • 100 gramas de manga;
  • 1 colher de sopa de coentro picado;
  • 1 limão;
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva;
  • Meia cebola branca;
  • Pimenta do reino a gosto;
  • Sal a gosto.
Dourado ao molho de manga
Dourado ao molho de manga

Modo de preparo:

  • Reúna os ingredientes necessários ao preparo desta receita. Descasque a manga e a cebola e corte ambas em pequenos cubinhos.
  • Em um recipiente, misture a manga e a cebola, temperando-as a gosto com sal e pimenta.
  • Acrescente o coentro picado e o suco de limão. Misture tudo.
  • Tempere também o filé com sal e pimenta.
  • Cozinhe o peixe em uma frigideira com o azeite em fogo médio.
  • Para que o filé não fique seco, não deixe que ele cozinhe por mais de três minutos de cada lado.
  • Quando o peixe estiver bem passado, sirva-o com a mistura de manga. Você pode acrescentar também purê de batatas ou um mix de legumes. Bon appetit!

Fotos do Peixe Dourado 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *